Perder peso é o melhor remédio para quem sofre com artrose no joelho

Mude seus hábitos antes que a doença cause desgastes irreversíveis

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 15/02/2012

Dr. Sergio Bontempi Lanzotti
Reumatologia - CRM 60377/SP

Até hoje, pensávamos que, para os indivíduos com osteoartrite (osteoartrose ou artrose) de joelho, a perda de cartilagem era irreversível. E o melhor que pacientes e médicos poderiam fazer era evitar mais danos aos joelhos, e em casos mais graves, recorrer à cirurgia de substituição de joelho.

No entanto, um novo estudo publicado no Annals of the Rheumatic Diseases, sugere que, para pacientes com obesidade e com osteoartrite, perder peso pode ajudar a prevenir danos e realmente melhorar a quantidade e a qualidade da cartilagem do joelho. Isso se a medida for adotada antes que danos maiores sejam diagnosticados.

Nessa pesquisa, realizada pela Universidade de Sidney (Austrália) 111 participantes obesos - um terço dos quais já tinha osteoartrite clinicamente evidente -, foram submetidos à bandagem gástrica ou a um programa de dieta e exercícios para promover a perda de peso. Todos fizeram, inicialmente, uma ressonância magnética. Repetida 12 meses depois, a fim de avaliar o volume e a qualidade de cartilagem no joelho.

Diversos estudos anteriores já indicavam que a perda de peso influenciava positivamente na diminuição da dor e na função do joelho. Mas este é o primeiro estudo a mostrar que quanto mais peso os participantes obesos perderam, mais sua cartilagem do joelho foi preservada, tanto em termos de quantidade, quanto em qualidade. Mesmo pacientes que perderam menos de 7% do seu peso corporal apresentaram melhora da cartilagem dos joelhos.

As novas descobertas sugerem que a degradação da cartilagem precoce pode ser reversível e que a perda de peso pode proporcionar alteração positiva, antes que mudanças irreversíveis na cartilagem ocorram. Como atualmente não contamos com medicamentos para controlar a perda da cartilagem, evitar a seu desgaste em indivíduos obesos é especialmente importante.

Obesidade x osteoartrite

Receber o diagnóstico de osteoartrite não é uma escolha, mas a evolução da doença. Fazer mudanças no seu estilo de vida, como perder peso, é algo que está sob o seu controle.

De acordo com um outro estudo - publicado no Annals of Internal Medicine, os idosos americanos estão perdendo cerca de três anos e meio de vida saudável porque têm obesidade, osteoartrite do joelho ou ambas as condições.

Com base no censo americano e em dados sobre obesidade e prevalência de osteoartrite de joelho, os pesquisadores determinaram que 40% dos americanos com idades entre 50 e 84 têm ambas as condições. Ou seja, cerca de 2,9 milhões de americanos têm menos 3,5 anos saudáveis em relação àqueles que estão com um peso saudável e não têm osteoartrite do joelho.

Um, dois, três anos são perdas significativas, especialmente quando você está na casa dos sessenta ou setenta. Na terceira idade, a qualidade de vida é determinada pela quantidade de limitações, como doença, invalidez, dor e perda de funcionalidade.

Os números americanos são úteis porque colocam em evidência como a combinação de obesidade e osteoartrite do joelho é prejudicial. Mas ao mesmo tempo trazem à tona que estes números não são sentenças de vida ou de morte. Estamos falando de algo que é potencialmente modificável.

Receber o diagnóstico de osteoartrite não é uma escolha, mas a evolução da doença. Até certo ponto, está nas suas mãos. Fazer mudanças no seu estilo de vida, como perder peso, é algo que está sob o seu controle. Emagrecer pode não ser fácil, mas é algo que pode ter um impacto positivo em termos de saúde e qualidade de vida na terceira idade, especialmente para pacientes com osteoartrite.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.