PUBLICIDADE

Sem mudanças de hábitos, estatinas mascaram colesterol alto

Medicamento reduz enzimas protetoras do coração e pode agravar doenças cardíacas

A cada ano, os médicos têm prescrito cada vez mais estatinas, com o objetivo de tratar doença cardíaca pela diminuição do colesterol. Mas se o colesterol elevado realmente era o grande inimigo, o número de pessoas com doença cardíaca deveria estar declinando. No entanto, apesar de tudo, mais pessoas estão usando estatinas como nunca antes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A realidade mostra outra história. Doença cardíaca é ainda a doença que mais mata nos EUA, e com certeza no Brasil também - cerca de 1/3 de todas as mortes são causadas por doença cardíaca, acima de 650.000 pessoas por ano. Muitas das maiores autoridades médicas do mundo afirmam não haver nenhuma relação entre índices de colesterol e infarto.

Para o cardiologista e pesquisador francês Michel de Lorgeril, os maiores beneficiários desse modismo são a indústria e o comércio de medicamentos. Quem pensa estar protegido só porque baixou o colesterol está enganado. As verdadeiras causas dos problemas cardíacos são bem mais complexas e incluem herança genética, tabagismo, vida sedentária e má alimentação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As verdadeiras causas dos problemas cardíacos são bem mais complexas e incluem herança genética, tabagismo, vida sedentária e má alimentação.

As drogas de colesterol podem reduzir os seus níveis, mas elas claramente não estão mudando as doenças cardíacas. Nós sabemos que as estatinas causam uma série de efeitos colaterais, mas algo que é pouco comentado é que a medicação para colesterol está causando doenças cardíacas.

As estatinas agem inibindo as enzimas usadas para produzir colesterol. Porém, com essa ação, a inocente coenzima Q10 (CoQ10) é atingida. A mesma enzima que produz colesterol também produz CoQ10, e não se pode diminuir uma sem afetar a outra.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que ocorre é que as estatinas deixam as situações ruins, piores. Alguns estudos têm mostrado que as estatinas podem diminuir CoQ10 em mais de 40%. Esse é um problema sério quando se fala de coração, porque CoQ10 é importante para tudo - desde prevenir aterosclerose até regular o ritmo cardíaco para reduzir a hipertensão arterial.

Dieta individualizada

Para agravar a situação, os "gurus de saúde" dizem a você para ficar longe de todos os alimentos que são os melhores para o seu coração. A alimentação dita saudável para o coração está, na verdade, aumentando o risco de doença cardíaca.

A melhor fonte de alimento saudável para o coração, que contem CoQ10, é a carne vermelha. Então, se você quer realmente algo bom para o seu coração, coma mais carne vermelha. Ademais, se você quer estimular a sua saúde, tenha certeza que esses animais são provenientes de pastejo natural. Além de esta carne ter menos hormônio e antibióticos, a carne de gado criado a pasto tem mais de 10 vezes mais CoQ10.

Cuidados com a alimentação nunca são demais, já que a base da saúde é a alimentação de qualidade. Mas o que é bom para uns pode não ser para outros. A dieta que funciona precisa atender às necessidades do indivíduo e isso só é possível com a dieta do tipo metabólico, que oferece soluções personalizadas. Ela é, de longe, a melhor indicação para manter a forma e a saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mais critério e menos remédio

Você, que mantém uma atividade física regular, está no caminho certo. Mas não perca de vista a possibilidade de adquirir novos e saudáveis hábitos de vida. Se houver casos de doenças cardíacas na família, procure seu médico e inclua na agenda exames periódicos para avaliar suas condições de saúde. Remédios, só depois de uma avaliação feita com critério, capaz de apontar suas necessidades reais. Não é porque milhões de pessoas estão tomando medicamentos para baixar colesterol que você deve entrar nessa. Fique atento e pare de correr atrás de remédios da moda, que nem sempre cumprem o que prometem. Cultive bons hábitos e viva melhor!