Clareamento dental: tire suas dúvidas antes de fazer

Descubra se o tratamento realmente branqueia os dentes e quais cuidados garantem sua duração

Um sorriso branco é o sonho de muita gente, e tratamentos como o clareamento dental normalmente são vistos como uma forma de consegui-lo. O método age nas moléculas de pigmento nos dentes, quebrando-as e fazendo com que fiquem menores e mais simples de serem removidas

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, é importante ressaltar que com o tempo os dentes ficam naturalmente mais escuros. Isso acontece porque o dente é todo poroso e a sujeira e pigmentos se acumulam nesses poros: vinho, café, groselha, shoyo, tudo isso impregna no dente e torna-o mais escuro.

É imprescindível que o clareamento dental seja orientado por um profissional. A seguir você encontra as principais respostas sobre o assunto:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quais as opções de clareamento dental?

Normalmente existem três formas comuns de fazer o clareamento dental: com gel, com luz (o vulgarmente chamado de clareamento dental a laser) e unindo as duas técnicas.

Mulher fazendo clareamento com gel - Foto: Getty Images
Clareamento com gel é feito com moldes e gel

O clareamento dental com gel pode usar dois tipos de clareadores, o peróxido de carbamida e o peróxido de hidrogênio. Ambos funcionam bem, mas devem ser empregados em concentrações e por tempos diferentes. "A carbamida, por exemplo, pode causar mais sensibilidade no dente, então em um paciente com dentes sensíveis, costumamos usar uma concentração mais baixa e mais tempo na boca", explica o cirurgião-dentista Carlos Eduardo Ribeiro da Silva, consultor científico da Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas (ABCD).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nesse tratamento, o dentista cria uma moldeira que se encaixa nos dentes, onde esse gel é colocado, e o paciente precisa ficar com ela por um certo tempo, que podem ser uma, duas ou até seis horas. Por ser uma aplicação longa, ela normalmente é feita em casa, mas sempre com orientação de um especialista. "Normalmente o paciente segue essa rotina de usar a moldeira diariamente por uma semana e retorna ao consultório para vermos o resultado. Conforme for, ele usa por mais um tempo ", ressalta o especialista.

Homem fazendo clareamento dental com luz - Foto: Getty Images
A luz é usada para ativar o gel em consultório

Já o clareamento dental com luz sempre é feito em consultório. Muitos dentistas costumam chamá-lo de clareamento a laser, mas esse nome não é o mais correto, já que eles costumam usar luz de LED. Nesse tratamento, primeiro as gengivas são protegidas com uma espécie de capa e então é aplicado o peróxido de hidrogênio. ?Depois da aplicação do gel, a luz é usada para ativá-lo, fazendo com que ele penetre melhor no dente", frisa Ribeiro.

O clareamento com luz é feito em até três sessões, apesar de alguns pacientes apresentarem melhora em uma aplicação apenas. O intervalo entre as sessões costuma ser semanal.

Já o tratamento híbrido, que mistura laser e gel, costuma ser mais rápido. "O paciente primeiro faz uma sessão usando o peróxido de hidrogênio e o LED, depois costuma ficar uma semana usando o gel em casa", descreve o especialista. Algumas vezes é preciso repetir esse processo até alcançar o resultado esperado.

Então dá para clarear os dentes em casa?

Sim, isso é possível, mas deve ser sempre feito com orientação do odontologista. "É importante saber como conservar o gel em caixa, sempre deixando em local refrigerado e longe do alcance de luz", ressalta Camila Lanfredi.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Receitas caseiras de clareamento dental são ainda mais perigosas. Por exemplo, muitas pessoas costumam recorrer ao bicarbonato de sódio para usar em casa. "No entanto, o bicarbonato vendido em farmácias é muito granulado, o que pode desgastar o esmalte do dente, danificando-o e causando uma série de problemas", alerta cirurgião dentista Alexandre Bussab, da Clínica Brasil Smiles (SP).

Os dentes ficam completamente brancos?

A expectativa do paciente de ficar com dentes 100% brancos nem sempre é atingida. Normalmente o clareamento consegue atingir uns 2 ou 3 tons a menos do que os dentes já estavam, o que já melhora muito!

