Nove motivos para procurar um fonoaudiólogo

Rouquidão, problemas de fala, audição e até estética facial melhoram com tratamento

POR LETÍCIA GONÇALVES - ATUALIZADO EM 07/12/2012

A capacidade de articular bem palavras, medir o tom de voz ideal e respirar nos intervalos certos destaca-se entre as pessoas que são habilidosas em se comunicar - feliz de quem apresenta naturalmente essas características. Se este não é o seu caso, um fonoaudiólogo pode ajudar. "Nós trabalhamos a comunicação, incluindo voz, escrita e audição", afirma a fonoaudióloga Solange Gonçalves, do Hospital Universitário São Francisco, em Bragança Paulista (SP). Sucção, deglutição e mastigação são outras atividades que têm melhora no rendimento com a ajuda de sessões regulares no fonoaudiólogo. No Dia do Fonoaudiólogo (09 de Dezembro), veja como uma consulta pode ajudar nestas e em outras situações.

Respirar pela boca

Os malefícios de respirar pela boca são diversos. "Esse costume provoca deformações na arcada dentária e no céu da boca (palato), além de mudanças na disposição da língua. Tudo isso leva a mastigação inadequada, diminuição do paladar, dificuldade na articulação das palavras, entre outros problemas", afirma Eliana De Martino. Esse mau hábito prejudica até a oxigenação do cérebro, já que o respirador bucal faz a expiração maior do que a inspiração.

"Nesses casos, o fonoaudiólogo trabalha a coordenação-fono-respiratória, para que ocorra equilíbrio entre respiração oral e nasal, e ensina exercícios de articulação dos lábios, língua e bochechas, para o fortalecimento do tônus muscular", afirma Eliana.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.