Atletas ensinam 8 segredos para lutar MMA sem lesões

Veja os segredos de Minotauro e outros especialistas para cair na arena sem medo

POR ANA PAULA DE ARAUJO - PUBLICADO EM 18/01/2012

Os golpes fortes e o estado dos lutadores após uma luta de MMA (Artes Marciais Mistas, em tradução do inglês) intimidam quem nunca chegou perto de um ringue. "De fato, o MMA é um esporte agressivo, mas não violento. Trata-se de um esporte extremo, como a Fórmula 1 e o ciclismo. A diferença é que o lutador tem como se preparar, aprendendo a se defender dos golpes e o risco de lesões diminui", afirma o lutador de MMA Rodrigo "Minotauro" Nogueira, que participa do UFC - Ultimate Fighting Championship, considerado o maior campeonato de MMA do mundo. Se você está com vontade de experimentar umas aulas do esporte mais badalado do momento, mas anda com medo, veja as dicas de três lutadores profissionais para proteger o corpo. 

Aquecimento

Antes de iniciar qualquer atividade física, MMA inclusive, é muito importante aquecer o corpo. Segundo Diogo Souza, coordenador de MMA da Team Nogueira Academia, no Rio de Janeiro, o aquecimento aumenta o fluxo de sangue nas extremidades do corpo e na musculatura, preparando o atleta para uma atividade de maior intensidade. "Os tendões e os músculos funcionam como elásticos. Se você coloca no freezer e puxa de uma vez só, estouram. Eles precisam estar aquecidos para evitar lesões", afirma o lutador de MMA e professor de Jiu-jitsu Gregor Gracie, da academia Rolls Gracie, em Nova York. 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não