Loxonin (comprimido)

Princípios ativos: loxoprofeno sódico

False True

Este texto foi extraído manualmente. Consulte sempre a bula original

Apresentação

Apresentação de Loxonin

Uso Oral
Uso Adulto

Laboratório: Daiichi Sankyo

LOXONIN® é comercializado em caixas com 8, 15 ou 30 comprimidos de 60 mg.

Composição

Composição de Loxonin

Cada comprimido de LOXONIN® contém:

loxoprofeno sódico anidro (como loxoprofeno sódico di-hidratado)............ 60 mg

excipientes*............ 1 comprimido

*lactose monoidratada, estearato de magnésio, hiprolose de baixa substituição, óxido férrico vermelho.

1. Para que este medicamento é indicado?

Para que serve Loxonin

LOXONIN® está indicado como anti-inflamatório e analgésico no tratamento de inflamações das articulações (artrite reumatóide, osteoartrite, periartrite do ombro), processos inflamatórios osteomusculares do pescoço, ombro, braço e dores lombares; como analgésico e anti-inflamatório em pós-cirurgia, pós-traumatismo e após a extração de dentes; como analgésico, anti-inflamatório e antitérmico em processos inflamatórios agudos do trato respiratório superior (acompanhados ou não de bronquite aguda).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

2. Como este medicamento funciona?

Ação esperada de Loxonin

LOXONIN® alivia a dor e baixa a febre por diminuir o inchaço, a vermelhidão, a temperatura e a sensibilidade no local da inflamação (ação anti-inflamatória).

O início da ação pode ocorrer em, aproximadamente, 15 minutos após se tomar loxonin, sendo percebido pela diminuição da dor e dos outros sintomas inflamatórios.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

3. Quando não devo usar este medicamento?

Contraindicações e riscos de Loxonin

LOXONIN® não deve ser utilizado:

1. Por crianças e jovens menores de 18 anos;

2. Nos três últimos meses de gravidez;

3. Durante a amamentação;

4. Por portadores de gastrite, úlcera gástrica ou duodenal;

5. Por pessoas com problemas no fígado, nos rins ou na coagulação do sangue;

6. Por portadores de doenças graves do coração;

7. Por pessoas que apresentaram reações alérgicas ao loxoprofeno ou a qualquer dos ingredientes não ativos da fórmula;

8. Em pessoas que têm asma provocada pelo uso de aspirina.

Informe ao médico se está amamentando.

Loxonin é contra-indicado para menores de 18 anos.

Terceiro trimestre de gestação: Loxonin não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

4. O que devo saber antes de usar este medicamento?

Precauções e advertências de Loxonin

LOXONIN® deve ser utilizado com cautela em:

1. pessoas com colite ulcerativa (inflamação crônica da mucosa do cólon);

2. pessoas com doença de Crohn (inflamação crônica do intestino);

3. pessoas com histórico das seguintes doenças: úlcera péptica, úlcera péptica com o uso crônico de anti-inflamatórios não esteróides, anormalidades do sangue, disfunção hepática, problemas renais, cardíacos, asma brônquica.

Idosos: deve-se ter maior atenção para o aparecimento de reações adversas relacionadas especialmente com o aparelho gastrintestinal.

Pressão arterial: a pressão arterial pode se alterar durante o tratamento com LOXONIN®.

Tratamento de doenças crônicas (por exemplo: artrite reumatóide ou osteoartrite): recomendase realizar exames laboratoriais periódicos para melhor acompanhamento.

Recomenda-se não tomar bebidas alcoólicas durante o tratamento com LOXONIN®, pois pode facilitar o aparecimento de úlceras gástricas ou duodenais.

Durante o tratamento com LOXONIN® deve-se observar rigorosamente quanto à ocorrência de reações adversas. Pode ocorrer queda acentuada de temperatura, colapso, extremidades frias.

Alguns efeitos indesejáveis como tontura e sonolência têm sido relatados durante o uso de LOXONIN®. Para sua segurança, tenha cuidado ao dirigir e ao operar máquinas.

Interações medicamentosas de Loxonin

Medicamentos: o uso de LOXONIN® em conjunto com outros medicamentos que aliviam a dor ou tratam a inflamação deve ser feito somente sob orientação médica.

Uso de Loxonin na gravidez e amamentação

A segurança do uso de LOXONIN® na gravidez não foi estabelecida, então, somente deve ser tomado por mulheres grávidas sob orientação médica, nos dois primeiros trimestres de gravidez, se os benefícios justificarem os riscos para o bebê.

