Voz de mãe ao telefone conforta como um abraço, aponta estudo

Cérebro recebe estímulos semelhantes aos que receberia diante do contato materno

Um estudo realizado pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, revelou que a voz da mãe ao telefone conforta os filhos tanto quanto um abraço. A pesquisa, publicada na revista científica Proceedings of the Royal Society B, observou 60 meninas, de 7 a 12 anos, que foram submetidas a situações de estresse seguidas de monitoramento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os cientistas acreditam que a voz materna tem a capacidade de gerar nos bebês e crianças estímulos semelhantes aos que recebem quando estão em contato direto com as mães. Quando a criança ouve a voz da mãe, seus ouvidos enviam estímulos ao cérebro parecidos aos que enviariam se estivessem abraçadas as suas mães, daí a sensação de acolhimento mesmo à distância.

Elas tiveram de falar e resolver questões de aritmética em público inesperadamente, o que acelerou os seus batimentos cardíacos e elevou os níveis de cortisol, o chamado hormônio do estresse.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Depois, foram divididas em três grupos: o primeiro recebeu uma ligação telefônica da mãe; o segundo, um toque carinhoso, como um abraço; e o terceiro assistiu ao filme A Marcha dos Pinguins, considerado pelos cientistas como sendo emocionalmente neutro.

Segundo o monitoramento dos cientistas, os dois primeiros grupos revelaram um aumento idêntico no nível de oxitocina, uma espécie de "sedativo natural" associado à empatia e capaz de aliviar os efeitos do cortisol. Já no terceiro grupo, não houve aumento no nível desse hormônio.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)