PUBLICIDADE

Entenda os benefícios da Castanha da Índia para suas pernas

Insuficiência venosa pode acarretar diversos problemas nas pernas e a Castanha da Índia é uma importante aliada nesses casos

Depois de um dia longo e corrido, não é raro sentir as pernas cansadas e até um pouco doloridas. Mas é preciso ter atenção: negligenciar essa situação ao encará-la como sendo absolutamente normal não é o mais indicado. Sensação de pernas cansadas pode ser um sintoma de má circulação sanguínea e deve ser levada a sério.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mulher passando hidratante na perna - "Foto: Getty Images"
Mulher passando hidratante na perna - "Foto: Getty Images"

O funcionamento inadequado da circulação sanguínea pode acarretar vários problemas nas pernas como sensação de dor e peso, inchaço (edema), cãibras e coceiras.

"Quando surgem vasos tortuosos nas pernas, acompanhados de cansaço, é sinal de que algo não está bem e a pessoa deve procurar um médico", explica o neurologista Cezar Jones, consultor médico do laboratório farmacêutico de medicamentos fitoterápicos Herbarium. O especialista explica que para esses casos a Castanha da Índia representa uma grande aliada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A Castanha da Índia é uma semente da árvore castanheiro-da-Índia, originária do sudeste da Europa na região dos Balcãs (o que inclui países como Albânia, Bósnia, Bulgária e Grécia, entre outros).

Ela é muito usada para problemas circulatórios e doenças ligadas a má circulação do sangue. Isso porque as sementes da Castanha da Índia têm como componente mais ativo a escina, substância com atividades antiedematogênica, que evita o inchaço.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, ela tem propriedades anti-inflamatória e venotônica, o que proporciona o aumento do tônus das paredes dos vasos sanguíneos. Esse reforço é fundamental para ajudar no retorno do sangue para o coração, principalmente nos membros inferiores.

"A Castanha da Índia também diminui a formação de edema e minimiza a dor (o edema comprime os nervos causando dor) e o peso nas pernas, que pode ser acompanhado de cãibras e, por vezes, de coceira", afirma Cezar.

Em menor quantidade estão presentes na Castanha da Índia flavonoides, esteróis, cumarinas, taninos e óleos essenciais. Estas últimas substâncias também têm ação benéfica nos vasos sanguíneos.

Como consumir

Por ser uma substância de origem vegetal, muitos acreditam que o consumo da Castanha da Índia pode ser feito sem restrições. Entretanto, alguns cuidados são fundamentais. O primeiro deles é não ingerir a semente in natura por causa de alguns componentes tóxicos.

"A Castanha da Índia na sua forma de medicamento fitoterápico, deve ser utilizada a partir de preparados que apresentam qualidade farmacêutica", alerta o consultor médico Cezar Jones.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A Castanha da Índia com qualidade farmacêutica é apresentada em comprimidos revestidos que contêm 100mg do extrato seco de Aesculus hippocastanum L. Neste extrato são encontrados 20mg da escina, seu principal componente. A dose recomendada é de 3 comprimidos por dia, com intervalo de 8 horas entre cada administração, ou à critério médico.

CASTANHA DA ÍNDIA HERBARIUM - Aesculus hippocastanum 100 mg. INDICAÇÃO: Tratamento de sintomas da insuficiência venosa, como sensação de dor e peso nas pernas, inchaço, cãibras e prurido, e fragilidade capilar. CONTRAINDICAÇÕES: Gravidez, crianças e pacientes com insuficiência do fígado ou dos rins. ADVERTÊNCIAS: Pacientes idosos só devem utilizar o medicamento após orientação médica. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.

MS: 1.1860.0080.

SAC 0800 723 8383.

OUTUBRO/2016.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

CASTANHA DA ÍNDIA HERBARIUM É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.