PUBLICIDADE

5 cuidados importantes ao aplicar insulina

Usar agulhas curtas é a melhor forma de garantir uma boa absorção do medicamento

Quem tem diabetes e depende da aplicação da insulina para controlar a doença sabe que não se pode negligenciar o tratamento, já que o descuido pode trazer complicações de saúde importantes no futuro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entenda quais são os cuidados que devem ser tomados para uma aplicação correta e confortável, garantindo bons resultados no seu tratamento do diabetes.

Atenção com o tamanho da agulha

A insulina deve ser aplicada no tecido subcutâneo, ou seja, logo abaixo da pele, utilizar agulhas longas aumenta em até 45% a chance da insulina ser aplicada no músculo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por essa razão, a Sociedade Brasileira de Diabetes recomenda a utilização de agulhas curtas, mesmo em pacientes obesos. É importante derrubar o mito de que o sobrepeso exige o uso de agulhas maiores. A espessura da pele não ultrapassa 3 mm em todos os perfis de pessoas, independente do perfil físico (IMC), sexo, idade ou qualquer outro fator.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As agulhas menores trazem mais segurança, pois diminuem o risco de uma aplicação no músculo. A menor agulha para caneta de aplicação de insulina possui 4 mm, proporcionando mais conforto nas aplicações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A BD, líder mundial em tecnologia no tratamento do diabetes com injetáveis, possui a agulha para caneta BD Ultra-Fine Nano PentaPoint 4 mm. A tecnologia PentaPoint possui 5 lapidações (cortes) na ponta da agulha, diferente das demais agulhas que possuem 3 lapidações, isso a torna mais fina e a aplicação mais suave e confortável.

Se necessário, faça a prega subcutânea

É preciso atenção ao aplicar com agulhas mais longas, pois existe o risco da insulina atingir o músculo, caso não seja realizada a prega subcutânea. É recomendado fazer a prega (que é como um leve "belisco" segurando uma dobrinha na pele com o polegar e o dedo indicador para, dessa forma, pinçar a pele) nas aplicações com agulhas com comprimentos de 6 mm ou maiores. A insulina aplicada no músculo é absorvida rapidamente e pode causar hipoglicemia.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

As agulhas curtas, como a BD Ultra-Fin Nano PentaPoin 4 mm, no entanto, facilitam a técnica de aplicação, pois não há necessidade de prega subcutânea. As agulhas curtas são mais seguras e o risco de atingir o músculo é menor que 1%.

Não reutilize a agulha

Lembre-se que a agulha de aplicação de insulina é de uso único. Reutilizá-la aumenta o risco de infecções e o desenvolvimento de lipohipertrofia. A lipohipertrofia é uma alteração no tecido subcutâneo nas regiões mais utilizadas para aplicação de insulina, identificada através do enrijecimento do local e formação de caroços. A absorção da insulina injetada no local comprometido com lipohipertrofia é imprevisível, podendo causar variabilidade glicêmica, hipoglicemias e hiperglicemias.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Para prevenir essa complicação, não reutilize as agulhas e seringas de insulina e faça o rodízio dos pontos de aplicação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Cuide da higiene

O local da aplicação deve estar limpo, principalmente se o medicamento for aplicado em ambiente hospitalar ou em casas de repouso, por exemplo. É importante ter esse cuidado pelo risco maior de contrair alguma infecção nesses locais. Higienizar as mãos e, em seguida, o local da aplicação, é fundamental para evitar problemas.

A higienização é simples de fazer: basta limpar a região com álcool 70% e esperar secar antes de injetar a insulina.

Não aplique sempre no mesmo local

Fazer o rodízio dos locais e pontos de aplicação é importante para evitar complicações, como lipohipertrofia. As regiões recomendadas para aplicação de insulina são: braços, coxas, nádegas e abdômen. Para realizar o rodizio, escolha a região, divida-a em pequenas partes com distância de 2 dedos, assim formar vários pontos para aplicação. Deve-se mudar o ponto a cada aplicação e somente retornar neste ponto após 14 dias, tempo necessário para a cicatrização do ponto.

Fazendo o rodízio dos locais e utilizando uma agulha de 4mm, como a BD Ultra-Fine Nano PentaPoint 4 mm, aumenta a segurança e adesão do tratamento, contribuindo para um melhor controle glicêmico.

>> Acesse www.bd.com/brasil/loja e conheça a agulha BD Ultra-Fine Nano PentaPoint 4 mm.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fontes e referências:

1 - "Posicionamento Oficial SBD": conteúdo disponível em http://www.diabetes.org.br/publico/images/2017/posicionamento-oficial-sbd-01-2017.pdf

2 - "Complicações do diabetes": conteúdo disponível em http://www.minhavida.com.br/saude/temas/complicacoes-do-diabetes

3 - "Impacto de uma Geometria de Ponta de Agulha Modificada na Força de Penetração, bem como na Aceitabilidade, Preferência e Dor Percebida nos Indivíduos com Diabetes": conteúdo disponível em Journal of Diabetes Science and Technology Volume 6, Emissão 2, março de 2012

4 - "Diabetes: como aplicar a insulina corretamente?": conteúdo disponível em http://www.minhavida.com.br/saude/materias/16755-diabetes-como-aplicar-a-insulina-corretamente

A BD é líder mundial em tecnologia no tratamento do diabetes com instrumentos injetáveis, além de ter sido pioneira no desenvolvimento da primeira seringa para aplicação de insulina em 1924.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)