Brometo de ipratrópio (solução para inalação)

Medicamento genérico True False

Este texto foi extraído manualmente. Consulte sempre a bula original

Apresentação

Apresentação de Brometo de ipratrópio

Uso Inalatório
Uso Adulto e Pediátrico

Laboratório: Teuto

Solução para inalação 0,250mg/mL

Embalagens contendo 01, 100 e 200 frascos com 20mL.

Mais bulas de Brometo de ipratrópio

Composição

Composição de Brometo de ipratrópio

Cada mL da solução para inalação 0,250mg/mL (20 gotas) contém:

brometo de ipratrópio...... 0,250mg

Veículo q.s.p.............. 1mL

Excipientes: cloreto de benzalcônio, edetato dissódico, cloreto de sódio, ácido clorídrico e água de osmose reversa.

1. Para que este medicamento é indicado?

Para que serve Brometo de ipratrópio

O brometo de ipratrópio é indicado como broncodilatador no tratamento de manutenção do broncoespasmo associado à Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), incluindo bronquite crônica e enfisema. O brometo de ipratrópio também é indicado em combinação com uma medicação beta-2-agonista, como fenoterol, no tratamento do broncoespasmo agudo associado à Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), incluindo bronquite crônica e asma.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

2. Como este medicamento funciona?

Ação esperada de Brometo de ipratrópio

O brometo de ipratrópio tem ação broncodilatadora e seu efeito inicia-se dentro de poucos minutos após a inalação, perdurando, em média, por 5 a 6 horas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

3. Quando não devo usar este medicamento?

Contraindicações e riscos de Brometo de ipratrópio

O PRODUTO É CONTRAINDICADO EM PACIENTES COM HIPERSENSIBILIDADE À ATROPINA E SEUS DERIVADOS OU A COMPONENTES DO PRODUTO. PACIENTES COM GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO E HIPERPLASIA PROSTÁTICA DEVEM APLICAR O PRODUTO COM PRUDÊNCIA.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

4. O que devo saber antes de usar este medicamento?

Precauções e advertências de Brometo de ipratrópio

O BROMETO DE IPRATRÓPIO SOLUÇÃO PARA INALAÇÃO CONTÉM, COMO CONSERVANTE, O CLORETO DE BENZALCÔNIO E, COMO ESTABILIZANTE, O EDETATO DISSÓDICO. ESTES COMPONENTES PODEM CAUSAR BRONCOCONSTRIÇÃO EM ALGUNS PACIENTES.

O BROMETO DE IPRATRÓPIO DEVE SER USADO COM PRUDÊNCIA EM PACIENTES COM PREDISPOSIÇÃO A GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO, OBSTRUÇÃO DO COLO VESICAL OU HIPERPLASIA PROSTÁTICA. PACIENTES COM FIBROSE CÍSTICA PODEM ESTAR MAIS SUJEITOS A DISTÚRBIOS NA MOTILIDADE GASTRINTESTINAL. REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA PODEM OCORRER APÓS ADMINISTRAÇÃO DO BROMETO DE IPRATRÓPIO, COMO DEMONSTRADO POR CASOS RAROS DE URTICÁRIA, ANGIOEDEMA, ERUPÇÃO DA PELE, BRONCOESPASMO, EDEMA OROFARÍNGEO E ANAFILAXIA. EMBORA RAROS, JÁ FORAM RELATADOS EFEITOS OCULARES COMO MIDRÍASE, DOR OCULAR, AUMENTO DA PRESSÃO INTRAOCULAR E GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO QUANDO O CONTEÚDO DE AEROSSOIS CONTENDO BROMETO DE IPRATRÓPIO, COMBINADOS OU NÃO COM BETA-2-AGONISTAS, ATINGIU INADVERTIDAMENTE OS OLHOS. PORTANTO, OS PACIENTES DEVEM SER ORIENTADOS QUANTO À CORRETA ADMINISTRAÇÃO DO BROMETO DE IPRATRÓPIO, DEVENDO-SE EVITAR O CONTATO DO PRODUTO COM OS OLHOS. DESCONFORTO OU DOR NOS OLHOS, VISÃO EMBAÇADA, VISÃO DE IMAGENS COLORIDAS OU HALOS EM ASSOCIAÇÃO COM OLHOS AVERMELHADOS DECORRENTES DE CONGESTÃO CONJUNTIVA E EDEMA DE CÓRNEA PODEM SER SINAIS DE GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO. DESENVOLVENDO-SE QUALQUER DESSES SINTOMAS, DEVE-SE ADMINISTRAR SOLUÇÕES MIÓTICAS E PROCURAR UM ESPECIALISTA IMEDIATAMENTE. OS PACIENTES DEVEM SER INSTRUÍDOS A CUMPRIR EXATAMENTE AS INSTRUÇÕES DE USO DO BROMETO DE IPRATRÓPIO SOLUÇÃO PARA INALAÇÃO. DEVE-SE TOMAR CUIDADO PARA NÃO EXPOR OS OLHOS AO CONTATO COM A SOLUÇÃO INALANTE. RECOMENDA-SE QUE A SOLUÇÃO NEBULIZADA SEJA ADMINISTRADA ATRAVÉS DE UM BOCAL. SE FOR UTILIZADA UMA MÁSCARA PARA NEBULIZAÇÃO, ESTA DEVE AJUSTAR-SE PERFEITAMENTE. PACIENTES COM PREDISPOSIÇÃO A GLAUCOMA DEVEM SER ALERTADOS A PROTEGER ESPECIFICAMENTE OS OLHOS.

