Edema

Visão Geral

O que é Edema?

Edema é o inchaço causado pelo excesso de líquidos nos tecidos do corpo. Apesar do edema poder afetar qualquer parte do corpo, ele é mais comumente notado nas mãos, braços, pés, tornozelos e pernas. O edema pode surgir por causa de medicações, dietas ricas em sal, falta de atividade física, muito tempo na mesma posição, gravidez e doenças como insuficiência cardíaca, doença renal ou cirrose do fígado.

Causas

O edema ocorre quando os finos vasos sanguíneos do corpo vazam fluídos. Esses fluídos ficam acumulados nos tecidos ao redor desta área, levando ao inchaço.

Drenagem linfática: massagem na barriga elimina inchaço

Casos de edema leve podem ser resultados de:

  • Comer alimentos muito salgados
  • Ficar muito tempo na mesma posição, seja em pé ou sentado
  • Falta de atividade física
  • Gravidez
  • Sintoma de tensão pré-menstrual (TPM).

O edema também pode ser causado por medicamentos como:

  • Drogas para pressão
  • Anti-inflamatórios
  • Medicamentos esteroides
  • Estrogênios
  • Medicamentos para diabetes como tiazolidinedionas.

Dentre as causas do edema ainda estão algumas condições médicas como:

Fatores de risco

Dentre as condições que deixam a pessoa mais suscetível ao edema, ou inchaço, estão:

  • Ser gestante, pois o corpo da futura mãe precisa de mais líquido para manter o feto e a placenta, então o seu corpo retém mais água e sódio do que o usual
  • Tomar medicações para hipertensão
  • Fazer uso de drogas anti-inflamatórias, esteroides, estrogênios e certos medicamentos para diabetes como tiazolidinedionas
  • Ter doenças como hipertensão, insuficiência cardíaca e problemas nos rins
  • Ter feito cirurgias, pois elas, as vezes, obstruem um gânglio linfático, o que leva ao inchaço.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Se não tratado, o edema pode causar:

  • Dificuldade para caminhar
  • Dores e inchaços crescentes
  • Pele esticada, que pode se tornar desgastada e desconfortável
  • Rigidez
  • Risco crescente de infecções na área afetada
  • Cicatrizes
  • Diminuição da circulação sanguínea e da elasticidade de veias, vasos, artérias, juntas e músculos
  • Aumento do risco de úlceras de pele.

Prevenção

Prevenção

Tratar e prevenir os edemas, na maioria dos casos, se faz da mesma maneira. Algumas dicas são:

  • Diminua a quantidade de sal na comida e evite alimentos industrializados
  • Ao deitar, deixe a área afetada pelo inchaço mais elevada que a altura do coração
  • Beba bastante líquido
  • Massagens e drenagens podem ser beneficiais para diminuir alguns tipos de inchaço
  • Se o médico receitar, faça uso de diuréticos.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

É hora de marcar a consulta médica se há inchaço, pele esticada ou brilhante, ou se após ser pressionada a pele mantém uma “covinha”.

Procure um pronto socorro se, em conjunto com o edema, apresentar:

Isso porque estes sintomas podem caracterizar edema pulmonar, que requer um tratamento próprio e imediato.

Caso esteja passando muito tempo sentado ou em pé e as dores e inchaço nos pés e pernas não passam, contate o seu médico. Dores persistentes e inchaço também podem ser sintomas de problemas de circulação sanguínea, como trombose.

Na consulta médica

Se estiver tratando alguma condição médica, diferente do edema, com um profissional relate a ele esse sintoma. Se não está realizando nenhum tratamento no momento, procure um clínico geral para avaliar o que pode estar ocasionando o sintoma.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • O inchaço vai e volta ou é constante?
  • Você já teve edema antes?
  • O inchaço diminui depois de uma noite de sono?
  • Que tipos de comida você ingere normalmente? Qual a quantidade de sal nas suas refeições?
  • Você bebe álcool ou fuma?
  • Está urinando normalmente?
  • O inchaço está em vários lugares do corpo ou concentrado em apenas uma área?

Fontes e referências

  • Mayo Clinic
  • Healthline
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não