Gota

Visão Geral

O que é Gota?

Gota é um tipo de artrite que ocorre quando o ácido úrico se acumula no sangue e causa inflamação nas articulações. A gota também pode ser chamada de Doença dos Reis.

Tipos

Há dois tipos diferentes de gota:

  • Gota aguda: é uma doença dolorosa que normalmente afeta uma articulação
  • Gota crônica: consiste em episódios repetidos de dor e inflamação que podem envolver mais de uma articulação.

Causas

A gota é causada pela presença de níveis mais altos do que o normal de ácido úrico na corrente sanguínea. Isso pode ocorrer se o corpo produzir ácido úrico em excesso ou se o tiver dificuldade de eliminar o ácido úrico produzido.

Quando essa substância se acumula no líquido ao redor das articulações (líquido sinovial), são formados cristais de ácido úrico. Esses cristais causam inchaço e inflamação nas articulações. A causa exata da gota, no entanto, é desconhecida.

Há registros dessa doença desde muitos séculos antes de Cristo, época em que era conhecida como “enfermidade dos patrícios”. Houve uma epidemia de gota na Roma Antiga e Inglaterra Vitoriana entre os séculos XVII e XIX, que durou aproximadamente 200 anos. Acredita-se que a intoxicação pelo chumbo, presente nos alimentos e no vinho, tenha sido a causa da epidemia de gota que se disseminou entre os habitantes. Isso se deve porque o excesso de chumbo interfere na excreção de ácido úrico pelos rins.

Como na época a gota estava muito relacionada à alimentação farta e não havia medicamentos que reduzissem as quantidades de ácido úrico no organismo, há registros de gota em grandes nomes da História - como Alexandre, o Grande, Henrique VIII, Carlos Magno, Voltaire, Leonardo Da Vinci, Charles Darwin e Isaac Newton. Também por isso que a gota foi, durante muitos anos, associada ao pecado capital da gula.

Fatores de risco

  • Histórico familiar, uma vez que a doença pode ser genética
  • Sexo: gota é mais comum em homens
  • Mulheres após a menopausa
  • Ingestão excessiva de álcool
  • Uso de determinados medicamentos diuréticos
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Colesterol alto
  • Altos níveis de gordura corporal
  • Arteriosclerose.

Sintomas

Sintomas de Gota

Os sinais de gota são quase sempre agudos, podendo ocorrer de repente, principalmente à noite, e sem nenhum aviso. Entre eles estão:

  • Dor intensa nas articulações dos pés, tornozelos, joelhos, mãos e pulsos. Essa dor é geralmente mais forte nas primeiras 12 a 24 horas
  • Após o pico de dor, deve restar um certo desconforto nas articulações, que pode durar alguns dias e, em alguns casos, até mesmo algumas semanas
  • Inflamações e vermelhidão na região das articulações afetadas, com presença de suor.

Depois do primeiro ataque de gota, as pessoas não apresentam sintomas. Metade dos pacientes sofre outro ataque.

Algumas pessoas podem desenvolver gota crônica. Aqueles que sofrem de artrite crônica desenvolvem lesões e perda de movimento das articulações. Nesses casos, o paciente apresenta dor nas articulações e outros sintomas a maior parte do tempo.

Outro sintoma de gota são os tofos, caroços sob a pele ao redor das articulações ou em outros lugares. Eles podem drenar material calcário. Geralmente, os tofos se desenvolvem em pacientes que convivem por muitos anos com a doença.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure a ajuda de um especialista se você:

  • Sentir dor repentina nas articulações
  • Apresentar febre
  • Sentir queimação na região de articulações

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar a gota são:

  • Clínico geral
  • Reumatologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Em quais partes do corpo você está sentido dor?
  • Quando os sintomas começaram?
  • Os sintomas são recorrentes ou contínuos?
  • Você tem algum parente com histórico de gota?
  • Você consome bebidas alcóolicas? Com que frequência e em quais quantidades?
  • Como é sua alimentação durante o dia?

Diagnóstico de Gota

O médico realizará um exame físico para analisar as articulações em que há dor e, depois, fará perguntas sobre o histórico médico do paciente e de sua família, a fim de encontrar vestígios de gota.

Em seguida, ele deverá pedir por alguns exames, como:

  • Análise de líquido sinovial (exame que revelará cristais de ácido úrico)
  • Exames para medir a quantidade de ácido úrico no sangue e na urina
  • Raio-X da articulação
  • Biópsia sinovial

Atenção: nem todas as pessoas com altos níveis de ácido úrico no sangue têm gota.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Gota

Os medicamentos devem ser tomados o mais rápido possível se você sofrer um ataque de gota súbito.

  • Use antiinflamatórios assim que aparecerem os sintomas da gota. Consulte o seu médico sobre a dose correta. Você talvez precisará de doses mais fortes por alguns dias
  • O médico poderá prescrever analgésicos fortes para as dores
  • O especialista poderá prescrever também alguns medicamentos que ajudem a reduzir a dor, o inchaço e a inflamação
  • Os corticoides também podem ser muito eficazes. O médico pode injetar esteroides na articulação inflamada para aliviar a dor
  • Em geral, a dor diminui dentro de 12 horas após o início do tratamento e desaparece completamente em 48 horas
  • O uso diário de alguns remédios também diminui os níveis de ácido úrico no sangue. O médico poderá prescrever esses medicamentos se o paciente tiver vários ataques durante o mesmo ano ou se os seus ataques forem muito graves, se o paciente tiver lesões nas articulações, tofos e cálculos renais de ácido úrico.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Algumas dietas e mudanças no estilo de vida ajudam a evitar ataques de gota e facilitam a eficácia do tratamento. Siga algumas dicas e tenha um bom prognóstico:

  • Evite álcool
  • Reduza a quantidade de alimentos ricos em purinas, principalmente anchovas, sardinhas, óleos, arenque, vísceras (fígado, rim e moelas), leguminosas (feijões e ervilha), caldos de carne, cogumelos, espinafre, aspargos, couve-flor e fermento ou levedura de cerveja
  • Limite a quantidade de carne ingerida em cada refeição
  • Evite comidas gordurosas, como molhos para saladas, sorvete e frituras
  • Coma uma quantidade suficiente de carboidratos
  • Se estiver de dieta, emagreça lentamente. A perda rápida de peso pode provocar a formação de cálculos renais de ácido úrico.

Complicações possíveis

Gota não tratada pode evoluir para complicações mais sérias, como:

Expectativas

O tratamento adequado dos ataques agudos de gota permite que as pessoas tenham uma vida normal. Entretanto, a forma aguda da doença pode progredir para gota crônica.

Prevenção

Prevenção

O distúrbio em si pode não ser prevenido, mas você pode evitar itens que desencadeiam os sintomas. Limite o consumo de álcool e de alimentos gordurosos, bem como de carnes e peixes, e beba muita água.

Fontes e referências

  • Sociedade Brasileira de Reumatologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não