publicidade

O que é Fibrose cística?

A fibrose cística é uma doença hereditária que causa o acúmulo de muco denso e pegajoso nos pulmões, no trato digestivo e outras áreas do corpo. É uma das doenças pulmonares crônicas mais comuns em crianças e adultos jovens. Essa é uma doença que envolve risco de vida.

Consulte também:

  • Fibrose cística considerações nutricionais
  • Triagem de fibrose cística neonatal

Causas

A fibrose cística (FC) é causada por um gene defeituoso que faz com que o corpo produza um líquido anormalmente denso e pegajoso chamado muco. O muco se acumula nas passagens respiratórias dos pulmões e no pâncreas, órgão que ajuda a decompor e absorver o alimento.

Essa coleta de muco pegajoso resulta em infecções pulmonares que colocam a vida em risco, além de problemas digestivos graves. A doença também pode afetar as glândulas sudoríparas e o sistema reprodutivo masculino.

Milhões de americanos têm o gene FC defeituoso, mas não têm nenhum sintoma. Este é o motivo pelo qual uma pessoa com FC deve herdar dois genes FC defeituosos - um de cada progenitor. Estima-se que 1 a cada 29 americanos brancos tenham o gene FC. A doença é o distúrbio herdado fatal mais comum que afeta indivíduos brancos nos Estados Unidos. É mais comum entre aqueles que são descendentes de europeus nórdicos ou centrais.

A maioria das crianças com FC é diagnosticada até 2 anos de idade. Um número menor, no entanto, não é diagnosticado até os 18 anos ou mais. Esses pacientes geralmente têm uma forma mais branda da doença.

Exames

Um teste de sangue está disponível para ajudar a detectar a FC. O teste procura por variações em um gene conhecido que causa a doença. Outros testes usados para diagnosticar a FC incluem:

  • O teste de tripsinogênio imunorreativo (TIR) é um teste padrão de triagem em recémnascidos para FC. Um alto nível de TIR sugere possível FC e requer mais testes.
  • O teste de cloro no suor é o teste de diagnóstico padrão para FC. Um alto nível de sal no suor do paciente é sinal da doença.

Outros testes que identificam problemas que podem estar relacionados à fibrose cística incluem:

  • Raio X ou tomografia computadorizada do tórax
  • Teste de gordura nas fezes
  • Testes de funcionamento dos pulmões
  • Medição da função pancreática
  • Teste de estimulação da secretina
  • Tripsina e quimotripsina nas fezes
  • Série do trato gastrointestinal superior (GI) e do intestino delgado

Sintomas de Fibrose cística

Os sintomas em recém-nascidos podem incluir:

  • Crescimento retardado
  • Dificuldade para ganhar peso normalmente durante a infância
  • Nenhuma evacuação nas primeiras 24 a 48 horas de vida
  • Pele salgada

Os sintomas relacionados ao funcionamento do intestino podem incluir:

  • Dor no abdome devido à constipação grave
  • Aumento de gases, inchaço ou abdome que parece inchado (dilatado)
  • Náusea e perda de apetite
  • Fezes pálidas ou com cor de argila, odor fétido, têm muco ou flutuantes
  • Perda de peso

Os sintomas relativos aos pulmões e seios nasais podem incluir:

  • Tosse ou aumento de muco nos seios nasais ou pulmões
  • Fadiga
  • Congestão nasal causada por pólipos nasais
  • Febre
  • Aumento da tosse
  • Aumento na dificuldade para respirar
  • Perda de apetite
  • Aumento de escarro
  • Dor ou pressão no seio nasal causada por infecção ou pólipos

Os sintomas podem ser observados em idade mais avançadas:

  • Infertilidade (em homens)
  • Inflamação repetida do pâncreas (pancreatite)
  • Sintomas respiratórios

Buscando ajuda médica

Ligue para o seu médico se o bebê ou a criança tiver sintomas de fibrose cística.

Ligue para o seu médico se uma pessoa com fibrose cística desenvolver sintomas novos ou se os sintomas piorarem, especialmente dificuldade respiratória grave ou expectoração de sangue.

Ligue para o seu médico se você ou seu filho tiver:

  • Febre, aumento de tosse, alterações na saliva ou sangue na saliva, perda de apetite ou outros sinais de pneumonia
  • Aumento na perda de peso
  • Evacuações mais frequentes ou fezes com odor fétido, ou tiver mais muco
  • Abdome inchado ou aumento no intumescimento

Tratamento de Fibrose cística

Um diagnóstico precoce de FC e um plano de tratamento abrangente podem melhorar a sobrevivência e a qualidade de vida. O acompanhamento e monitoramento são muito importantes. Se possível, os pacientes devem ser atendidos em uma clínica especializada em fibrose cística, que pode ser encontrada em muitas comunidades. Quando as crianças atingirem a idade adulta, elas devem ser transferidas para um centro especializado em fibrose cística para adultos.

