Afta

Visão Geral

O que é Afta?

Afta é uma ferida e dolorosa na boca, que costumam ser brancas ou amareladas, rodeadas por uma área vermelha brilhante, e surgem geralmente na língua e nas paredes internas da boca.

Causas

Aftas são formas comuns de úlcera bocal, que costumam surgir em pessoas com baixa imunidade, seja ela causada por alguma doença específica ou por uso de medicamentos. Veja algumas dessas causas:

  • HIV/Aids: O vírus do HIV, que pode levar à Aids, ataca diretamente o sistema imunológico. Pessoas infectadas com esse vírus são mais propensas ao surgimento de aftas e elas costumam ser um dos primeiros sinais de ação do HIV no organismo
  • Câncer: a imunidade também abaixa quando o paciente tem câncer, principalmente por causa do tratamento realizado com radioterapia e quimioterapia
  • Diabetes: diabéticos não tratados ou com a doença mal controlada, a saliva costuma apresentar grandes quantidades de açúcar, que encoraja o crescimento do fungo
  • Infecções vaginais: o mesmo fungo causador da afta é o responsável por algumas infecções vaginais também. Apesar de não ser muito perigosa, esse tipo de infecção costumar causar mais problemas a mulheres grávidas, pois a doença pode ser transmitida ao bebê durante o parto.

Outros fatores podem desencadear no surgimento de aftas:

  • Estresse emocional
  • Deficiência de ferro, vitamina B12 e ácido fólico na dieta
  • Período menstrual
  • Mudanças hormonais
  • Alergias a alimentos.

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode desenvolver aftas, mas alguns fatores podem contribuir para o surgimento dessas feridas. Veja:

  • Idade: bebês e crianças pequenas costumam apresentar afta com mais frequência do que pessoas mais velhas
  • Imunidade baixa: algumas doenças ou medicamentos podem comprometer o sistema imunológico e, assim, facilitar a ação do fungo que provoca aftas
  • Próteses bucais: pessoas que usam dentaduras tendem a apresentar mais aftas também
  • Problemas de saúde: outras complicações podem ajudar no surgimento de aftas, como diabetes e anemia
  • Medicamentos: o uso de determinados tipos de medicamentos podem comprometer a imunidade e contribuir para o aparecimento de aftas na boca, como alguns antibióticos e corticosteroides
  • Câncer: o tratamento da maioria dos tipos de câncer costuma ser bastante invasivo. Métodos como quimioterapia e radioterapia costumam comprometer a imunidade também
  • Boca seca: doenças como xerostomia deixam a boca anormalmente seca, o que ajuda na proliferação do fungo causador da afta
  • Fumo: o consumo de cigarro também pode provocar afta
  • Histórico familiar: aftas também podem ser hereditárias.

Sintomas

Sintomas de Afta

Em um primeiro momento, você pode nem reparar que está com afta. Mas, em alguns casos, dependendo da causa, os sintomas podem aparecer de repente e persistir por muito tempo. Confira os mais comuns:

  • Pequenas feridas abertas presentes no interior da boca, brancas ou amareladas, com contorno vermelho brilhante. Costumam estar mais presentes na língua e nas paredes da boca
  • Dor
  • Leve sangramento em casa de lesão na região da afta
  • Vermelhidão e ressecamento da região lateral da boca
  • Perda do paladar.

Sintomas menos comuns incluem:

  • Febre
  • Indisposição
  • Inchaço nos linfonodos.

Em casos mais graves, as lesões podem se espalhar pelo esôfago, causando dificuldade para engolir e a sensação de comida presa na garganta.

Bebês com aftas costumam sentir muita irritação e incômodo ao serem alimentados. Além disso, eles podem passar a infecção para a mãe durante a amamentação. Mulheres com lesões nos seios após amamentar os filhos podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Vermelhidão e sensibilidade extrema nos mamilos
  • Região ao redor do mamilo mais brilhante e ressecada
  • Dor na região dos mamilos
  • Dor nos seios

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Na consulta, descreva todos os sintomas. O médico examinará sua boca e fará algumas perguntas. Confira exemplos:

  • Você tomou antibióticos recentemente para tratar de alguma infecção?
  • Você tem algum problema de saúde crônico?
  • Quais medicamentos você está tomando ou tomou recentemente?.

