PUBLICIDADE

Diabetes pode ser dividida em 5 subtipos, sugerem cientistas

Estudiosos da Suécia e Finlândia sugerem nova forma de classificar a doença

Você já ouviu falar em diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2, certo? Mas e se te contássemos que há uma teoria de que existem cinco subtipos da doença?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Essa é a classificação sugerida por um grupo de pesquisadores da Suécia e Finlândia e foi desenvolvida reunindo dados de 15 mil pacientes coletados em cinco grandes estudos nestes países e publicada na revista científica The Lancet Diabetes e Endocrinologia.

Conheça os novos subtipos de diabetes

Para os cientistas, existem 5 grandes grupos, três mais severos e dois mais amenos. Um deles corresponde à já classificada diabetes tipo 1. Enquanto os outros são subdivisões da diabetes tipo 2. Veja abaixo:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1. Pessoas com diabetes auto-imune severa, que aparece quando essas pessoas são jovens. É um ataque do sistema imunológico que as impede de produzir insulina (ou seja, o diabetes tipo 1).

2. Pessoas jovens com uma severa deficiência de insulina, que se parecem inicialmente com o grupo 1 (peso saudável e jovens), mas a não-produção de insulina não está ligada ao sistema imunológico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3. Pessoas com uma severa resistência à insulina, acima do peso e que produzem o hormônio, mas o corpo não responde tão bem a ele.

4. Casos de diabetes mais amenos que estão ligados ao excesso de peso, ou seja, ocorre em pessoas com sobrepeso, mas cujo metabolismo é mais próximo do normal do que as pessoas do grupo 3.

5. Casos amenos de diabetes mais relacionados à idade do paciente, que desenvolvem os sintomas quando estão bem mais velhos e de forma menos severa.

Consequência desta nova divisão

A ideia dos especialistas, sugerindo esta nova classificação, é melhorar não só o diagnóstico dos pacientes, como também as orientações de tratamento.

Este é o primeiro passo para tratamentos mais focados para o diabetes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)