PUBLICIDADE

Aparelho para apneia do sono diminui risco de doenças cardíacas em mulheres

O CPAP é tão importante quanto os remédios para quem sofre deste mal

Estudos em homens têm mostrado que a apneia do sono aumenta consideravelmente o risco de eventos como ataques cardíacos e derrames. Mas havia dúvidas quanto a esses riscos para as mulheres. Um novo estudo, realizado Hospital Universitário de Valme Sevilha, na Espanha, acompanhou mais de 1.100 mulheres por aproximadamente cinco anos e descobriu evidências interessantes sobre o assunto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As participantes tnham entre 50 e 60 anos. Os pesquisadores observaram que aquelas com apneia do sono grave não tratada tinham 3,5 mais chances de morrer por problemas cardíacos ou acidente vascular cerebral, em comparação a mulheres sem a doença. Muitas delas também tinham outros fatores de risco para doença cardíaca, incluindo pressão alta, colesterol elevado e diabetes. Uma em cada cinco relatou já ter sofrido um evento cardiovascular, como um ataque cardíaco.

Ao estudar o sono das participantes do estudo, os pesquisadores contaram o número de vezes que a respiração desacelerou ou parou por pelo menos 10 segundos. Mulheres com 10 a 29 interrupções respiratórias por hora foram classificadas com apneia leve a moderada. Aquelas com 30 ou mais interrupções por hora foram informadas de que tinham apnéia do sono grave. Mulheres que com menos de 10 paradas por hora foram consideradas sem apnéia e serviram de comparação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pessoas que têm apneia obstrutiva do sono param de respirar, por alguns segundos, várias vezes durante a noite. A luta para começar a respirar novamente, após a parada da respiração, faz com que as pessoas ronquem. Mas há um perigo maior relacionado à doença, pois é gerado um grande estresse para o coração.

Benefícios do CPAP

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O CPAP, uma máquina que, acoplada a uma máscara, ajuda a manter as vias aéreas abertas ao mandar ar para os pulmões, pode salvar as vidas de mulheres com apneia do sono grave. As pacientes do estudo com apneia do sono grave receberam este aparelho para uso. Já as mulheres com apnéia de leve a moderada utilizavam o CPAP se relatassem estar com sono durante o dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Durante o período da pesquisa, 41 pacientes morreram de causas relacionadas com o coração, incluindo ataques cardíacos, acidentes vasculares cerebrais e de insuficiência cardíaca. Os pesquisadores descobriram que mulheres com grave apneia do sono não tratada - o que significa que não usavam suas máquinas CPAP ou usaram por menos de quatro horas por noite - tinham 3,5 mais chances de morrer de um problema cardíaco. Esse resultado foi independente de idade, peso corporal, pressão arterial elevada, diabetes e ataques cardíacos ou derrames cerebrais anteriores.

Já as mulheres com apnéia do sono grave que usaram CPAP durante pelo menos quatro horas por noite não tiveram nenhum aumento do risco de cardíaco ou derrame relacionado à morte. Elas tinham o mesmo risco que as mulheres sem apneia do sono.

Os pesquisadores chamam atenção para a importância da máquina. Para os pacientes com apneia obstrutiva do sono, o uso de CPAP é tão importante para coração quanto os comprimidos para a hipertensão ou diabetes.

Descubra se a apneia anda tirando o seu sono

Acordar no meio da noite com sufocamento e sensação de que o corpo não descansou o suficiente são alguns sinais deste problema. Mas existem outros. Saiba quais são e busque ajuda.

Ronco

Quem ronca não, necessariamente, apresenta apneia do sono, mas pode desenvolvê-la. O ronco é um sinal de que há dificuldades respiratórias. Já a apneia é o estágio mais avançado do ronco e acontece quando a passagem do ar pela garganta está totalmente obstruída e há interrupção da respiração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Obesidade

O sobrepeso, ao dificultar a respiração, favorece causas de apneia. Mas há outros fatores relacionados ao problema. "No caso dos homens a própria testosterona contribui para a apneia, pois causa um relaxamento natural dos músculos", conta Fausto Ito, médico especialista em sono.

Fatores anatômicos

Indivíduos com a língua muito grande, com o queixo pequeno ou voltado para trás estão mais suscetíveis ao ronco e à apneia do sono. Isso porque esta anatomia pode prejudicar a passagem de ar pelas vias aéreas superiores, causando a apneia.

As crianças também podem ter

A situação mais comum que provoca o ronco e a apneia é o aumento de amígdalas da criança. Mas obesidade e formato da língua, pescoço e queixo também podem contribuir para o aparecimento da doença.

Trabalho

A pessoa que sofre de apneia tem o sono constantemente interrompido ao longo da noite e, por causa disso, não consegue atingir os estágios mais profundos do sono. Sonolência diurna, irritabilidade, fadiga, perda de memória, dificuldade para se concentrar ou absorver novas informações e maior facilidade de sofrer graves acidentes de trânsito e trabalho são efeitos de uma noite mal dormida.