PUBLICIDADE

Testes mostram que Zika pode reduzir fertilidade e testosterona

Estudo feito com ratos machos mostrou que todo o sistema reprodutor pode ser prejudicado pelo vírus

Uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina da Universidade de Washington descobriu que o zika vírus também pode trazer consequências para os homens: o vírus foi capaz de reduzir a fertilidade e a testosterona em testes feitos com ratos machos. O trabalho foi publicado na revista "Nature".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com o estudo, o sistema reprodutor dos machos foi prejudicado pelo vírus, ocorrendo a redução do tamanho dos testículos em até 10 vezes, cerca de três semanas após a infecção. Além disso, a estrutura interna do aparelho reprodutor também foi muito prejudicada.

Em paralelo, os cientistas observaram ainda a queda nos níveis da testosterona dos animais. Porém, ainda é necessário realizar testes em humanos antes de afirmar com certeza essa relação. "Não sabemos ainda se esse dano é irreversível, mas parece que sim, porque as células que mantêm em seu lugar essa estrutura interna ficam infectadas e destruídas", afirmou o pesquisador Michael Diamond, coautor do estudo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Já havia sido descoberto que o vírus se manter ativo no sêmen por diversos meses, então a recomendação é que homens que estejam em áreas com grande incidência do problema tenham relações sexuais sempre com preservativos por pelo menos seis meses.