Cardiopatia congênita

Visão Geral

O que é Cardiopatia congênita?

Doença cardíaca congênita é um problema com a estrutura e função do coração que está presente no nascimento.

Exames

A maioria dos defeitos cardíacos congênitos são descobertos durante um ultra-som da gravidez. Quando um defeito é descoberto, um cardiologista pediátrico, cirurgião e outros especialistas podem estar presentes na hora do parto. Ter um pronto atendimento médico no parto pode significar a diferença entre a vida e a morte para alguns bebês.

Quais exames são feitos no bebê dependem do defeito e dos sintomas.

Mais sobre Cardiopatia congênita

Doença cardíaca congênita (DCC) pode descrever uma série de diferentes problemas que afetam o coração. Este é o tipo mais comum de defeito de nascença. Doença cardíaca congênita causa mais mortes no primeiro ano de vida do que quaisquer outros defeitos congênitos.

Doença cardíaca congênita é frequentemente dividida em dois tipos: cianótica (cor da pele azul causada pela falta de oxigênio) e não-cianótica. As listas a seguir abrangem as doenças cardíacas congênitas mais comuns:

Cianótica:

  • Anomalia de Ebstein
  • Hipoplasia do coração esquerdo
  • Atresia pulmonar
  • Tetralogia de Fallot
  • Retorno venoso pulmonar anômalo total
  • Transposição dos grandes vasos
  • Atresia tricúspide
  • Truncus arteriosus

Não-cianóticas:

  • Estenose aórtica
  • Defeito do septo atrial (ASD)
  • Canal atrioventricular (Defeito do coxim endocárdico)
  • Coarctação da aorta
  • Persistência do canal arterial (PCA)
  • Estenose pulmonar
  • Defeitos do septo ventricular (VSD)

Esses problemas podem ocorrer isoladamente ou em conjunto. A maioria das crianças com doença cardiaca congênita não têm outros tipos de defeitos de nascença. No entanto, defeitos cardíacos podem ser parte de síndromes genéticas e cromossômicas. Algumas dessas síndromes podem ser transmitidas pelas famílias.

Exemplos incluem:

Muitas vezes, nenhuma causa para a doença cardíaca pode ser encontrada. Doenças cardíacas congênitas continuam a ser investigadas e pesquisadas. Drogas tais como o ácido retinóico para a acne, produtos químicos, álcool e infecções (tais como a rubéola) durante a gravidez podem contribuir para alguns problemas cardíacos congênitos.

Açúcar no sangue mal controlado em mulheres que têm diabetes durante a gravidez também tem sido associada a uma alta taxa de defeitos cardíacos congênitos.

Sintomas

Sintomas de Cardiopatia congênita

Os sintomas dependem da condição. Embora a doença cardíaca congênita esteja presente no nascimento, os sintomas podem não aparecer imediatamente.

Defeitos como coarctação da aorta podem não causar problemas por muitos anos. Outros problemas, tais como um defeitos do septo ventricular pequeno (VSD), podem nunca causar nenhumm problema Algumas pessoas com VSD têm um nível de atividade e tempo de vida normal.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Cardiopatia congênita

Qual tratamento será utilizado e como o bebê responderá ao mesmo, depende da condição. Muitos defeitos precisam ser acompanhados cuidadosamente. Alguns vão curar com o tempo, enquanto outros precisam ser tratados.

Algumas doenças cardíacas congênitas podem ser tratadas com medicação apenas. Outras precisam ser tratadas com uma ou mais cirurgias cardíacas.

Prevenção

Prevenção

Mulheres que estão esperando devem receber bom pré-natal:

  • Evitar álcool e drogas ilegais durante a gravidez.
  • Informe o seu médico que está grávida antes de tomar qualquer medicamento novo.
  • Faça um exame de sangue no início da sua gravidez para ver se você está imune à rubéola. Se você não é imune, evitar qualquer possível exposição à rubéola e tome a vacina logo após o parto.
  • As mulheres grávidas que têm diabetes devem tentar fazer um bom controle dos seus níveis de açúcar no sangue.

Determinados genes podem desempenhar um papel na doença cardíaca congênita. Muitos membros da família podem ser afetados. Converse com seu médico sobre a triagem genética se você tem um histórico familiar de doença cardíaca congênita.

Fontes e referências

  • Webb GD, Smallhorn JF, Therrien J, Redington AN. Congenital heart disease. In: Bonow RO, Man DL, Zipes DP, Libby P, eds. Braunwald''s Heart Disease: A Textbook of Cardiovascular Medicine., 9th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2011:chap 65.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não