Dentes com diferentes matizes de base - Foto: Getty Images
A cor de base do dente determina quão próximo do branco ele consegue chegar

Além disso, tudo depende da matiz de base dos dentes. "O miolo do dente pode ter uma coloração mais acinzentada, amarelada ou branca, e isso se reflete na cor. Portanto, uma pessoa que tem os dentes acinzentados ou amarelados não consegue chegar a um branco completo, sempre ficará um pouco da cor de fundo aparecendo", descreve Ribeiro. No entanto, na maioria das vezes é um detalhe da cor que só o dentista consegue perceber, afinal ele tem o olho treinado para isso.

Pessoas que já fizeram canal podem ter outras dificuldades na hora de fazer um clareamento. "Esse dente costuma morrer por dentro e adquirir uma coloração acinzentada, que se destaca no clareamento dental. Nesses casos, é preciso aplicar o produto dentro do dente, fazendo um clareamento de dentro para fora", considera o especialista.

Quanto tempo o clareamento dental demora?

A duração do tratamento varia de paciente para paciente. O clareamento dental com gel costuma ser feito primeiramente durante uma semana, mas pode se estender um pouco mais, conforme os resultados que o paciente for alcançando. Já o clareamento dental a laser pode ser feito em até 3 sessões com intervalos semanais.

Quais os cuidados durante o clareamento dental?

Café - Foto: Getty Images
Café, e outros alimentos pigmentados, atrapalham o tratamento e ainda reduzem duração dos resultados

Durante o tratamento é importante ter cuidado com os alimentos altamente pigmentados ou ácidos, que favorecem as manchas nos dentes. "O ideal é tentar não os consumir durante o clareamento dental, mas se isso for muito difícil, evite ao máximo consumi-los nas primeiras duas horas após aplicação do gel ou luz, pois os dentes ficam ainda mais suscetíveis a absorver esses pigmentos", explica Camila Lanfredi mestre em Ciências Odontológicas pela Universidade de São Paulo. Veja aqui os alimentos que mancham os dentes e que cuidados tomar com eles.

Qual a duração do resultado do clareamento dental?

A duração do tratamento depende muito dos hábitos do paciente. "Normalmente eles podem durar de um a dois anos, mas isso depende muito do que o paciente come", considera Camila. Normalmente, o consumo de alimentos com muitos pigmentos ou ácidos podem ajudar a manchar mais os dentes, portanto quem os consome perde o resultado mais rápido. Fumantes também costumam ter resultados menos duradouros, já que o cigarro mancha os dentes e pode até prejudicar a eficácia do clareamento dental enquanto ainda está sendo feito.

O clareamento dental pode prejudicar os dentes ou gengivas?

Antes e depois do clareamento dental - Foto: Getty Images
Clareamento precisa ser feito por um profissional de confiança para não dar problemas

Quando o clareamento dental é feito por um profissional capacitado, não há perigos para os dentes. É muito importante, por exemplo, tomar os cuidados adequados para proteger a gengiva, principalmente quando se usa o peróxido de hidrogênio. "Ele pode causar lesões temporárias na gengiva, que com o tempo cicatrizam, se forem tratadas por um especialista", alerta Camila.

Além disso, quando o gel é aplicado em concentrações muito altas, pode causar sensibilidade dos dentes em pessoas mais propensas ao problema. Isso ocorre principalmente com a carbamida. No entanto, um profissional de confiança sabe a quantidade mais adequada.

Quais as contraindicações para fazer clareamento dental?

O clareamento só pode ser feito em pacientes que estejam com a saúde bucal em dia, sem problemas gengivais, cáries ou outros quadros bucais. "Pacientes muito novos, que não tem a boca completamente formada também não podem clarear. Normalmente isso ocorre aos 16 anos, mas é sempre bom confirmar com a radiografia em pacientes muito novos", alerta Camila.

Além disso, alguns especialistas não costumam indicar o clareamento a pacientes que tem hábitos que podem fazer sua duração ser mais curta, como fumar ou beber muito vinho.