Puberdade precoce pode indicar problemas hormonais ou não ter causa aparente

Meninas e meninos podem ter os sinais da adolescência mais cedo, o que prejudica também a autoestima

Entende-se por puberdade o conjunto de modificações físicas que acontece durante a adolescência. Pode iniciar-se a partir dos oito anos no sexo feminino e dos nove anos no sexo masculino. Quando ela acontece antes destas idades é chamada de puberdade precoce.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O primeiro sinal de puberdade no sexo feminino é o aparecimento do broto mamário, que pode ocorrer dos oito aos 13 anos. A partir deste evento inicia-se a transformação de um corpo infantil em um corpo adulto, com o aparecimento gradativo de pelos pubianos e axilares, culminando com a menarca (primeira menstruação), que costuma ocorrer cerca de dois anos após. Neste período ocorre o estirão do crescimento.

Já no sexo masculino o primeiro sinal de puberdade acontece entre os nove e os 14 anos de idade e é mais difícil de perceber, não sendo tão evidente. Observa-se aumento do volume dos testículos como também o crescimento do pênis, seguido pelo aparecimento dos pelos pubianos, axilares e por último os faciais. Nos meninos é notória também a mudança de voz. O estirão do crescimento é um pouco mais tardio, mas é mais intenso, por isso eles atingem estaturas maiores do que as das meninas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As causas de puberdade precoce podem ser de origem familiar (se um dos familiares, tanto do lado materno como paterno foi diagnosticado com puberdade precoce e apresentam o gene), idiopática (sem causa aparente) ou orgânica (como por exemplo, tumores). Também pode ocorrer pela administração de hormônios de forma indevida, seja via oral ou cutânea (alguns cremes ou pomadas com estrógeno). A puberdade é classificada em central (causada por alterações no cérebro) ou periférica (de origem em outras partes do corpo, como tumores nos ovários ou testículos, problemas das glândulas adrenais e outros).

Por volta dos três anos de idade, as crianças, que cresciam rapidamente desde o nascimento, tem uma diminuição da sua velocidade de crescimento e passam a ter o que chamamos de crescimento estável, de cerca de 5 cm ao ano, até a entrada na puberdade, período em que ocorre o estirão. Durante os dois anos de estirão as meninas crescem em média 16 cm e os meninos em torno de 20 cm. Após este período restam uns poucos centímetros até a parada do crescimento. Quando a puberdade acontece de forma precoce em uma criança, a perspectiva é de que a estatura final seja abaixo da expectativa, pois a parada do crescimento também é precoce. A puberdade precoce está associada, portanto, com a baixa estatura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, outro problema que surge é de âmbito emocional. Uma garota de oito ou nove anos que apresente corpo de mulher se sente completamente diferente de suas amigas, isso sem falar na imaturidade para lidar com a menstruação. O mesmo acontece com os meninos, que começam a desafinar a voz antes de todos os outros e apresentar pelos onde os outros ainda nem sonham em ter.

O diagnóstico é realizado através do exame físico, da dosagem de hormônios e com o auxílio da radiografia de punhos e mãos, para checagem da idade óssea. A ressonância magnética de crânio é utilizada para afastar qualquer suspeita de tumor, assim como um ultrassom de abdômen.

O tratamento da puberdade precoce é feito com a administração de hormônios que a bloqueiam temporariamente. Quando associada a doenças, estas devem ser devidamente tratadas com medicamentos próprios para cada caso.

Além de ser um problema que afeta a autoestima e o crescimento dos jovens, a puberdade precoce pode também ser um sinal de que alguma coisa não está certa no corpo e por isso merece atenção por parte dos pais e dos profissionais da saúde.