O tratamento para problemas pulmonares inclui:

  • Antibióticos para prevenir e tratar de infecções nos pulmões e nos seios nasais. Eles podem ser tomados por via oral ou aplicados nas veias, ou por tratamentos respiratórios. As pessoas com fibrose cística podem tomar antibióticos somente quando necessário ou o tempo todo. As doses geralmente são maiores do que o normal.
  • Medicamentos inalados para ajudar a abrir as vias respiratórias
  • Terapia de substituição de enzima DNase para afinar o muco e facilitar a expectoração
  • Alta concentração de soluções salinas (salina hipertônica)
  • Vacina contra influenza e vacina antipneumocócica polissacarídica (PPV) anualmente (pergunte a seu médico)
  • O transplante de pulmão é uma opção em alguns casos
  • A oxigenoterapia pode ser necessária à medida que a doença pulmonar piora

Problemas pulmonares também são tratados com exercícios aeróbicos ou outras terapias para afinar o muco e facilitar a expectoração. Isso inclui coletes vibratórios, percussão torácica, acappella ou dispositivo TheraPEP.

Tratamento de problemas intestinais e nutricionais (consulte: Fibrose cística - considerações nutricionais) podem incluir:

  • Uma dieta especial rica em proteínas e calorias para crianças maiores e adultos (consulte: Considerações nutricionais da fibrose cística)
  • Enzimas pancreáticas para ajudar a absorver gorduras e proteína
  • Suplementos vitamínicos, especialmente vitaminas A, D, E e K
  • Seu médico pode sugerir outros tratamentos se você tiver fezes muito duras

Cuidados e monitoramento em casa devem incluir:

  • Evitar o fumo, a poeira, a sujeira, as fumaças, os produtos químicos domésticos, a fumaça de lareira e o mofo ou bolor
  • Limpar ou retirar muco ou secreções das vias respiratórias. Isso deve ser feito de uma a quatro vezes por dia. Pacientes, familiares e profissionais de saúde devem aprender sobre como fazer percussão torácica e drenagem postural para ajudar a manter as vias respiratórias limpas
  • Beber líquidos em abundância. Isso é especialmente correto para bebês, crianças, em clima quente, quando houver diarreia ou fezes soltas, ou durante atividade física adicional
  • Exercícios duas ou três vezes por semana. Natação, corrida e ciclismo são boas opções.

PUBLICIDADE

Expectativas

A maioria das crianças com fibrose cística são razoavelmente saudáveis até atingirem a idade adulta. Elas podem participar da maioria das atividades e devem frequentar a escola. Muitos adultos jovens com fibrose cística terminam a faculdade ou encontram emprego.

A doença pulmonar piora ao ponto de a pessoa ficar incapacitada. Hoje, a expectativa de vida média para pessoas com FC que vivem até a idade adulta é de aproximadamente 37 anos; houve um aumento surpreendente nas últimas três décadas.

O óbito é geralmente causado por complicações pulmonares.

Complicações possíveis

A complicação mais comum é a infecção respiratória crônica.

Prevenção

Não existe nenhuma maneira de prevenir a fibrose cística. A triagem das pessoas com histórico familiar da doença pode detectar o gene da fibrose cística em 60 a 90% dos portadores, dependendo do teste usado.

Fontes e referências:

  • Flume PA, Mogayzel PJ Jr, Robinson KA, Rosenblatt RL, Quittell L, Marshall BC; Clinical Practice Guidelines for Pulmonary Therapies Committee; Cystic Fibrosis Foundation Pulmonary Therapies Committee. Cystic fibrosis pulmonary guidelines: pulmonary complications: hemoptysis and pneumothorax. Am J Respir Crit Care Med. 2010 Aug 1;182(3):298-306.

  • Farrell PM, Rosenstein BJ, White TB, et al. Guidelines for diagnosis of cystic fibrosis in newborns through older adults: Cystic fibrosis consensus report. Journal of Pediatrics. Aug 2008;153(2).

  • Stallings VA, Stark LF, Robinson KA, Feranchak AP, Quinton H. Evidence-based practice recommendations for nutrition-related management of children and adults with cystic fibrosis and pancreatic insufficiency: Results of a systematic review. Journal of the American Dietetic Association. May 2008;108(5).

  • Mogayzel PJ Jr, Flume PA. Update in cystic fibrosis 2009. Am J Respir Crit Care Med. 2010 Mar 15;181(6):539-44.

  • Borowitz D, Robinson KA, Rosenfeld M, et al. Cystic Fibrosis Foundation evidence-based guidelines for management of infants with cystic fibrosis. J Pediatr. 2009 Dec;155(6 Suppl):S73-93.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais sobre Fibrose cística

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X