Pole dance emagrece, fortalece os braços e deixa a barriga chapada

Uma hora de aula promove o gasto de até 700 calorias

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 13/12/2016

O pole dance é uma dança ou um exercício físico? Os adeptos dos movimentos feitos ao redor da barra vertical de metal dizem que a modalidade deixou de ser um ícone da sensualidade e passou a ser uma ótima estratégia para quem quer deixar o corpo em forma. Afinal, é preciso muita força para conseguir sustentar o corpo todo apenas pelo contato das mãos ou das pernas no poste.

Uma aula inclui giros ao redor da barra, mas também abdominais com apoio no poste. Tudo de acordo com o condicionamento físico do praticante, o que torna o pole dance um exercício físico bom para qualquer pessoa. Mas desde que não tenha restrições médicas, como a labirintite ou hérnias de disco, por exemplo. A seguir listamos as vantagens da modalidade, empolgue-se e vá girar!

Braços firmes

Por fortalecer todos os músculos do corpo, o pole dance é considerado uma atividade completa, mas existem dois grupos musculares que ganham destaque no exercício. O primeiro deles é composto pelos músculos do braço, principalmente o tríceps (o famoso músculo do tchau) e o bíceps (localizado próximo ao ombro, é o músculos mais visível do braço). O foco nesses músculos provém da forma como os exercícios são executados: a maioria deles pede o apoio das mãos na barra para que o corpo seja sustentado.

"É importante que o praticante direcione essa força aos braços, que são mais fortes que os antebraços, evitando lesões como tendinites na região", explica Grazzy Brugner. Os antebraços servem apenas como apoio, sem descarga de peso, enquanto a musculatura do braço faz contração máxima.