Reconheça o seu tipo de tosse antes de tomar xarope por conta própria

Dependendo do caso, uma dose de mel é mais eficiente do que os remédios

POR MINHA VIDA - PUBLICADO EM 26/06/2008

Se, além de aparência típica, alguém precisar descrever o som do inverno, ela certamente é lembrada: a tosse. Seca, expectorante ou simplesmente pigarro: os tipos variam, mas mantêm em comum a incidência maior na época mais gelada do ano.A mucosa do nariz e da garganta é intensamente inervada. A tosse e o espirro são resultados da irritação destas terminações nervosas por algum agente inalado ou pela inflamação desta mucosa , explica a pneumologista Elnara Nagri, do Núcleo Avançado do Tórax do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Tanto a tosse como o espirro são mecanismos de defesa das vias aéreas contra a entrada de partículas externas .

Uma lesão nos brônquios, a secreção aprisionada nos seios da face ou até problemas cardíacos também podem levar à tosse seca, ou seja, sem catarro. Assim como as causas do problema, os xaropes também variam. Alguns são apenas à base de solução hipertônica de açúcar, outros têm substâncias que agem no sistema nervoso inibindo o reflexo da tossee há os que apresentam corticóides e broncodilatadores na fórmula, diminuindo a inflamação das vias aéreas, mas podem trazer muitos efeitos colaterais , afirma Elnara Nagri.

Dada a multiplicidade de aplicações, os xaropes não devem ser utilizados sem orientação médica. Longe de serem inofensivos, eles podem causar diminuição no fluxo respiratório, problemas cardíacos e sérias reações alérgicas. Numa emergência, experimente a velha receita caseira de misturar sumo de limão com algumas colheres de mel. O preparo lubrifica a garganta, aliviando as tosses causadas por irritação , garante a médica. Tomar copos e mais copos de água, por outro lado, é pouco eficaz. A água ajuda a fluidificar as secreções respiratórias e facilita a expectoração, porém pode não ser eficaz no alívio da tosse , diferencia a pneumologista.

Quando existe eliminação de catarro, é preciso redobrar a atenção. Segundo a médica, caso esse tipo de tosse dure mais de duas semanas, é preciso procurar um pneumologista e fazer uma radiografia do tórax para investigar melhor os sintomas, prevenindo ou tratando no início males como pneumonia e tuberculose. A exceção fica por conta dos fumantes e de pacientes com asma, que sofrem de tosse crônica.

Mas não se assuste caso haja um sangramento discreto após uma crise de tosse. Isso é sinal de irritação na garganta. Agora, caso o sangramento seja mais volumoso, procure um posto de saúde ou pronto-socorro. Você pode estar sofrendo com sangramento pulmonar, que é grave e exige tratamento imediato .

Problemas no coração também causam tosse. quando o sangue que vem dos pulmões não é bombeado corretamente, eles ficam inchados e os bronquíolos se fecham. Daí a tosse, que pode ser seca ou acompanhada de uma secreção rósea e espumosa , afirma Elnara. Essa tosse piora ao deitar, pode acordar o paciente durante a noite e, em geral, é associada à falta de ar e até chiado .





Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não