Hemorroida: 10 dúvidas comuns que você precisa saber

Tire todas as suas dúvidas sobre hemorroida e como se livrar desse problema

Extremamente incômoda e dolorida, a hemorroida surge a partir de veias inchadas e inflamadas localizadas na parte inferior do reto ou do ânus. Elas podem ser tanto internas, quando ocorrem apenas dentro do ânus ou na parte inicial do reto, quanto externas, quando ocorrem na abertura anal, projetando-se para fora do ânus. Embora seja um problema comum, ainda existem muitas dúvidas sobre esse assunto, por isso o Minha Vida reuniu abaixo as principais perguntas solucionadas por um especialista:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1. Hemorroida tem cura?

R: Sim. O tratamento é direcionado aos sintomas. É uma doença benigna, a cirurgia é o melhor tratamento, mas nem sempre é necessário. Tudo depende do que incomoda o paciente. Se o sintoma principal for sangramento ou saída das hemorroidas, procedimentos de consultório que não doem podem resolver totalmente o problema, outros casos somente a dieta e cuidados podem ser suficientes e em outros somente a cirurgia será capaz de resolver.

2. Sangue nas fezes pode ser sinal de hemorroida?

R: Sim, um dos sinais de hemorroidas é exatamente o sangramento, porém outras doenças do ânus (fissuras, fístulas...) e do intestino (diverticulose, pólipos e câncer...) também podem causar sangramento. Sangramento nunca é normal, procure atendimento médico.

3. Hemorroida pode matar?

R: Não. Hemorroidas em geral causam desconforto e sangramento. Algumas pessoas podem apresentar sangramento volumoso, que pode inclusive levar a anemia e levar a internação hospitalar, mas trata-se de doença benigna, cujo tratamento visa melhora dos sintomas.

4. Como prevenir hemorroida na gravidez?

R: Durante a gravidez o crescimento do útero dificulta o retorno de sangue das partes mais baixas do corpo, e também ocorre uma tendência maior a prisão de ventre (por deslocamento do intestino pelo útero crescendo e também pelas alterações hormonais da gravidez) o que pode aumentar o risco de trombose hemorroidária. Para diminuir esse risco o ideal é fazer o pré-natal adequado e lembrar de ingerir muito líquido por dia e comer bastante fibra (frutas com casca, cereais, vegetais de folha, frutas com bagaço...). Tentar evitar esforço excessivo durante a evacuação e não usar papel higiênico durante a limpeza (só lavar e secar).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

5. Só passar pomada para hemorroida resolve?

R: As pomadas visam ao alívio dos sintomas e estão indicadas em caso de dor, trombose ou trauma na região. A trombose em geral se resolve espontaneamente, com ou sem a pomada, e a pomada pode ajudar na melhora da dor. Já nas hemorroidas crônicas ou que saem pelo ânus no dia a dia, as pomadas podem aliviar alguns sintomas, mas não resolvem o problema. Nesse caso, pode ser necessário realizar algum procedimento de consultório ou cirúrgico. Sempre procure atendimento especializado.

6. Como reduzir a coceira das hemorroidas?

R: A coceira (prurido) é causada por irritação da pele, normalmente por umidade, secreção (produzida pela mucosa das hemorroidas) ou por restos de fezes (devido a escape ou dificuldade de higiene pelas hemorroidas). A solução é tentar manter a região limpa e seca. Não usar papel higiênico (que causa pequenas fissuras na pele que podem causar ou piorar a coceira), somente lavar a região com água ou sabonete neutro e depois secar. Aplicar alguma solução para proteger a pele ou mantê-la seca: pasta d?água, talco, pastas para assadura (suspender o uso em caso de alergia ou piora de sintomas, e procurar atendimento). Fazer banhos de assento ou ducha de água morna durante o dia.

7. Após o tratamento das hemorroidas, elas podem voltar?

R: A cirurgia de hemorroidas retira o tecido hemorroidário da região, aquele tecido não tem como voltar. Pode acontecer de ficarem pregas de pele na região (plicomas) devido ao inchaço causado pela cirurgia ? se houver incômodo esse tecido pode ser removido posteriormente em um procedimento muito mais simples.

Na cirurgia de hemorroidas temos que tirar o suficiente de tecido para resolver o problema, mas não podemos tirar demais para não causar o fechamento (estenose) do ânus. Pode acontecer de esse tecido que fica após a cirurgia começar a dar sintomas com o tempo, mas isso ocorre muito raramente. A necessidade de operar por hemorroidas mais de uma vez é muito incomum.

8. Como deve ser a alimentação após cirurgia de hemorroida?

R: Após a cirurgia de hemorroidas não podemos deixar que o intestino fique preso. O ideal é que ele funcione bem. Ou seja, deve funcionar de forma que as fezes fiquem de consistência pastosa, pra traumatizar o mínimo a região. Não queremos diarreia, nem fezes duras. Para isso o ideal é seguir a alimentação acima. Em alguns casos pode ser necessário usar medicamento como laxantes (sob orientação médica) ou constipantes. Muitas pessoas ingerem somente alimentos líquidos no pós-operatório, isso não é recomendado.

9. Existem tratamentos caseiros para hemorroidas?

R: Existem inúmeros tratamentos caseiros para hemorroidas. Como o principal objetivo é a melhora dos sintomas o primeiro passo é ter uma alimentação adequada, que ajude no funcionamento intestinal (controlar diarreia ou prisão de ventre). Segundo passo é evitar trauma na região: ter uma posição adequada ao evacuar (colocando os pés sobre algum apoio, tipo uma banqueta, simulando a posição agachada, que é mais natural para evacuar); evitar o uso de papel higiênico para limpar, o ideal é lavar e somente secar com o papel; evitar esforço excessivo para evacuar, deixar o movimento natural do intestino eliminar as fezes; não levar revistas, celular, tablets para o banheiro, para as evacuações não ficarem mais demoradas que o necessário. Terceiro passo, praticar atividade física, evitar cigarro e bebidas alcoólicas. Quarto passo, evitar alimentos muitos condimentados, há estudos mostrando aumento de risco de hemorroidas com a ingestão de pimenta. Existem plantas medicinais, elixires, óleos que podem ajudar, mas devido à falta de comprovação científica, devem ser evitados devido ao risco de causarem irritação, trauma ou até pioraram o quadro.

10. Como tratar e curar as hemorroidas internas?

R: As hemorroidas internas ficam dentro do ânus e podem sair durante a evacuação (depois voltar sozinhas, precisar de empurrar para dentro ou até não voltar mais). Em algumas pessoas, pode causar dor, desconforto, sensação de peso ou sangramento. O tratamento é de acordo com os sintomas, já que não viram câncer ou doença mais grave.

Todos devem tentar ter uma alimentação saudável, controlando o funcionamento do intestino (sem diarreia, nem prisão de ventre). Evitar esforço para evacuar e não usar papel higiênico para limpar (só lavar). Banhos de assento com água morna podem ajudar. Nos casos em que isso não resolver o problema devemos fazer algum procedimento, que pode ser no consultório: ligadura elástica, escleroterapia ou crioterapia (não doem!) Ou cirurgia: aberta, fechada, THD, grampeamento.

A cirurgia tem o melhor resultado, mas em geral é um tratamento mais doloroso. Atualmente no pós-operatório se usam vários analgésicos e medicamentos para auxiliar a evacuação mais tranquila, e técnicas menos invasivas, sendo o procedimento bem tolerado pela maioria das pessoas.

*Todas as respostas foram publicadas pelo coloproctologista Marcelo Giusti (CRM: 44832/MG)