Angioedema

Visão Geral

O que é Angioedema?

O angioedema é um inchaço, similar à urticária, mas que ocorre sob a pele e não na superfície. A urticária é geralmente chamada de vergão. Ela é um inchaço na superfície da pele. Também é possível apresentar angioedema sem ter urticária.

Consulte também: Angioedema hereditário

Sinônimos

Edema angioneurótico, Edema de Quincke, urticária gigante, vergão

Causas

O angioedema pode ser causado por uma reação alérgica. Durante a reação, a histamina e outras substâncias químicas são liberadas na corrente sanguínea. O corpo libera histamina quando o sistema imunológico detecta uma substância estranha chamada de alérgeno.

Muitas vezes, a causa do angioedema nunca é descoberta.

Possíveis causadores de um angioedema:

  • Caspa de animais (escamas de pele que se soltam)
  • Exposição à água, luz do sol, frio ou calor
  • Alimentos (como frutas vermelhas, moluscos, peixe, frutas secas, ovos, leite e outros)
  • Picadas de insetos
  • Medicamentos (alergia a medicamentos), como antibióticos (penicilina e sulfa), drogas anti-inflamatórias não esteroides (AINEs) e medicamentos para pressão arterial (inibidores da ECA, enzima conversora da angiotensina)
  • Pólen

A urticária e o angioedema também podem ocorrer após infecções ou outras doenças (incluindo doenças autoimunes como lúpus, leucemia e linfoma).

Existe uma forma de angioedema genético que apresenta diferentes desencadeadores, complicações e tratamentos. Ele é chamado de angioedema hereditário e não será discutido neste artigo.

Exames

O médico examinará sua pele e perguntará se você foi exposto a alguma substância irritante. Um exame físico pode revelar sons anormais (estridentes) quando você respira se a garganta tiver sido afetada.

Raramente o médico realiza exames de sangue ou testes de alergia.

Sintomas

Sintomas de Angioedema

O principal sintoma é um inchaço repentino sob a pele. Também é possível desenvolver vergões ou inchaços na superfície da pele.

O inchaço geralmente ocorre ao redor dos olhos e dos lábios. Ele também pode se manifestar nas mãos, pés e garganta. O inchaço pode formar uma linha ou ser mais distribuído.

Os vergões são dolorosos e podem causar coceira. Eles ficam pálidos e incham se estiverem irritados. O inchaço mais profundo de um angioedema também pode ser doloroso.

Outros sintomas podem incluir:

  • Cólica abdominal
  • Dificuldade para respirar
  • Olhos e boca inchados
  • Inchaço na conjuntiva ocular (quemose)

Buscando ajuda médica

Ligue para seu médico se:

  • O angioedema não responder ao tratamento
  • Ele for grave
  • Você nunca tiver apresentado um angioedema antes

Vá para o pronto-socorro ou ligue para o número de emergência local (como o 192) se você:

  • Apresentar sons respiratórios anormais (estridentes)
  • Tiver dificuldade para respirar
  • Desmaiar
  • Apresentar respiração dificultosa ou ruidosa

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Angioedema

Sintomas leves podem não precisar de tratamento. Sintomas de moderados a graves podem precisar de tratamento. A dificuldade para respirar é uma situação de emergência.

Compressas geladas ou úmidas podem ajudar a aliviar a dor.

Medicamentos usados para tratar do angioedema incluem:

  • Antihistamínicos
  • Remédios anti-inflamatórios (corticosteroides)
  • Epinefrina
  • Ranitidina (Zantac)
  • Terbutalina (um broncodilatador)

Se a pessoa apresentar problemas para respirar, procure ajuda médica imediatamente.

Consulte: Dificuldades respiratórias - primeiros socorros

No hospital, talvez seja necessário inserir um tubo na garganta para manter as vias respiratórias abertas.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

O angioedema que não afeta a respiração pode ser desconfortável, mas geralmente é inofensivo e desaparece em alguns dias.

Complicações possíveis

  • Reação anafilática
  • Bloqueio das vias respiratórias com risco de morte (se o inchaço ocorrer na garganta)

Prevenção

Prevenção

Para evitar que o angioedema retorne:

  • Evite irritar a área afetada.
  • Fique longe de alérgenos conhecidos.

Nunca tome medicamentos que não foram receitados para você.

Fontes e referências

  • Dreskin SC. Urticaria and angioedema. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier;2007:chap 273.
  • Temiño VM, Peebles RS Jr. The spectrum and treatment of angioedema. Am J Med. 2008;121:282-286.
  • Wasserman SI. Approach to the person with allergic or immunologic disease. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier;2007:chap 270.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não