Técnicas para aumento do pênis ainda são pouco eficientes

Até a técnica cirúrgica encontra limitações para ter resultado positivo

POR CAMILA MICHEL - ATUALIZADO EM 16/12/2009

Qual homem nunca recebeu um e-mail em sua caixa de correio eletrônico, que propagava alguma técnica para aumentar o tamanho do pênis? Promessas de cosméticos, bombinhas de ar e cirurgias que sugerem um aumento de até 5 centímetros para o órgão sexual masculino fazem parte do conteúdo. A dúvida que fica é: estes tratamentos realmente funcionam?

Em geral, o pênis flácido mede de 5 cm a 10 cm de comprimento. "Não existe um tamanho padrão, desde que haja a satisfação e o prazer do casal. Alguns estudos apontam tamanhos médios de pênis que variam de acordo com determinada população e raça, mas estes números não devem ser tomados como regra. O prazer na relação sexual do casal depende de muitos fatores e não apenas do tamanho do pênis", explica o urologista André Cavalcanti, especializado em cirurgia reconstrutora urogenital. 

Como é a cirurgia

Aumento de pênis
Aumento de pênis

O pênis é constituído, principalmente pelo canal da uretra, pelo corpo esponjoso e pelo tecido fibroso. O corpo esponjoso, que é irrigado por vasos sanguíneos, reveste o canal da uretra e é responsável pelo aumento do pênis durante a ereção. "Ele é como uma esponja que enche de sangue, deixando o órgão ereto e maior", explica Cavalcanti.

O tecido fibroso, por sua vez, recobre o corpo esponjoso. O que ocorre é que a técnica cirúrgica, que é usada atualmente, aumenta o órgão, mas a mudança acontece apenas quando o membro está flácido. Dentro do pênis existem alguns ligamentos de sustentação que são seccionados (liberados), fazendo com que o pênis fique maior (em média, 3 cm) se não estiver ereto. Isso porque, o tecido fibroso tem elasticidade limitada, barrando o crescimento do pênis ereto.

"Quando o corpo esponjoso começa a encher, o tecido fibroso limita, na mesma medida, o tamanho do órgão", explica o urologista. "O que ainda não é possível é aumentar a expansão do tecido fibroso, só assim o pênis ficaria maior, quando ereto."

De acordo com os especialistas, existem técnicas cirúrgicas que resolvem problemas no órgão masculino, mas são exclusivas para casos de doença, como a de peyronie, quando acontece uma curvatura no pênis ereto. "Elas funcionam com um enxerto, porém, são restritas e não funcionam quando o desejo é aumentar o órgão sexual", explica o urologista André Cavalcanti 

Outros métodos

Aumento de pênis
Aumento de pênis

Quando as técnicas para aumento do pênis envolvem os cosméticos, os especialistas são ainda mais rigorosos e afirmam que não existem opções comprovadas. "Os procedimentos cosméticos (cremes, spray, gel) para aumento do pênis não têm sustentação científica. O que acontece, na verdade, é um grande comércio", diz o médico Geraldo Eduardo de Faria, presidente da Sociedade Latino-Americana de Medicina Sexual.

Outra técnica propagada é a de bombeamento. O que ela faz é encher de ar o canal da uretra, promovendo um leve aumento do pênis, mas em pouco tempo este ar é expelido e o membro volta ao tamanho normal. Outra opção sugere aumentar a espessura do pênis, mas sua eficácia ainda é contestada. "Existem algumas técnicas como a injeção de algumas substâncias que prometem deixar o órgão mais grosso, mas os resultados não são garantidos e o uso deve ser criterioso. Os urologistas não recomendam estas aplicações para fins estéticos, mas para casos de reconstrução", explica o André. 

Durante a relação sexual

Cientifícamente, podemos dizer que tamanho não é documento

Mesmo com muitos homens e mulheres afirmando que o tamanho do pênis interfere nas relações sexuais, os especialistas explicam que é preciso pesar outras características que garantem a satisfação do casal. "O prazer feminino está mais relacionado ao estímulo clitoriano e do intróito vaginal. Além disso, a cavidade vaginal também tem suas limitações. Dessa forma, um ?pênis grande? poderia acabar causando incômodo em vez de prazer", explica André.

"O prazer, tanto do homem quanto da mulher, depende de estímulos na esfera mental. Cientifícamente, podemos dizer que tamanho não é documento", diz o especialista. 

O que eles pensam

Existem algumas situações que levam os homens a acreditarem que têm o pênis menor do que deveria. Os especialistas explicam cada uma delas.

Minha parceira não sente prazer: não existe nenhum estudo científico que comprove a ligação entre prazer e o tamanho do órgão sexual masculino. "O prazer está mais ligado às reações emocionais e, no caso das mulheres, aos estímulos clitorianos do que ao tamanho do pênis", explica André Cavalcanti. 

O pênis de outros homens é maior

Aumento de pênis
Aumento de pênis

Normalmente, os homens fazem a comparação com o pênis flácido, o que não considera o tamanho que ele ficará no momento da ereção. "Um homem pode ter o pênis de um tamanho menor quando flácido e muito maior quando ereto, ou o contrário", explica o urologista.  

Meu pênis é pequeno para meu tamanho: o especialista explica que não existe relação entre a estatura e o tamanho do pênis, por isso este fator não pode ser levado em conta.

Estou acima do peso e meu pênis parece menor: quando existe acúmulo de gordura na região do púbis, tem se a impressão de que o pênis é menor. "A situação também não determina o real tamanho do pênis", diz Cavalcanti. 

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não