Hipercalemia: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hipercalemia?

Sinônimos: excesso de potássio no sangue

A hipercalemia é uma condição caracterizada por níveis muito altos de potássio no sangue – geralmente acima de 5,5 mmol/L (mEq/L). Quando a concentração está cima de 6,5 mmol/L (mEq/L) o estado do paciente é considerado crítico.

PUBLICIDADE

Causas

A hipercalemia ocorre quando o nível de potássio na corrente sanguínea está acima do normal. Esse problema pode estar relacionado tanto a um aumento no nível de potássio no corpo do paciente quanto ao excesso de liberação de potássio das células para a corrente sanguínea.

O potássio é uma importante substância para a regulação dos tecidos musculares e atua principalmente na digestão e no metabolismo, além de realizar a manutenção da homeostase – o equilíbrio existente entre os muitos processos elétricos e químicos do corpo.

O acúmulo de potássio no corpo pode se dar, também, devido a um problema nos rins, responsável pela remoção do excesso de potássio do corpo. Na maioria dos casos, pacientes que sofrem com hipercalemia também sofrem com distúrbios que reduzem a capacidade dos rins de eliminar a substância do organismo, como:

Outra possível causa da hipercalemia é a falta do hormônio aldosterona no corpo. Esse hormônio, produzido pelas glândulas suprarrenais, é responsável por regular a remoção de sódio e potássio pelo rim.

Além disso, alguns medicamentos também podem causar hipercalemia, principalmente os que afetam o funcionamento dos rins, como diuréticos poupadores de potássio, e os suplementos de potássio.

O potássio pode se acumular na corrente sanguínea sempre que for liberado pelas células. Neste sentido, a acidose contribui e acelera ainda mais para esse processo, pois causa danos ao revestimentos dos tecidos internos do corpo. Além de acidose, outros tipos de lesão podem fazer com que as células liberem mais potássio para a corrente sanguínea. Confira:

Além disso, se os rins não estiverem funcionando corretamente, a ingestão elevada de potássio também pode levar à hipercalemia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Hipercalemia

Pessoas com hipercalemia geralmente não apresentam sintomas muito perceptíveis, de modo que muitos só ficam sabendo que têm a doença quando realizam um exame de sangue. Contudo, quando manifestam os sinais e sintomas clássicos da hipercalemia, os pacientes geralmente têm:

  • Batimentos cardíacos irregulares
  • Náuseas e vômito
  • Pulsação lenta ou fraca
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta médica se você suspeita que está com algum problema de rim, principalmente se essa suspeita vier acompanhada de sintomas que não passam espontaneamente ou mesmo com a ajuda de medicamentos de venda livre. Mantenha sempre seus exames em dia, para monitorar possíveis novos problemas de saúde.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar hipercalemia são:

  • Clínico geral
  • Nefrologista
  • Nutricionista
  • Gastroenterologista
  • Hematologista
  • Angiologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas surgiram?
  • O que você está sentindo?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Você foi diagnosticado recentemente com alguma condição médica? Qual?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento? Qual?
  • Você tomou alguma medida para aliviar seus sintomas? E funcionou?
  • Como é sua alimentação?
  • Você ingere alimentos ricos em potássio em grandes quantidades?
  • Você tem histórico familiar de problemas renais?
  • Você sente dor ou algum tipo de desconforto?

Diagnóstico de Hipercalemia

O diagnóstico positivo de hipercalemia geralmente pode ser feito somente com base em um exame de sangue. Eventualmente, o médico poderá pedir, também, a realização de um eletrocardiograma para mostrar possíveis outras alterações que estejam relacionadas à doença, como:

  • Bradicardia, que são batimentos cardíacos mais lentos que o normal
  • Fibrilação ventricular
  • Pulsações lentas ou irregulares
  • Alto nível de potássio sérico
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hipercalemia

O principal objetivo do tratamento para hipercalemia é proteger o corpo dos efeitos provocados pelo excesso de potássio no sangue. Para isso, há duas opções de abordagens possível para tratar a doença: o tratamento no longo prazo e o tratamento intensivo.

Tratamento no longo prazo

O objetivo aqui não é só gerenciar os sintomas vinculados à hipercalemia, mas também a causa em si, além de distúrbios relacionados. Para isso, a equipe médica orienta os pacientes a limitar o potássio na dieta, reduzindo ou abolindo os suplementos, e fazer uso de medicamentos para reduzir os níveis de potássio no organismo.

Tratamento intensivo

O tratamento intensivo é bastante recomendado para casos emergenciais, para quando os níveis de potássio no sangue estiverem ainda mais elevados e houver sintomas intensos.

Neste caso, serão ministrados medicamentos que visam remover o potássio do trato gastrointestinal, bem como diuréticos. Além disso, o paciente será submetido a exames e tratamentos mais intensivos também, como hemodiálise.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Durante o tratamento, é essencial que o paciente altere alguns hábitos que tem dentro de casa para que as terapias utilizadas façam efeito. A principal delas é a mudança na dieta. Para controlar os sintomas de hipercalemia e ajudar no tratamento da doença, é preciso limitar muito a quantidade de potássio ingerida durante o dia.

Além disso, siga à risca as orientações médicas e tome seus medicamentos conforme o indicado.

Complicações possíveis

Se não for tratada corretamente, a hipercalemia pode evoluir para problemas mais graves de saúde, como arritmia cardíaca, alterações no controle neuromuscular e pode levar o paciente a sofrer de paradas cardíacas - quanto maior o nível de potássio no sangue, maiores são as chances de paradas cardíacas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

Para prevenir a hipercalemia, é imprescindível tratar quaisquer doenças que você venha a ter que possam levar a um quadro de potássio elevado no sangue, como insuficiência renal, por exemplo.

Além disso, após uma avaliação médica que medirá o nível de funcionamento dos rins, você poderá ter de cortar o potássio de sua dieta.

Atenção: não faça uso de suplementos de potássio sem a devida orientação médica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Nefrologia