Diagnóstico de Afta

Se as lesões se restringirem à boca, um exame físico poderá ser suficiente para realizar o diagnóstico. Às vezes, o médico pode querer examinar uma amostra por microscópio para confirmar.

Para saber se algum problema mais grave está causando as aftas, o médico solicitará alguns exames de sangue para identificar as causas.

Agora, se as lesões se espalharem pelo esôfago, o paciente deverá prosseguir à realização de um ou mais exames, como:

  • Cultura de células: o médico esfrega e retira uma amostra da parte de trás da garganta, que segue para posterior avaliação. Nela, o especialista poderá identificar qual o agente causador da infecção
  • Endoscopia: utilizando um endoscópio, o médico examinará o esôfago, estômago e a parte de cima do intestino delgado para diagnosticar o que causou a afta tão severa.

Na consulta médica

Após o diagnóstico de afta, você pode querer tirar algumas dúvidas com o médico, a fim de saber mais sobre a doença. Segue alguns exemplos de perguntas que podem ser feitas ao médico:

  • O que devo fazer em casa para ajudar no tratamento afta?
  • Aftas são cancerígenas?
  • Minhas aftas podem indicar algum problema mais grave?
  • Quanto tempo deve demorar para as aftas desaparecerem?
  • Preciso seguir alguma dieta específica para ajudar no tratamento?.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Afta

Normalmente, não é necessário tratamento. Na maioria dos casos, a afta desaparece sozinha.

O foco principal do tratamento de aftas, quando necessário, é impedir que o agente causador se espalhe, mas continua dependendo muito da idade, condições de saúde e das causas da infecção.

O remédio caseiro mais fácil é uma solução de 50% de água oxigenada e 50% de água. Use um cotonete para aplicar a mistura diretamente na afta. Em seguida, coloque uma pequena quantidade de leite de magnésia na afta, de três a quatro vezes por dia. Isso acalma e pode ajudar a curar a afta.

Para crianças e suas mães que também estejam com a infecção na região dos seios, o médico (no caso, um pediatra) poderá receitar medicamentos antifúngicos: um para o bebê e outro para a mãe.

Já no caso de crianças e também de adultos saudáveis, o melhor tratamento é o consumo de iogurte sem açúcar, que, apesar de não acabar com o fungo, ajudam a restaurar a quantidade normal – e saudável – de bactérias presentes na boca. Caso a infecção persista, o médico receitará um medicamento antifúngico.

O tratamento para adultos com imunidade baixa também pode ser feito via antifúngicos, mas eles podem simplesmente parar de fazer efeito. Isso acontece principalmente em casos de pacientes no último estágio da ação do vírus do HIV, em que o fungo causador da afta torna-se resistente à ação do medicamento. Nesses casos, o médico poderá receitar anfotericina B para exterminar de vez o fungo da boca do paciente.

Fique sabendo: alguns medicamentos antifúngicos podem causar danos ao fígado. Por isso, o médico poderá pedir exames de sangue para monitorar o estado do fígado do paciente, principalmente se o tratamento for de longa duração e se o paciente em questão tiver histórico de problemas no fígado.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

As aftas normalmente desaparecem sozinhas. Em geral, a dor diminui em poucos dias. Os outros sintomas desaparecem entre 10 e 14 dias. O tratamento também costuma ser bem-sucedido.

  • Evite comer alimentos apimentados nem muito condimentados, pois causam dor
  • Enxaguantes bucais vendidos sem receita ou água com sal podem ajudar, além da boa higiene bocal
  • Existem remédios de venda livre que acalmam a área dolorosa. Esses remédios são aplicados diretamente na área lesionada da boca.

Complicações possíveis

Aftas podem voltar mesmo depois de tratadas. Mas para algumas pessoas, em especial aquelas com sistema imunológico comprometido, as aftas podem desenvolver para complicações mais graves:

  • Espalhamento de aftas pelo corpo, incluindo o trato digestório, pulmão e fígado
  • Agravamento dos sintomas na boca e no esôfago, provocando dor e dificultando a ingestão de alimentos.

Prevenção

Prevenção

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a afta. Confira:

  • Enxague sempre a boca
  • Mantenha uma higiene bocal saudável
  • Consuma iogurtes que contenham lactobacilos vivos
  • Trate eventuais infecções vaginais causadas por fungos
  • Vá ao dentista regularmente
  • Cuidado com a alimentação
  • Evite o consumo exacerbado de açúcar.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não