Câncer de endométrio

Visão Geral

O que é Câncer de endométrio?

Endométrio é o tecido (membrana) que reveste a parede interna do útero. O Câncer de endométrio é o que se inicia neste local e é bastante comum, principalmente em mulheres com mais de 60 anos.

Normalmente o câncer de endométrio é detectado rapidamente pois causa um sangramento vaginal anormal, fazendo com que as mulheres procurem os seus médicos para verificar a origem do problema.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de endométrio é o sexto tipo mais comum de câncer em mulheres no mundo.

Tipos

Há diversos subtipos de câncer de endométrio, sendo que o mais comum é o carcinoma endometrioide. Ele apresenta um resultado de tratamento mais favorável por ser diagnosticado normalmente em estágio inicial, isso porque ele causa sangramento uterino anormal.

Causas

Em mulheres que menstruam, o endométrio engrossa a cada mês, em preparação para a gravidez. Se a mulher não engravida, o revestimento endometrial é derramado durante o período menstrual. Após a menopausa, quando os períodos menstruais param, o revestimento endometrial normalmente deixa de crescer, mas em mulheres com câncer de endométrio, o revestimento do útero se desenvolve com células anormais.

A exata causa e origem do problema ainda é desconhecida. O que se sabe é que há uma mutação genética no interior das células no endométrio que transforma as células saudáveis normais em células anormais. Essas células anormais se multiplicam descontroladamente formando uma massa (tumor). As células cancerosas invadem os tecidos adjacentes, o que pode fazer com que elas se espalhem para outras partes do corpo (metástase).

Fatores de risco

O principal fator de risco para o câncer de endométrio é a exposição a longo prazo ao estrogênio, produzido pelo próprio organismo ou recebido em forma de terapia hormonal. Outros fatores incluem:

  • Menstruação precoce
  • Menopausa tardia
  • Nunca ter engravidado
  • Idade avançada
  • Diabetes
  • Sedentarismo
  • Alcoolismo
  • Hipertensão
  • Estar fazendo ou ter feito terapia hormonal para câncer de mama
  • Histórico de câncer na região do útero na família.

Mulheres com obesidade também são mais propensas a desenvolver carcinoma endometrial. Uma explicação para esse fator é que elas apresentam elevados níveis de estrogênio endógeno, devido à produção hormonal acontecer no tecido gorduroso.

Sintomas

Sintomas de Câncer de endométrio

Muitas mulheres não apresentam nenhum sintoma e acabam descobrindo o câncer em um exame de rotina. Quando apresenta-se algum sintoma, este é o sangramento anormal. Em mulheres na menopausa, qualquer tipo de sangramento, por menor que seja, é considerado anormal. Além destes, outros possíveis sintomas são:

  • Sangramento vaginal entre as menstruações
  • Secreção aquosa ou com sangue muito claro
  • Dor pélvica
  • Dor durante a relação sexual.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Ao aparecimento dos sintomas, principalmente se a mulher estiver no grupo de risco para o desenvolvimento do câncer de endométrio, ela deve procurar um médico para investigar a causa.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar câncer de endométrio são:

  • Ginecologista
  • Oncologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos, vitaminas ou suplementos que tome com regularidade
  • Se possível, leve um acompanhante.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Como é o seu sangramento vaginal (ou corrimento) anormal?
  • Com qual frequência este sintoma acontece?
  • Você já teve algum tipo de câncer?
  • Fez uso de algum medicamento para tratar os sintomas da menopausa?
  • Algum membro da família já teve câncer? Quem? Qual tipo?.

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes de sair do consultório.

Diagnóstico de Câncer de endométrio

Os procedimentos para diagnosticar o câncer de endométrio incluem:

  • Exame pélvico, em que o médico verifica o interior da vagina
  • Ultrassom transvaginal
  • Histeroscopia, que é quando o médico insere um aparelho através da vagina, que permite que ele visualize o seu interior e faça uma biópsia da área alterada.

Exames de acompanhamento

Depois que o câncer endometrial é diagnosticado, o próximo passo é determinar o seu estágio, que é baseado em quão profundamente o câncer invadiu a parede muscular do útero. Também se há sinais de que ele se espalhou para outros órgãos do corpo, para isso são realizados:

  • Exame físico
  • Ressonância magnética do abdômen e da pelve
  • Radiografia do tórax
  • Outros exames de imagem.

Estágios do câncer de endométrio

Os estágios do câncer de endométrio variam de fase I, quando o câncer invadiu apenas o revestimento do útero, até o estágio IV, que significa que ele se espalhou para órgãos distantes, como o fígado. Em geral, os cânceres em estágio mais baixo são menos complicados e exigem um tratamento menos agressivo que um câncer em estágio mais elevado.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Câncer de endométrio

O tratamento dependerá das características do câncer de endométrio e da saúde da mulher, assim como das suas preferências.

Faz parte do tratamento a cirurgia com remoção do útero (histerectomia) e retirada dos ovários e trompas. Um oncologista deve trabalhar em conjunto com o oncoginecologista para, a depender do estágio da doença, indicar os devidos tratamentos quimioterápicos.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Assim como na maioria dos casos de câncer, a maior complicação é ele se espalhar por grande parte do corpo do paciente, ocasionando a sua morte.

Expectativas

As expectativas para o câncer de endométrio descoberto em estágio inicial são muito boas, chegando a 90% de chance de neutralizar o problema.

Prevenção

Prevenção

A única forma de prevenir o câncer de endométrio é combatendo os fatores de risco, como a obesidade, mantendo uma vida saudável. Para isso:

  • Mantenha a pressão arterial e o diabetes sob controle, dentro dos níveis de normalidade
  • Tenha uma alimentação equilibrada e com menor quantidade de sódio
  • Pratique atividades físicas regularmente
  • Se fuma, deixe de fumar
  • Controle o consumo de álcool.

Fontes e referências

  • -Bárbara Murayama, ginecologista e especialista Minha Vida (CRM-SP 112527);Instituto Nacional do Câncer (INCA);Instituto Nacional Americano do Câncer;Clínica Mayo;Hospital A. C. Camargo.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não