PUBLICIDADE

Com estoque abaixo do esperado, Bancos de Leite precisam de doadoras

1 litro do alimento pode salvar vidas de até 10 bebês internados em UTI e de baixo peso

O leite materno é o único alimento capaz de suprir todas as necessidades nutricionais do bebê até os seis meses de vida, devendo ser complementado com alimentação saudável após esse período até os dois anos de vida ou mais. Ele é capaz de alimentar, fortalecer o vínculo entre mãe e filho e imunizar a criança contra diferentes doenças. Para algumas mães, de bebês prematuros ou de baixo peso que estão internados, infelizmente, às vezes, não é possível amamentar seu filho. Como alternativa podem ser beneficiadas com o leite dos Bancos de Leite Humano.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O Banco de Leite Humano é uma das principais iniciativas do Ministério da Saúde para a redução da mortalidade infantil. No entanto, o número de doações de leite humano ainda está muito abaixo considerando o número de bebês que precisam consumi-lo. Atualmente a Rede Brasileira de Leite Humano consegue suprir apenas 60% da demanda para os recém-nascidos prematuros e de baixo peso internados nas UTIs neonatais do Brasil. Isso significa que 40% dos bebês internados que precisam não podem contar com o leite humano na sua alimentação. Além disso, cerca de 30% do leite humano é perdido no processo de doação entre a coleta e o recebimento pelo recém-nascido.

Como forma de incentivar a doação de leite humano e possibilitar que cada vez mais bebês sejam alimentados com ele, o Ministério da Saúde e a Rede Brasileira de Bancos de Leite estão promovendo a Campanha Nacional de Doação do Leite Humano. A meta do Ministério da Saúde é aumentar em 15% o volume de leite coletado no Brasil e incentivar que mais mães doem o alimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Importância do leite materno

O leite humano é rico em proteínas, vitaminas, gorduras e minerais importantes para o organismo do bebê e necessários para garantir o seu desenvolvimento .Todas as crianças precisam receber o alimento, no entanto, entre os bebês prematuros o consumo representa uma forma de salvar vidas. Evidências cientificas mostram que bebês prematuros e/ou doentes que ingerem leite humano possuem mais chance de se recuperarem e terem uma vida mais saudável, pois ele possibilita que o bebê prematuro ganhe peso, fique protegido contra possíveis infecções e se desenvolva mais rápido e com mais saúde.

Além disso, quanto mais longo o período de amamentação na infância, maiores os níveis de inteligência, escolaridade e renda financeira na vida adulta. É o que mostra um estudo que acompanhou o desenvolvimento de quase 3,5 mil recém-nascidos ao longo de trinta anos, publicado na revista The Lancet Global Health de 18 de março de 2015.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem pode doar

Toda mulher que amamenta pode doar leite materno. Só é necessário estar saudável e não tomar medicamentos que interfiram na amamentação e na doação do leite humano. Qualquer quantidade de leite pode ser útil para salvar a vida de um bebê, por isso não há um volume mínimo de leite para ser doado. Para se ter uma ideia, 1 litro de leite é capaz de alimentar 10 recém-nascidos.

Quem tem interesse em doar leite pode procurar o Banco de Leite mais próximo ou pedir informações no Disque Saúde 136. Algumas Secretarias Estaduais de Saúde também disponibilizam profissionais para irem à casa da doadora e fornecerem todas as informações sobre como extrair e armazenar o leite humano, bem como frascos adequados para o armazenamento. O leite retirado pode ser guardado no freezer ou congelador. Em seguida é só solicitar a retirada dos frascos em sua residência até no máximo 10 dias depois da coleta. Para saber mais, clique aqui