publicidade

Consumo de bebidas energéticas pode fazer mal a crianças

Pais também devem evitar o consumo de isotônicos pelos filhos

Por Minha Vida - publicado em 01/06/2011


Crianças não devem tomar bebidas energéticas, diz um estudo feito pela American Academy of Pediatrics. Segundo os médicos que realizaram a pesquisa, essas bebidas são especialmente perigosas para as crianças devido à grande quantidade de cafeína e outros estimulantes que contêm. Além das bebidas energéticas, os isotônicos ou bebidas esportivas também podem fazer mal às crianças e seu consumo deve ser evitado.

As bebidas energéticas contêm cafeína, guaraná e taurina, substâncias que aceleram o ritmo cardíaco e estimulam a circulação. Em excesso, as substâncias estimulantes presentes na fórmula do energético causam ansiedade, agitação e dor de cabeça. Além disso, essa bebida não hidrata. Muito pelo contrário, tem ação diurética, que faz o organismo eliminar líquido. De acordo com os pediatras que participaram da pesquisa, esse efeito em crianças menores de 12 anos pode aumentar as chances de doenças, como pressão alta, ansiedade e insônia. 

Já o consumo de bebidas energéticas criadas para repor carboidratos, minerais e eletrólitos perdidos através do suor durante uma atividade física, pode levar ao aumento de peso. Segundo os pesquisadores, esse tipo de bebida só deve ser consumido por adultos após a prática de exercícios intensos, já que contém uma quantidade elevada de açúcares.

"Para quem pratica exercícios e precisa de uma reposição de sais, água e energia, a bebida isotônica é a mais indicada. Mas, para aqueles que não praticam atividades físicas suficientes para perder muitas calorias, os isotônicos trabalham negativamente, diminuindo as chances de perder peso", explica o fisiologista Raul Santo, da Unifesp.  

Uma pesquisa feita pela Universidade do Texas, nos Estados Unidos, descobriu que adolescentes e adultos que associam o consumo de isotônicos a uma vida saudável e, por isso, bebem quantidades exageradas dessa bebida têm dificuldades de perder peso por causa da grande ingestão de carboidratos contida nos isotônicos. "O consumo sem indicação de um profissional, a falta de exercícios e a falsa ideia de que a bebida isotônica ajuda a emagrecer, podem dificultar o processo de emagrecimento", explica Raul Santo. 



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X