Pacientes com diabetes podem ser identificados na cadeira do dentista?

Fatores odontológicos são eficazes no diagnóstico da diabetes

No seu check-up odontológico regular, você espera que seu dentista examine seus dentes e gengiva para detecção dos sinais de cárie, doenças gengivais e até mesmo câncer bucal. Porém, pesquisadores da Faculdade de Odontologia da Universidade de Columbia dizem que seu dentista também poderia estar na linha de frente para identificar diabetes não diagnosticada ou pré-diabetes durante uma consulta odontológica de rotina.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pesquisadores da odontologia recrutaram cerca de 600 novos participantes que consultavam uma clínica odontológica em Manhattan. Nenhum dos participantes (mais de 40 anos de idade não hispânicos e brancos e mais de 30 anos hispânicos ou não brancos) haviam sido avisados previamente de que tinham pré-diabetes ou diabetes. Um total de 535 pacientes com pelo menos um fator de risco autodeclarado, incluindo histórico familiar de diabetes, hipertensão, colesterol alto ou sobrepeso/obesidade, receberam um exame periodontal e um teste simples de hemoglobina A1c da ponta do dedo. Os pacientes retornaram em visita posterior para um teste de glicose plasmática em jejum, um teste que detecta diabetes ou pré-diabetes.

Continue lendo no site de Colgate.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)