Como escolher o melhor momento para engravidar?

Lado emocional pode ser mais decisivo que fatores físicos

Ter um filho traz para a vida da mulher muitas mudanças e novas responsabilidades. Assim, nem sempre é possível se sentir totalmente segura de que o momento escolhido para engravidar é o mais adequado, já que esta é uma nova experiência e, com ela, inseguranças podem surgir.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É cada vez mais comum nos depararmos com mulheres que decidem adiar a maternidade e se dedicarem, primeiramente, a outros projetos de vida, como estudos e vida profissional. O meio cultural influencia fortemente esta decisão, muitas vezes estipulando um "tempo certo" para engravidar.

A escolha do momento para se ter um filho pode ser norteada não somente pelo desejo da mulher ou casal, mas também pelo que é esperado pela sociedade. É comum ouvirmos comentários do tipo: é muito cedo; é muito tarde; só um ou mais filhos?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O preparo emocional da mulher é um fator de grande importância e que pode ser decisivo para determinar o momento mais adequado para engravidar

Na década de 50, por exemplo, a maioria das mulheres não tinha a opção de escolher o melhor momento para engravidar, o anticoncepcional ainda não existia e logo após o casamento era bastante comum o anuncio da primeira de muitas gravidezes. Nessa época, as mulheres tinham uma função materna bem definida: a maternidade sobrepunha-se dentre outros papéis que poderiam ser ocupados.

Hoje a mulher tem a opção de escolher a época de sua vida em que quer ter um filho, e se quer tê-lo. Apesar de ainda vivenciarmos muitos resíduos culturais das décadas passadas e da cobrança social ainda ser latente, é possível observar a mudança de comportamento de forma nítida. Com os avanços da medicina, é comum que muitas mulheres engravidem com mais de 35 anos, e com uma maior segurança de que os fatores físicos não serão impeditivos para a realização de seu sonho.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)


A hora certa

Será que uma mulher aos 22 anos está preparada para ser mãe? E aos 40, com a vida profissional estabilizada, ela já pode pensar na maternidade?

Apesar de as condições físicas serem muito significativas no planejamento de uma gravidez, o preparo emocional da mulher é um fator de grande importância e que pode ser decisivo para determinar o momento mais adequado para engravidar.

A maternidade exige da mulher uma dedicação diferenciada. Logo após o nascimento, o bebê depende 100% de seus cuidados, o aumento da responsabilidade traz muitas mudanças em sua vida, e essa demanda requer disponibilidade emocional e física.

A decisão não é simples e, em algumas situações, pode causar ansiedade, pois mesmo após planejar e desejar a gravidez, algumas mulheres ainda podem se questionar: Será que este é mesmo o melhor momento? Será que deveria ter esperado um pouco mais?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É natural que os questionamentos apareçam em alguns momentos e, apesar de a gravidez ser uma fase repleta de sentimentos como dúvidas e ansiedades, os nove meses de gestação são um tempo precioso, que possibilita a elaboração desta nova condição.

O momento certo vai muito além do que é esperado socialmente. É aquele quando o desejo se manifesta e dá à mulher a possibilidade de pensar a respeito, tomar a decisão de uma forma consciente e, dessa forma, ter uma maior disponibilidade emocional para assumir esse novo papel em sua vida.