PUBLICIDADE

Metade das mulheres com diabetes gestacional desenvolve diabetes tipo 2

Obesidade foi apontada como um dos principais fatores de risco

Um estudo publicado neste mês no periódico Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism da Sociedade de Endocrinologia aponta que mulheres diagnosticadas com diabetes gestacional tem um risco maior de desenvolver diabetes tipo 2 no futuro do que as demais grávidas. Segundo os especialistas, a relação pode ser decorrente não só de maus hábitos, mas também de variações genéticas. A análise foi liderada por um pesquisador da Seoul National University Hospital.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para a pesquisa, foram acompanhadas 843 mulheres que tiveram diabetes gestacional entre 1996 e 2003 no Cheil General Hospital, na Coreia do Sul. Do total, 12,5% desenvolveram diabetes tipo 2 nos dois meses seguintes ao parto. Após uma década, entretanto, o número de participantes com a doença cresceu 6,8% ao ano.

Os resultados mostram, portanto, que metade das mulheres analisadas desenvolveu diabetes tipo 2 oito anos após dar a luz. Embora a obesidade tenha sido apontada como um dos principais fatores de risco para o problema, os especialistas descobriram uma variação genética que também pode explicar o problema. O gene afetado, entretanto, varia conforme o tempo que a doença levou para se manifestar. De modo geral, recomenda-se controlar o peso antes e durante a gestação e ter acompanhamento médico para agir rapidamente caso a mulher receba um diagnóstico de diabetes gestacional.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diabetes gestacional pode prejudicar o bebê

Um dos problemas de saúde mais temidos por mulheres grávidas, o diabetes gestacional nada mais é do que o alto nível de açúcar no sangue diagnosticado no período da gravidez. Neste caso, os responsáveis pelo desenvolvimento da doença podem ser hormônios característicos do período. Entretanto, a idade da mulher, o histórico familiar de diabetes, o peso excessivo, entre outros fatores, podem ser indicadores de um risco elevado de ter o problema.

Os principais sintomas do diabetes gestacional são visão borrada, cansaço, aumento da sede, aumento da urina, náuseas e vômitos. Como eles podem ser facilmente confundidos com problemas típicos da gravidez, o ideal é fazer o pré-natal e realizar os exames solicitados na data solicitada pelo médico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dieta e exercícios são os dois principais pilares para evitar que o diabetes fique descontrolado, aumentando assim o risco de o bebê sofrer complicações. As mais comuns são ganho de peso exagerado do bebê, e até risco maior de dar à luz um natimorto ou de o bebê morrer pouco tempo depois de nascer. Para evitar esses e outros problemas, planeje a gestação e realize exames de prevenção antes de dar esse grande passo.