Erosão dentária: descubra o que você faz de errado que pode desgastar seus dentes

Hábitos rotineiros podem favorecer o desgaste dos dentes e prejudicar sua saúde bucal

POR INFORME PUBLICITÁRIO - PUBLICADO EM 14/02/2017

Mulher sorrindo - Foto: Getty Images
Para evitar a erosão dentária e conservar um sorriso bonito e saudável é preciso evitar hábitos prejudiciais

O esmalte (camada externa que recobre os dentes) pode se desgastar e expor a dentina, que fica logo abaixo do esmalte. Essa situação é importante porque pode causar incômodo no paciente e afetar a saúde bucal.

PUBLICIDADE

Além da exposição da dentina, o desgaste do esmalte pode causar amarelamento dos dentes e perda de brilho, sensibilidade dentária e deixar a ponta dos dentes frontais com aparência transparente.

Para evitar a erosão dentária é preciso cuidar da alimentação e evitar hábitos prejudiciais aos dentes, como colocar muita força ao escovar os dentes.

Confira os erros que favorecem o desgaste dos dentes e corrija esses hábitos prejudiciais:

Creme dental inadequado

O uso do creme dental incorreto pode prejudicar o esmalte do dente. Fazer a escolha certa é fundamental. Colgate é uma grande aliada na luta contra a erosão dentária. O creme dental Colgate Total 12 Professional Reparação Diária repara e previne diariamente o dano precoce através do combate à desmineralização inicial do esmalte e oferece proteção completa por 12 horas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Colgate Total 12 Professional Reparação Diária também combate a cárie, previne a formação do tártaro e da placa bacteriana, além de combater o mau hálito.

Escovação incorreta

Se você é do tipo que coloca uma força exagerada na hora de escovar os dentes, deve repensar essa atitude. Além de não limpar melhor os dentes, a pressão excessiva causa o desgaste dental, e começa justamente pela camada mais externa do esmalte.

Bebidas e alimentos ácidos

A alimentação tem um papel muito importante na saúde bucal. Alimentos e bebidas muito ácidos podem contribuir para a erosão dentária se forem consumidos frequentemente.

No caso de bebidas e alimentos ácidos, como algumas frutas, vinagre e refrigerantes, por exemplo, eles enfraquecem a superfície do esmalte. Essa desmineralização dos dentes pode causar sensibilidade e até mesmo dor. Para evitar o problema, sempre faça uma boa higiene bucal após ingerir esses alimentos.

Já os alimentos muito duros podem ocasionar fraturas dentais, além de desgastar o esmalte e ferir a gengiva. O consumo moderado desses itens é o mais indicado para conservar a sua saúde bucal sempre em dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Bruxismo

Ranger e apertar exageradamente os dentes, principalmente durante o sono, pode provocar um grande desgaste do esmalte e da dentina. A indicação é procurar um dentista para obter orientações. Existem algumas atitudes que o profissional pode recomendar ao paciente para acabar ou diminuir o problema.

Alguns aparelhos móveis, que são usados para dormir, podem ajudar a controlar o hábito noturno. Entender a razão da tensão, que normalmente está relacionada a algum tipo de estresse emocional, também é uma das recomendações dos profissionais.

O bruxismo, além do desgaste do esmalte, pode causar fratura nos dentes e dores de cabeça e nas articulações.

Problemas estomacais

Problemas como refluxo ou vômito frequente podem causar erosão química dos dentes. Isso acontece devido ao líquido ácido que vem do estômago e atinge os dentes.

O ideal, nesse caso, é procurar um gastroenterologista para verificar quais são as mudanças alimentares que podem contribuir para eliminar o problema. Além disso, alguns medicamentos ajudam a aliviar os desconfortos estomacais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Cigarro

O fumo provoca o manchamento dos dentes. Mas os problemas causados pelo cigarro não ficam só no campo estético. O fumante também tem maiores chances de desenvolver doenças gengivais.

Cigarro

O fumo provoca o manchamento dos dentes. Mas os problemas causados pelo cigarro não ficam só no campo estético. O fumante também tem maiores chances de desenvolver doenças gengivais.