PUBLICIDADE

Milhões de fungos e bactérias são encontrados em chupetas e escovas de dente infantis

A análise realizada em Campinas (SP) encontrou até uma superbactéria resistente a antibióticos

Nem sempre um objeto novo está livre de fungos e bactérias. Isso foi o que mostrou uma pesquisa realizada pela Faculdade de Biomedicina da Devry Metrocamp (SP) e publicada pelo G1. A análise investigou chupetas, escovas de dente infantis, bicos de mamadeira, garrafinhas de plástico e paninhos recém tirados da embalagem.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com o estudo, 250 milhões de fungos e bactérias foram encontrados em uma escova de dente nova. O resultado foi ainda maior para chupeta, que apresentou 720 milhões de micro-organismos. Ao todo, a pesquisa verificou 44 escovas de marcas variadas, das quais 20 nunca tinham sido usadas. Neste caso, em 77% dos produtos foi encontrado algum tipo de bactéria.

As outras 24 escovas, usadas por crianças de 04 a 10 anos, foram dividas em três grupos e estudadas de maneiras diferentes. Uma parte foi higienizada com enxaguante bucal à base de clorexidina, um antisséptico químico. O segundo grupo foi limpo com enxaguante bucal comum e o último não recebeu nenhum tipo de higienização. A conclusão mostra que, com exceção das escovas limpas com clorexidina, as demais continham perigosos micro-organismos, como a Klebsiella pneumoniae, considerada uma superbactéria resistente a antibióticos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Rosana Siqueira, doutora em microbiologia pela Unicamp, professora e orientadora da pesquisa, alerta que os demais tipos de micro-organismos encontrados são responsáveis por infecções de garganta, intestino, urina mucosa, pele, além de diarreia, febre, dores abdominais, gengivite, cárie, otite e até pneumonia.

Chupetas, bicos de mamadeira, paninho e garrafinhas

A pior mostra da pesquisa ficou por conta das chupetas: 24 novos modelos foram analisados e o resultado identificou 720 milhões de fungos e bactérias acumulados durante a fabricação e armazenamento do objeto. Já nas sete usadas, que recebiam algum tipo de higienização, o número foi de 100 mil micro-organismos, o mesmo resultado verificado nos bicos de mamadeira.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os paninhos, bastante conhecidos como "cheirinho", também entraram na lista e apresentaram 32 mil micro-organismos. Os resultados menos assustadores foram das garrafinhas tipo squeeze, que somaram 10 mil bactérias.

Como higienizar os objetos?

Segundo a pesquisadora Rosana Siqueira, a higienização de chupetas, bicos de mamadeiras e escovas de dente pode ser feita em casa, basta ferver os objetos, já que a maior parte dos fungos e das bactérias não resiste à temperaturas muito altas. Além disso, os materiais de uso adulto podem ser limpos diariamente com enxaguantes bucais à base de clorexidina.