Importância da atividade física na terceira idade

Exercícios físicos bem orientados ajudam a trazer autonomia e qualidade de vida

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 25/05/2017

Pedro Vera
Educação Física - CREF 010289/PR
especialista minha vida

Com o passar dos anos, nosso corpo precisa de estímulos para manter-se ativo e saudável. Nossa expectativa de vida aumentou nas últimas décadas, mas uma questão é fundamental: como envelhecer com qualidade e autonomia, principalmente após a descoberta de uma patologia?

PUBLICIDADE

A terceira idade é a fase da vida de inicia aos 60 anos, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). Mas, muitos estudos em gerontologia salientam que a idade cronológica não corresponde exclusivamente à idade biológica, é apenas uma classificação que visa orientar o profissional na maneira de traçar estratégias preventivas, reativas ou paliativas.

Os principais desafios que com surgem com o passar dos anos são as dificuldades em executar movimentos básicos como:

  • Caminhar
  • Deitar
  • Sentar
  • Levantar
  • Respirar
  • Mover os braços como antes.

Como a atividade física pode ajudar?

Alguns exercícios podem ser adequados ou inadequados, agradáveis ou desagradáveis, benéficos ou prejudiciais. Tudo depende da escolha do método e do profissional que irá aplicá-lo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O pilates, por exemplo, vem como uma alternativa eficaz para manutenção e recuperação da força, flexibilidade e resistência em qualquer fase da vida. Ao trabalhar a concentração, centralização, precisão, respiração, controle e fluidez como princípios, esse método foca a necessidade individual e garante excelentes resultados, principalmente aos idosos.

Manter a autonomia e a saúde é uma responsabilidade não só do indivíduo, mas da família e da sociedade. A terceira idade é uma fonte de sabedoria e experiência de vida emocional, social, psicológica e profissional, que deve ser respeitada e admirada em toda sua plenitude.