Hiperpigmentação: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hiperpigmentação?

A hiperpigmentação é o escurecimento da pele, ou seja, quando a pele toda ou apenas uma parte sofrem uma alteração em sua cor e ficam mais escuras do que o normal.

PUBLICIDADE

A hiperpigmentação se apresenta em manchas escuras que, em geral, são variantes da tonalidade marrom. Algumas vezes, no entanto, a hiperpigmentação pode se manifestar em manchas acinzentadas, pretas e até mesmo esverdeadas ou azuladas.

Tipos

Diferencia-se a hiperpimentação da pele pela cor, número de lesões e aspectos das manchas. São diversas as doenças que podem apresentar hiperpigmentação, mas também procuramos diferenciar as causas: exposição a agentes químicos, substâncias, agentes físicos, cosméticos, doenças dermatológicas prévias ou atuais, exposição solar, trauma, causas internas, como doenças endocrinológicas, uso de hormônios e algumas medicações, doenças hereditárias e genéticas, tumores (melanoma).

Causas

As causas mais comuns da hiperpigmentação da pele são:

  • Exposição solar
  • Trauma
  • Exposição a frutas cítricas associada à luz solar
  • Alergia
  • Doenças dermatológicas, como melasma, fitofotodermatose, hipercromia pós inflamatória, acantose nigricante, manchas senis, pintas, sardas e melanoniquia estriada.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Caso apareçam manchas mais escuras na pele (de coloração marrom, acinzentada, pretas ou mesmo azuladas ou esverdeadas) que estejam crescendo, que não melhorem espontaneamente, que sangrem ou pintas de surgimento recente e que chamem sua atenção, é importante se consultar com um dermatologista. Se for esteticamente incômodo também é interessante buscar atendimento especializado. Também é importante não tentar clarear a hiperpigmentação da pele sem ter o diagnóstico preciso do problema.

PUBLICIDADE

Diagnóstico de Hiperpigmentação

O diagnóstico da hiperpigmentação é feito através do exame clínico, na maioria das vezes. Às vezes é necessário complementar o diagnóstico da hiperpigmentação com biopsia da pele, exame com lente especial (dermatoscopia), exame micológico direto e ate mesmo exames de sangue podem ser solicitados, se o médico determinar que a causa possa ser interna.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Caso você perceba que está com hiperpigmentação, é importante usar filtro solar e proteger as áreas com manchas da exposição direta para não agravar a condição. Além disso, não tente clarear a região com hiperpigmentação por conta própria, antes de ter um diagnóstico médico da razão do problema.

manchas no rosto - you - SAIBA MAIS
7 de 22
PUBLICIDADE

Fontes e referências

  • Dra. Tatiana Gabbi, dermatologista e médica assistente do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (CRM-SP 104.415)