DESCONHECEM-SE RESTRIÇÕES ESPECIAIS PARA O USO DO PRODUTO EM PACIENTES COM IDADE ACIMA DE 65 ANOS.

Não há contraindicação relativa a faixas etárias.

NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Interações medicamentosas de Brometo de ipratrópio

Beta-adrenérgicos e derivados da xantina podem intensificar o efeito broncodilatador. O risco de glaucoma agudo em pacientes com histórico de glaucoma de ângulo fechado pode aumentar com a administração simultânea de brometo de ipratrópio e betamiméticos.

Uso de Brometo de ipratrópio na gravidez e amamentação

Não utilize o produto durante os três primeiros meses de gravidez e durante a lactação.

Não deve ser utilizado durante a gravidez e a amamentação, exceto sob orientação médica.

Informe a seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso de brometo de ipratrópio.

Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

5. Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Armazenamento, data de fabricação, prazo de validade e aspecto físico de Brometo de ipratrópio

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação (VIDE CARTUCHO).

Não use brometo de ipratrópio com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto de brometo de ipratrópio.

Cuidados de conservação e uso: DURANTE O CONSUMO ESTE PRODUTO DEVE SER MANTIDO NO CARTUCHO DE CARTOLINA, CONSERVADO EM TEMPERATURA AMBIENTE (15 A 30°C). PROTEGER DA LUZ E UMIDADE.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

6. Como devo usar este medicamento?

Posologia, dosagem e instruções de uso de Brometo de ipratrópio

Modo de uso:

1-Romper o lacre da tampa.

2-Virar o frasco.

3-Manter o frasco na posição vertical. Para começar o gotejamento, bater levemente com o dedo no fundo do frasco.

Posologia: A posologia deve ser adaptada conforme as necessidades do paciente, o qual deve ser mantido sob supervisão médica durante o tratamento.

Recomenda-se a seguinte posologia, a menos que o médico prescreva outra dose:

Tratamento de manutenção:

-Adultos (incluindo idosos) e adolescentes acima de 12 anos: 2,0mL (40 gotas = 0,5mg) 3 a 4 vezes ao dia.

-Crianças de 6-12 anos: a posologia deve ser adaptada a critério médico, sendo que a dose recomendada é de 1,0mL (20 gotas = 0,25mg) 3 a 4 vezes ao dia.

-Crianças menores de 6 anos: a posologia deve ser adaptada a critério médico, sendo que a dose recomendada é de 0,4 - 1,0mL (8 -20 gotas = 0,1 - 0,25mg) 3 a 4 vezes ao dia.

