Cuidados na hora do banho

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 24/04/2006

Uma das principais preocupações de mamães de primeira viagem é como não errar na hora de cuidar da higiene do bebê. Temores em relação ao banho, umbigo e até o modo correto de trocar fraldas são comuns. Não existe fórmula de como cuidar de um recém-nascido, mas algumas dicas facilitam este contato inicial entre mãe e bebê no momento da limpeza diária. O médico pediatra Roberto Coelho Alves diz que um bom banho começa com a temperatura ideal da água. "Manter a água aquecida adequadamente é fundamental. A posição que a mãe segura o filho também é importante. Ela deve apoiar a cabeça da criança no braço que mais costuma usar, direito ou esquerdo, dependendo se for destra ou canhota", ensina.A limpeza da pele do nenê pode ser feita com sabonete líquido ou sólido, de preferência de uma linha que não seja agressiva demais. Sobre resíduos de água no bebê, Roberto alerta que a mãe não deve ser muito incisiva.

"Se houver água no ouvido da criança, o ideal é pingar umas gotas de álcool de farmácia, que ajudam na evaporação. Depois disso, nada de ficar cutucando ouvido ou nariz internamente com cotonetes, que podem ocasionar ferimentos. Faça a limpeza apenas superficialmente", conta. Os cuidados com o umbigo são outra preocupação na higienização do nenê. De acordo com Roberto, ele deve ser limpo com um cotonete com álcool e, se for necessário, envolvido com gaze. Outro detalhe é mantê-lo sempre seco, até que se desprenda, o que costuma acontecer alguns dias após o nascimento. Sobre a troca de fraldas, o pediatra ressalta: "a limpeza da criança deve ser feita com um pano ou algodão embebido em água e nada mais. Os lenços umedecidos são uma alternativa em ocasiões de emergência. Não são recomendados para a rotina diária, pois podem provocar irritações". O médico ainda destaca que, no caso de assaduras, o procedimento a ser seguido é adotar uma pomada ou creme indicado. "De modo geral, seguindo este roteiro de cuidados, não há como errar na higiene da criança. Basta ter atenção e respeitar a delicadeza da pele do bebê", completa. Por: Camila Conte









PUBLICIDADE