Bronquiolite

Visão Geral

O que é Bronquiolite?

Bronquiolite é uma infecção infantil comum, em que ocorre o inchaço e acúmulo de muco nos bronquíolos, que são passagens menores de ar presentes nos pulmões.

Causas

A bronquiolite ocorre quase sempre quando um vírus infecta os bronquíolos, que são as menores das vias aéreas, ramificadas a partir dos brônquios – os principais tubos de respiração dos pulmões. Bronquiolite pode, eventualmente, também ser causada por infecção bacteriana, mas é raro. A infecção viral faz com que os bronquíolos inchem e fiquem inflamados. O muco fica acumulado nos bronquíolos, o que dificulta o fluxo do ar para dentro e para fora dos pulmões.

A maioria dos casos de bronquiolite são causadas pelo vírus sincicial respiratório (RSV, na sigla em inglês). Este é um vírus comum que costuma infectar crianças até os dois anos de idade, principalmente durante as estações frias do ano – com pico maior durante o inverno. Mas a bronquiolite também pode ser causada por outros vírus, incluindo aqueles que causam a gripe ou o resfriado comum.

A bronquiolite é uma doença contagiosa. Uma criança contrai o vírus causador da mesma forma que contrairia o vírus do resfriado e da gripe – no ar, geralmente após uma pessoa doente tossir, espirrar ou falar. Também é possível contrair bronquiolite por meio de objetos compartilhados, tais como utensílios de cozinha, toalhas ou brinquedos.

Fatores de risco

O principal fator de risco para a bronquiolite é a idade. A doença só atinge crianças até os dois anos de idade, mas quanto mais jovem a pessoa for, mais riscos ela tem de contrair a doença. Isso porque o aparelho respiratório de crianças muito pequenas ainda não está totalmente desenvolvido, bem como o sistema imunológico. Por isso, bebês prematuros e crianças menores de um ano possuem os maiores riscos de contrair bronquiolite.

Outros fatores de risco para a doença incluem:

  • Falta de amamentação
  • Nascimento prematuro
  • Alguma condição subjacente no coração ou nos pulmões
  • Sistema imunológico enfraquecido ou ainda não totalmente desenvolvido
  • Exposição à fumaça do cigarro
  • Entrar em contato com várias crianças, como no caso de crechesFrequentar ambientes fechados e muito cheios

Sintomas

Sintomas de Bronquiolite

A intensidade dos sintomas típicos da bronquiolite costumam variar de criança para criança. Algumas podem apresentar poucos sintomas ou sintomas mais leves em comparação a outras.

A bronquiolite começa como uma leve infecção respiratória. Depois de dois a três dias, a criança desenvolve ainda mais problemas respiratórios, incluindo chiado no peito e tosse.

Os sintomas mais comuns são:

  • Cianose, caracterizada pela pele azulada devido à falta de oxigênio
  • Dificuldade para respirar, incluindo chiado no peito e falta de ar
  • Tosse
  • Fadiga
  • Febre
  • Retrações intercostais, em que os músculos ao redor das costelas afundam à medida em que a criança tenta respirar
  • Respiração rápida (taquipneia)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Se você notar que seu filho ou filho está com problemas para comer e que a respiração está mais rápida ou difícil, entre em contato com um especialista – principalmente se a criança tem menos de um ano de idade ou apresenta fatores de risco para a bronquiolite.

Os seguintes sinais e sintomas são motivos para procurar ajuda médica imediata:

  • Vômitos
  • Respiração rápida - mais de 60 inspirações e expirações por minuto
  • Pele azulada, especialmente nos lábios e unhas
  • Letargia

Atenção para os outros sintomas da bronquiolite também. Procure um médico se houver suspeita da doença.

Na consulta médica

Observe com atenção os sintomas de seu filho e leve-os ao médico. Tire todas as suas dúvidas sobre as possíveis causas e pergunte sobre os meios de tratamento existentes. Esteja preparado também para responder às perguntas que o médico poderá lhe fazer, como essas:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Os sintomas têm sido ocasionais ou contínuos?
  • Qual a intensidade dos sintomas de seu filho?
  • Você tomou alguma medida para aliviar os sintomas de seu filho? E funcionou?

Diagnóstico de Bronquiolite

Testes e raios-X geralmente não são necessários para diagnosticar bronquiolite. O médico normalmente pode identificar o problema por meio da simples observação dos sintomas e de um exame físico. Pode ser que demore mais do que uma consulta para que o diagnóstico possa ser feito com precisão, principalmente porque os sintomas de bronquiolite costumam ser facilmente confundidos com os da gripe ou do resfriado.

Se seu filho está em maior risco de bronquiolite severa, se os sintomas estão piorando ou se houver suspeita de que outro problema esteja causando os sintomas, o médico poderá solicitar alguns exames para eliminar possíveis outras causas, a exemplo de:

  • RaioX da região torácica
  • Teste de uma amostra de muco extraído
  • Exame de sangue

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Bronquiolite

A grande maioria dos casos de bronquiolite pode ser tratada em casa. Faça uso de medicamentos devidamente orientados pelo médico para melhorar a congestão nasal de seu filho e certifique-se de que ele está tomando líquido o suficiente. Leite materno e fórmulas infantis são adequados para crianças menores de um ano de idade.

Como bronquiolite é quase sempre causada por uma infecção viral, antibióticos - que são utilizadas para o tratamento de infecções causadas por bactérias - não são eficazes nesses casos. Se o seu filho tem uma infecção bacteriana associada à bronquiolite, como a pneumonia, por exemplo, o médico poderá prescrever um antibiótico específico.

Medicamentos para Bronquiolite

Os medicamentos mais usados para o tratamento de bronquiolite são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

As complicações da bronquiolite podem incluir:

  • Cianose, uma condição na qual a pele parece azulada ou cinzenta, especialmente os lábios, causada pela falta de oxigênio
  • Nas crianças mais jovens, bronquiolite aguda às vezes pode causar longas pausas na respiração (apneia)
  • Desidratação
  • Fadiga e insuficiência respiratória, que pode requerer internação hospitalar
  • Outras infecções respiratórias mais graves, como pneumonia

Expectativas

Geralmente, os sintomas da bronquiolite melhoram em uma semana. A dificuldade para respirar normalmente melhora no terceiro dia.

Prevenção

Prevenção

A maioria dos casos de bronquiolite não são fáceis de evitar porque os vírus que causam a doença são comuns no meio ambiente. Lavagem cuidadosa das mãos, especialmente antes de cuidar de bebês, pode ajudar a prevenir a disseminação dos vírus.

Membros da família com infecção respiratória devem ser especialmente cuidadosos ao redor dos bebês. Lave as mãos com frequência, especialmente antes de lidar com a criança.

Fontes e referências

  • Revisado por: Adalberto Rubin, pneumologista – CRM: 15842
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não