PUBLICIDADE

Febre amarela em SP: tire as suas dúvidas

No atual momento é importante que as pessoas que residem em áreas de risco tomem a vacina

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, no período de janeiro até a primeira quinzena de outubro, tivemos 129 casos suspeitos de febre amarela, sendo 51 casos confirmados; dos casos confirmados, 22 autóctones (nativo) e 29 importados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Porém, a situação ganhou ainda mais apelo em São Paulo depois da morte de macacos na zona norte da capital. O governo estadual e prefeitura recomendaram vacinação contra a febre amarela em alguns pontos específicos de São Paulo e isso tem gerado espanto na população.

Essa incidência de febre amarela fez com que o Ministério da Saúde disponibilizasse 1,5 milhão de doses extras de vacina para reforçar os estoques de São Paulo e atender o aumento na procura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por isso, os casos de febre amarela têm gerado muitas dúvidas. Vamos esclarecer algumas delas:

Qual é a situação atual da febre amarela em São Paulo?

Não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942. A transmissão para o macaco foi a da febre amarela silvestre, pelo mosquito haemagogus, comum na mata. Macacos, apesar de hospedeiros do vírus, não o transmitem à população, quem transmite são os mosquitos Aedes aegypti, após picarem alguém já infectado. O ataque do mosquito à fauna é um alerta para conter o avanço da doença e evitar que ela chegue ao ser humano.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em um como o atual, quem deve tomar a vacina?

No atual momento é importante que as pessoas que residem em áreas de risco tomem a vacina. Na capital paulista, moradores de três bairros: Casa verde, Cachoeirinha e Trambembé. Depois, a imunização será estendida a outros bairros da zona norte.

Quem não está nessas localidades mas vai viajar para alguma área de risco precisa se vacinar 10 dias antes de viajar. Não é seguro a pessoa tomar a vacina no dia anterior à viagem, pois a janela imunológica da vacina é de 10 dias.

Onde é possível encontrar a vacina contra a febre amarela?

A vacina está disponível na rede pública nos postos e unidades de saúde das cidades, assim como em hospitais especializados em infectologia e epidemiologia. Você pode encontrar os postos autorizados no site da Secretaria de Saúde do estado em que você mora.

Como funciona a vacina contra a febre amarela?

A vacina da febre amarela é feita a partir do vírus atenuado (cepa 17D) e é aplicada via subcutânea, na região do braço. O efeito protetor ocorre a partir do décimo dia depois de ter tomado a vacina e garante imunidade por pelo menos 10 anos. A vacina age estimulando o organismo a produzir sua própria proteção contra o vírus.

Quem não deve tomar a vacina contra a febre amarela?

A vacina é contraindicada para gestantes, mulheres que estão amamentando, crianças até seis meses de idade. Pessoas imunodepressivas, como pacientes oncológicos e portadores de doenças crônicas também não devem tomar a vacina. Na impossibilidade de adiar a vacinação, como em situações de emergências epidemiológicas, vigência de surtos, epidemias ou viagens para áreas de risco de contrair a doença, o médico deverá avaliar o benefício e risco da vacinação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No caso de mulheres que estejam amamentando e receberam a vacina, o aleitamento materno deve ser suspenso preferencialmente por 28 dias após a vacinação.

Quais são os sintomas mais comuns e quanto tempo demoram para se manifestar?

Geralmente quem contrai o vírus não costuma apresentar os sintomas de febre amarela ou os apresenta de forma muito fraca. Os primeiros sintomas são febre, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos, olhos, face ou língua avermelhados e sensibilidade à luz. Esses sintomas costumam durar entre três e quatro dias.

Algumas pessoas podem desenvolver sintomas mais graves cerca de 24 horas após a recuperação dos sintomas mais simples. Nesta fase o vírus pode atingir o fígado e os rins. Quem entra nessa fase da doença pode apresentar retorno da febre alta, icterícia (devido ao dano que o vírus causa no fígado), urina escura, dores abdominais, sangramento na boca, nariz, olhos ou estômago.

Em casos mais graves o paciente pode apresentar delírios, convulsões e até entrar em coma. Dependendo do dano causado no organismo, esta fase da febre amarela pode levar a morte no intervalo entre sete e dez dias. Por isso, pessoas que são diagnosticadas com febre amarela devem estar atentas ao aparecimento dos sintomas iniciais e observar se os sintomas mais graves se manifestam para busca de ajuda médica.

Quais são as formas de prevenção contra a febre amarela?

Pessoas que residem em regiões de risco precisam tomar a vacina contra a febre amarela, usar repelentes e evitar ficar em áreas de contato com o mosquito a partir do fim da tarde. Também é importante cobrir braços e pernas, pois os mosquitos costumam picar regiões da pele descobertas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem mora nas metrópoles deve evitar viajar para regiões de risco. E caso seja necessário viajar para esses locais, é preciso tomar a vacina contra a febre amarela 10 dias antes de viajar. Além disso, também é importante usar repelente e evitar estar em áreas de contágio no fim da tarde quando os mosquitos saem para se alimentar.