Primeiro e segundo trimestres de gestação: loxonin não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

LOXONIN® deve ser tomado exclusivamente por via oral.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

5. Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Armazenamento, data de fabricação, prazo de validade e aspecto físico de Loxonin

LOXONIN® deve ser mantido em temperatura ambiente (15°C a 30°C). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Os comprimidos são planos, rosa claro, com gravação em um dos lados.

Antes de usar, observe o aspecto de loxonin. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

6. Como devo usar este medicamento?

Posologia, dosagem e instruções de uso de Loxonin

LOXONIN® deve ser administrado por via oral, sendo deglutido com um pouco de água, preferencialmente após as refeições, a cada oito horas.

Em geral recomenda-se para o adulto a posologia de um comprimido (60 mg de loxoprofeno sódico), três vezes ao dia, por via oral.

Em casos agudos poderá ser realizada uma única administração de um a dois comprimidos (60-120 mg de loxoprofeno sódico), por via oral, ajustando-se a dose de acordo com a idade e os sintomas.

Não ultrapassar a dose diária de 180 mg, bem como evitar a administração em jejum.

Considerando que as reações adversas são mais suscetíveis de ocorrer em pacientes idosos, Loxonin® deve ser administrado com cautela. O tratamento deve ser iniciado com a menor dosagem e esses pacientes deverão ser monitorados cuidadosamente.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

7. O que devo fazer quando esquecer de usar este medicamento?

Caso você se esqueça de tomar Loxonin®, poderá tomar o comprimido esquecido ao longo do dia. Se já estiver perto do horário da próxima tomada deverá simplesmente continuar a administração no mesmo horário de costume, sem tomar 2 comprimidos para compensar aquele que foi esquecido.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

8. Quais os males que este medicamento pode me causar?

Reações adversas de Loxonin

LOXONIN® pode causar os seguintes efeitos indesejados: inchaço, vermelhidão da pele, sonolência, dor na barriga, desconforto gástrico, perda do apetite (anorexia), náusea e vômito, diarreia, alteração de exames de sangue (aumento das enzimas hepáticas), coceira, úlcera no estômago ou duodeno, azia, queimação no estômago constipação, aftas na boca (estomatite), dificuldade de digestão, dor de estômago, dor de cabeça, urticária, anemia, alteração em um dos tipos de glóbulos brancos (leucopenia, eosinofilia, agranulocitose), aumento da fosfatase alcalina detectada em exames de sangue, palpitação, fogachos, febre, sede, distensão abdominal, aumento da pressão arterial, desânimo, tontura, diminuição das plaquetas (trombocitopenia), perda de sangue e proteínas na urina, dor no peito e mal estar, alterações da circulação (choque), perfuração gastrintestinal, alterações do funcionamento do fígado (disfunção hepática e icterícia), pneumonia intersticial, sangramento gastrintestinal, meningite asséptica, alterações dos rins (insuficiência renal aguda, síndrome nefrótica, nefrite intersticial), insuficiência cardíaca congestiva, anemia hemolítica, síndrome óculomucocutânea, síndrome de Lyell (necrose epidérmica tóxica), crise asmática, sintomas anafilactóides e rabdomiólise.

Nestes casos, as pessoas devem ser observadas cuidadosamente. O tratamento com LOXONIN® deve ser interrompido imediatamente e deve-se procurar atendimento médico.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso de loxonin. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento. 

9. O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento

Superdosagem de Loxonin

Não há relatos de superdose com LOXONIN®. É esperado que o uso de quantidade maior que a indicada de LOXONIN® cause o aparecimento de sinais e sintomas semelhantes aos das reações adversas descritas na bula, porém mais acentuados. 

Em caso de uso de grande quantidade de loxonin, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula de loxonin, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações. 

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Dizeres Legais

MS - 1.0454.0159

Farm. Resp.: Dr. Eduardo Mascari Tozzi - CRF-SP n° 38.995

Registrado e fabricado por:

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda.

Alameda Xingu, 766 - Alphaville - Barueri - SP 

CNPJ nº 60.874.187/0001-84

Indústria Brasileira

Serviço de Apoio ao Consumidor: 08000-556596

www.daiichisankyo.com.br

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA 

B11  

Este texto foi extraído manualmente. Consulte sempre a bula original Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.