Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Descubra se você está no peso ideal

Subir na balança, calcular o IMC e fazer exames acabam com as dúvidas

Por Minha Vida - publicado em 15/10/2010


Manter-se no peso ideal é um dos primeiros passos para ter uma vida longa e saudável - normalmente o sobrepeso e a obesidade são sinais de algum tipo de desequilíbrio físico e, muitas vezes, emocional também. "A obesidade está associada a doenças como diabetes, hipertensão, problemas de coração, fígado gorduroso, cânceres e dificuldades ortopédicas", explica Leila Maria Batista de Araujo, endocrinologista da Abeso.

E como saber se estou no peso ideal? A balança nem sempre é o melhor parâmetro para acabar com as dúvidas. "A gordura, dentro da composição corporal, é a que menos pesa, só ocupa espaço", explica Antonio Pacileo, nutrólogo ortomolecular da clínica Health. Por isso uma pessoa com excesso de gordura pode pesar menos do que outra com estrutura muscular bem desenvolvida.

Sobrepeso e obesidade são sinais de desequilíbrio físico

O seu corpo é composto por dois tipos de massas: gorda e magra. Leila explica que a massa magra inclui ossos, músculos, articulações e órgãos. A massa gorda é feita de tecido adiposo e é com ela que você deve se preocupar quando sai do peso. "Uma pessoa obesa apresenta gordura em mais de 30% da composição corporal, sendo o ideal é abaixo de 25%", conta a médica.

O tecido adiposo reúne dois tipos de gordura: a periférica e a visceral. "A gordura visceral é a mais preocupante, pois as células gordurosas são mais ativas e produzem substâncias que colaboram para o aparecimento de diversas doenças. Geralmente, ela fica localizada na região da barriga", explica Leila Maria Batista de Araujo, endocrinologista da Abeso.

Para saber se você tem esse problema, basta medir a circunferência na linha média entre a última costela e a parte superior da bacia. Em mulheres, esse número deve ser menor que 80 cm e, nos homens, menor que 90 cm. Acima destes valores, há maior risco de doença cardiovascular e um especialista precisa ser consultado com urgência, evitando que o problema se agrave ainda mais.

Uma pesquisa realizada no Canadá mostrou que a camada de gordura do abdômen produz um hormônio conhecido como neuropeptídeo Y, que estimula o apetite, a reprodução de células adiposas e acelera a obesidade.

Outra forma de calcular seu peso ideal é descobrindo o IMC. Para isso, divida o seu peso (em quilos) pela sua altura (em metros) elevada ao quadrado. Resultados entre 18 e 25 indicam que seu peso está na faixa ideal. Entre 25 e 29 temos sobrepeso e, a partir de 30, há um quadro de obesidade.

No consultório der um especialista, o exame de bioimpedância também é bastante empregado para calcular a quantidade total de gordura do corpo. Alguns eletrodos são fixados na pele, com ajuda de um adesivo. Eles vão medir a passagem de uma corrente elétrica (de baixa intensidade e praticamente imperceptível) nas áreas de massa magra e também onde há concentração de gordura? formação celular que oferece mais resistência à passagem de eletricidade. 



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."