PUBLICIDADE

Carnes de 3 frigoríficos passam por recall determinado pelo governo

O recolhimento dos produtos deve começar em até cinco dias e os consumidores receberão reembolso

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, determinou o recolhimento de todos os produtos dos frigoríficos Souza Ramos, Transmeat e Peccin, envolvidos nas denúncias da Operação Carne Fraca. Todas as mercadorias distribuídas a supermercados e consumidores deverão ser recolhidas e o recall deve começar em até cinco dias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O frigorífico Peccin, que tem unidades em Jaraguá do Sul (SC) e Curitiba (PR), já estava interditado desde a última sexta-feira (17). As investigações buscam descobrir se foram utilizadas carnes estragadas em salsichas e linguiças da marca, e se foram usados aditivos acima do limite ou até proibidos em alimentos. Durante vistoria, foi identificada "suspeita de risco à saúde pública ou adulteração", de acordo com nota do ministério.

Após a auditoria, também foi constatado que o frigorífico Souza Ramos, em Colombo (PR), "não detém controle dos processos relacionados a formulação e rastreabilidade de seus produtos não garantindo a inocuidade dos produtos elaborados."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Observação parecida foi feita durante a auditoria na Transmeat, em Balsa Nova (PR): "O estabelecimento não detém controle dos processos relacionados à rastreabilidade dos produtos."

"Diante dos fatos, em 23 de março, a Senacon determinou que Souza Ramos, Transmeat e Peccin iniciem em até 5 dias o recall das carnes provenientes dos estabelecimentos mencionados. Todos os produtos com origem naqueles estabelecimentos devem ser recolhidos, com o devido reembolso ao consumidor, daquilo que for por ele restituído aos pontos de venda", diz a nota da Senacon.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)