Prevenção da trombose pede uso de anticoagulantes e meias de compressão

Veja como é a rotina dos pacientes que têm o mal, como o ator Jackson Antunes

POR MINHA VIDA PUBLICADO EM 19/09/2008

O problema é mais comum do que se pensa: a coagulação fora do normal, que provoca a trombose, pode surgir após cirurgias, no tratamento de tumores ou mesmo em resposta a longas viagens. Sintomas como inchaço, dores e vermelhidão nas pernas (85% dos casos manifestam-se nos membros inferiores) denunciam que é preciso buscar ajuda médica imediatamente. Por isso é importante saber se você tem predisposição a ele. Alterações genéticas, complicações no pós-parto, cirurgias e longas viagens podem desencadear trombose ao afetar o mecanismo de coagulação sangüínea , afirma o cirurgião vascular Erasmo Simão da Silva, coordenador da Liga Acadêmica de Cirurgia Vascular da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo.

Tomar medicação que diminua a formação dos trombos (coágulos), manter as pernas em repouso num nível mais alto do que o corpo e usar meias de compressão são algumas das medidas preventivas adotadas por quem sofre de trombose, como é o caso do ator Jackson Antunes, que interpreta Leonardo em A Favorita.

Mas só isso não é suficiente para afastar os riscos. Na entrevista abaixo, o médico da USP explica, de forma bastante simples e didática, tudo o que você pode fazer para levar uma vida sem limitações.

Existe algum perfil de paciente mais sujeito à trombose?
Estão mais suscetíveis à trombose venosa pessoas obesas, em tratamento de tumores, que apresentaram um derrame ou traumatismo grave ou pessoas internadas em unidades de terapia intensiva, além de pacientes com histórico familiar de trombose venosa. Mulheres que fazem uso de anticoncepcionais orais ou reposição hormonal, assim como os fumantes em geral, também estão mais sujeitos.

Algumas circunstâncias, como alterações genéticas, afetam o mecanismo de coagulação: gravidez e pós-parto, cirurgias de médio e grande portes, infecções e doenças graves. Traumatismos e imobilização prolongada também aumentam o risco de uma pessoa sofrer uma trombose venosa.

Que riscos à saúde ela traz?
O perigo mais grave da trombose é a chamada embolia pulmonar, que pode ser fatal. A embolia pulmonar ocorre quando fragmentos de coágulos (trombos) formados nas veias se desprendem e migram pela circulação até os pulmões, entupindo os vasos pulmonares e impedindo a perfeita oxigenação do organismo.

Normalmente o problema acontece mais de uma vez?
Pacientes que já tiveram trombose uma vez têm mais chances de ter a doença novamente. Segundo as estatísticas, o risco de nova trombose é até 50% superior porque já existe o fator predisponente e a lesão do vaso venoso.

Qual a diferença entre trombose e embolia?
A trombose é caracterizada pela formação de um coágulo de sangue (trombo) no interior das veias que bloqueia parcial ou totalmente o fluxo sangüíneo. O trombo surge quando ocorre algum desequilíbrio no mecanismo de coagulação e favorece a formação dos trombos. Isso pode estar associado a uma pré-disposição genética ou a condições transitórias, como obesidade, gravidez, tabagismo e uso de medicamentos hormonais. Já a embolia pulmonar ocorre quando um fragmento do coágulo sangüíneo se desprende e se desloca para os pulmões, onde pode provocar um bloqueio do fluxo sangüíneo e interromper a oxigenação do organismo. É uma condição séria que pode provocar dano permanente nos pulmões afetados e em outros órgãos do corpo. A embolia pulmonar é uma doença silenciosa e potencialmente fatal. Quase um quarto dos pacientes com embolia pulmonar sofre morte súbita. 

Por que a trombose é mais comum nas pernas? Ela pode ocorrer em outras partes do corpo?
Embora possa ocorrer em qualquer parte do corpo, em 85% dos casos, a trombose venosa profunda ocorre nas veias das pernas. Isso acontece devido à pressão venosa ser maior nas veias das pernas do que em outras veias do corpo por causa da ação da gravidade.



Quais os sintomas mais comuns de que há algo errado?
Os sintomas mais comuns da trombose são dor, inchaço súbito e não corriqueiro nas pernas, vermelhidão e calor associado a endurecimento de uma veia superficial e rigidez da musculatura posterior da perna. Os trombos formam-se subitamente, em segundos. Sua propagação pode demorar horas ou dias se o tratamento não for feito rapidamente.

Anticoncepcionais podem favorecer a trombose?
As mulheres são mais acometidas pela doença devido à maior freqüência de problemas genéticos que desencadeiam a trombose. Nas paredes venosas, existem receptores hormonais que causam relaxamento da parede da veia, e os hormônios femininos tendem a provocar o aumento de coagulação sanguínea. Por esse motivo, o uso de anticoncepcionais orais e hormônios de reposição hormonal aumentam os riscos de trombose venosa.

Como é feito o tratamento?
O tratamento preventivo é feito com medicamentos anticoagulantes, que evitam a formação de trombos. Os remédios protegem os pacientes mais suscetíveis do risco potencial de desenvolver a trombose venosa e a embolia pulmonar. Recentemente, foi lançado em alguns países europeus, um novo anticoagulante oral, o etexilato de dabigatrana, que previne a formação de trombos. Seu uso inicial está indicado na profilaxia da trombose em pacientes submetidos à artroplastia (cirurgia de reposição da articulação) do joelho ou quadril. Esse novo medicamento acrescenta uma importante ferramenta na profilaxia da trombose e da embolia pela possibilidade de administração oral. Não há, com ele, necessidade de colher vários exames para controlar a coagulação sanguínea. A profilaxia está indicada somente para pessoas com predisposição ou com fatores de risco e que vão ser submetidas a cirurgias ou realizar longas viagens.

As meias tensoras ajudam mesmo?
As meias são utilizadas na profilaxia e para o tratamento de pessoas que já apresentaram trombose. A intensidade do uso deve ser norteada pelo quadro clínico. Alguns pacientes devem usá-las sempre, outros somente em situações de risco.

Algum tipo de massagem ajuda?
As pessoas sem antecedentes e sem fatores de risco não se beneficiam de massagens ou de hábitos como dormir com as pernas elevadas. No quadro de trombose venosa aguda, o repouso com os membros elevados é fundamental. O tratamento mais indicado é realizado com anticoagulantes.

Alguma doença é, geralmente, associada à trombose?
Doenças hematológicas e tumores estão associados aos quadros de trombose mais graves.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não