Tratamento da crise aguda:

-Adultos (incluindo idosos) e adolescentes acima de 12 anos: 2,0mL (40 gotas = 0,5mg); podem-se administrar doses repetidas até que o paciente esteja estável. O intervalo entre as doses deve ser determinado pelo médico.

-Crianças de 6-12 anos: a posologia deve ser adaptada a critério médico, sendo que a dose recomendada é de 1,0mL (20 gotas = 0,25mg); podem-se administrar doses repetidas até que o paciente esteja estável. O intervalo entre as doses deve ser determinado pelo médico.

-Crianças menores de 6 anos: a posologia deve ser adaptada a critério médico, sendo que a dose recomendada é de 0,4 - 1,0mL (8 -20 gotas = 0,1 - 0,25mg); podem-se administrar doses repetidas até que o paciente esteja estável. O intervalo entre as doses deve ser determinado pelo médico.

A dose recomendada do brometo de ipratrópio solução para inalação deve ser administrada diluída até um volume final de 3-4mL em soro fisiológico, nebulizada e inalada até esgotar toda a solução utilizando-se aparelhos de nebulização disponíveis comercialmente. Onde houver oxigênio instalado, a solução é melhor administrada com fluxo de 6 a 8 litros/minuto. A solução deve ser diluída sempre antes de cada utilização; qualquer quantidade residual da solução deve ser eliminada.

A dose pode depender do modo de inalação e da qualidade de nebulização. A duração da inalação pode ser controlada pelo volume de diluição. Doses diárias superiores a 2mg para adultos e crianças acima de 12 anos e 1mg para crianças menores de 12 anos devem ser administradas sob supervisão médica. Aconselha-se não exceder a dose diária recomendada durante o tratamento de manutenção e da crise aguda. Se a terapia não produzir melhora significante ou o paciente piorar, deve-se recorrer ao médico a fim de que determine um novo esquema de tratamento. No caso de dispneia aguda ou piora rápida da dispneia (dificuldade de respiração) deve-se procurar um médico imediatamente.

O brometo de ipratrópio solução para inalação pode ser combinado com secretomucolíticos como o ambroxol e a bromexina e com um beta-2-agonista como o fenoterol soluções para inalação. O brometo de ipratrópio solução para inalação não deve ser misturado ao cromoglicato dissódico no mesmo nebulizador, pois pode ocorrer precipitação do produto.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

8. Quais os males que este medicamento pode me causar?

Reações adversas de Brometo de ipratrópio

PODEM OCORRER REAÇÕES DESAGRADÁVEIS COMO PRISÃO DE VENTRE, DIARREIA, VÔMITO, DOR DE CABEÇA, SECURA DA BOCA, IRRITAÇÃO LOCAL, TOSSE E NÁUSEAS. NA APLICAÇÃO ACIDENTAL NOS OLHOS, PODEM SURGIR TRANSTORNOS LIGEIROS E REVERSÍVEIS DA ACOMODAÇÃO VISUAL. NO CASO DO APARECIMENTO DE REAÇÕES DIFERENTES OU DESAGRADÁVEIS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.

9. O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento

Superdosagem de Brometo de ipratrópio

Até o momento não foram observados sintomas de superdosagem. Em vista do amplo uso e da administração tópica do brometo de ipratrópio solução para inalação, não é de se esperar que ocorram sintomas anticolinérgicos de maior gravidade. Manifestações sistêmicas menores do tipo anticolinérgico podem ocorrer, como secura da boca, distúrbios de acomodação visual e aumento da frequência cardíaca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Dizeres Legais

Nº do lote e data de fabricação: VIDE CARTUCHO

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva

CRF-GO nº 2.659

M. S. Nº 1.0370.0466

LABORATÓRIO

TEUTO BRASILEIRO S/A

CNPJ - 17.159.229/0001-76

VP 7-D Módulo 11 Qd. 13 - DAIA

CEP 75132-140 - Anápolis - GO

Indústria Brasileira

SAC teuto

0800621800

sac@teuto.com.br

Este texto foi extraído manualmente. Consulte sempre a bula original Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.