PUBLICIDADE

Deficiência de vitamina D é associada à incontinência urinária

Estudo recente relaciona baixas do nutriente a problemas pélvicos nas mulheres

A deficiência de vitamina D pode causar problemas de incontinência urinária e fecal nas mulheres. Quem indica isso é um recente estudo do National Health and Nutrition Examination Survey, nos Estados Unidos, que verificou a ligação entre os níveis de vitamina D e distúrbios pélvicos, analisando mais de 1.800 mulheres acima dos 20 anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os resultados mostraram que 82% das mulheres apresentavam níveis de vitamina D considerados insuficientes pelos médicos. Ao menos um dos distúrbios pélvicos foram relatados por 23% das mulheres e os níveis médios de vitamina D foram significativamente menores entre aquelas com os distúrbios como incontinência urinária, prolapso genital (conhecido como "bexiga caída") e incontinência fecal. Em mulheres idosas, o risco de incontinência urinária foi 45% menor entre aquelas com níveis satisfatórios de vitamina D.

A vitamina D é uma vitamina essencial necessária para ossos e força muscular. O corpo produz vitamina D em resposta à exposição solar, mas a vitamina também é comumente encontrada nos alimentos. Os pesquisadores dizem que a deficiência de vitamina D já era associada a um risco maior de osteoporose e estudos recentes também relacionam o enfraquecimento dos ossos a esses distúrbios pélvicos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outros estudos recentes mostraram que a falta de Vitamina D no organismo pode prejudicar o tratamento de pacientes com câncer de mama e sua deficiência pode aumentar a pressão arterial . A vitamina D pode ser encontrada no leite, óleo de fígado de peixe e alguns cereais que são fortificados com essa vitamina. O corpo pode absorver boa quantidade de vitamina D com exposição à luz solar de 10 a 15 minutos duas vezes ao dia.