Hiperventilação

Visão Geral

O que é Hiperventilação?

Hiperventilação é uma respiração rápida ou profunda que pode ocorrer com ansiedade ou pânico. Ela também é chamada respiração excessiva e pode deixá-lo sem fôlego.

Consulte também: Respiração rápida e superficial

Causas

Sinônimos

Respiração profunda acelerada; Respiração - rápida e profunda; Respiração excessiva; Respiração profunda rápida; Frequência respiratória - rápida e profunda

Considerações

Quando você respira, inala oxigênio e exala dióxido de carbono. A respiração excessiva leva a níveis baixos de dióxido de carbono no sangue. Isso causa muitos dos sintomas que você pode ter ao hiperventilar.

Sentir muita ansiedade ou ter um ataque de pânico são os motivos comuns para você hiperventilar. Entretanto, a respiração rápida pode ser sintoma de uma doença, como:

  • Hemorragia
  • Desordem cardíaca ou pulmonar
  • Infecção

Seu médico irá determinar a causa de sua hiperventilação. A respiração rápida pode ser uma emergência médica -- a não ser que você tenha tido isso antes e seu médico tenha garantido que sua hiperventilação possa ser tratada sozinha.

Frequentemente, pânico e hiperventilação se tornam um ciclo vicioso. O pânico leva à respiração rápida, e respirar rapidamente pode fazer você sentir pânico.

Se você respira excessivamente com frequência, pode ter síndrome de hiperventilação ativada por emoções de estresse, ansiedade, depressão ou raiva. Hiperventilação ocasional por pânico geralmente está relacionada a um medo ou uma fobia específica, como medo de altura, de morrer ou de espaços fechados (claustrofobia).

Se você tem síndrome de hiperventilação, pode não estar ciente de que respira rapidamente. Entretanto, você saberá que tem muitos outros sintomas, incluindo:

  • Eructação
  • Inchaço
  • Dor no peito
  • Confusão
  • Confusão mental
  • Boca seca
  • Tontura
  • Espasmos musculares nas mãos e nos pés
  • Entorpecimento e formigamento nos braços ou em volta da boca
  • Palpitações
  • Falta de ar
  • Problemas de sono
  • Fraqueza

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Seu médico irá realizar um exame físico detalhado.

Para obter seu histórico médico, ele fará perguntas sobre seus sintomas, como:

  • Você sente falta de ar?
  • Que outros sintomas você tem quando respira rapidamente? Esses sintomas começam em qualquer outro momento (por exemplo, quando você está andando ou se exercitando)?
  • Você tem alguma condição médica, como pressão alta, diabete ou colesterol alto?
  • Que medicamentos toma?
  • O que está acontecendo em sua vida no geral? Tem sido uma época especialmente estressante?
  • Você se sente ansioso ou estressado, especialmente antes de começar a respirar rapidamente?
  • Sente dor? Como a dor se parece? Qual a intensidade da dor? Onde está localizada?
  • Que outros sintomas tem (por exemplo, você teve algum sangramento? Está tonto?)

O médico irá avaliar a rapidez de sua respiração no momento da visita. Se você não estiver respirando rapidamente, ele pode tentar induzir a hiperventilação ao instruí-lo para respirar de uma certa maneira.

Enquanto você hiperventila, o médico perguntará como se sente e observará como respira -- incluindo que músculos você usa na caixa torácica e áreas ao redor.

Os exames que podem ser realizados incluem:

  • Exames de sangue quanto aos níveis de oxigênio e dióxido de carbono
  • Tomografia computadorizada do tórax
  • Eletrocardiograma
  • Varredura de ventilação/perfusão dos pulmões
  • Radiografias do tórax

Buscando ajuda médica

Ligue para seu médico se:

  • Você estiver com a respiração rápida pela primeira vez (esta é uma emergência médica e você deve ir ao prontosocorro imediatamente).
  • Você estiver com dor, febre ou notar algum sangramento.
  • Sua hiperventilação continuar ou piorar, mesmo com tratamento em casa.
  • Você também tiver outros sintomas.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Seu médico irá procurar outras doenças médicas antes de diagnosticar a síndrome da hiperventilação.

Se seu médico explicou que você hiperventila por ansiedade, estresse ou pânico, há passos que podem ser tomados em casa. Você, seus amigos e familiares podem aprender técnicas para que você pare de hiperventilar quando isso acontece e evitar ataques futuros.

Se começar a hiperventilar, o objetivo é aumentar o nível de dióxido de carbono no sangue, o que acabará com a maioria dos sintomas. Há várias maneiras de fazer isso:

  • Obter validação de um amigo ou parente para ajudar a relaxar sua respiração. Palavras como "você está indo bem", "você não está tendo um ataque cardíaco" e "você não vai morrer" são muito úteis. É extremamente importante que a pessoa lhe ajudando a ficar calmo dê essas mensagens com uma voz suave e tranquila.
  • Para aumentar seu dióxido de carbono, você precisa inalar menos oxigênio. Para tal, você pode respirar pela boca (como se estivesse soprando uma vela) ou cobrir a boca e uma narina e respirar pela outra narina.

No longo prazo, há diversos passos importantes para ajudá-lo a parar de respirar em excesso:

  • Se você foi diagnosticado com ansiedade ou pânico, procure um psicólogo ou psiquiatra para lhe ajudar a entender e tratar sua condição.
  • Aprenda exercícios respiratórios que lhe ajudem a relaxar e respirar pelo diafragma e abdômen em vez da caixa torácica.
  • Pratique técnicas de relaxamento regularmente, como relaxamento progressivo dos músculos ou meditação.
  • Exercite-se regularmente.

Se esses métodos não evitarem sua respiração excessiva, seu médico pode recomendar um medicamento betabloqueador.

Fontes e referências

  • Duffin J, Phillipson EA. Hypoventilation and hyperventilation syndromes. Em: Mason RJ, Broaddus CV, Martin TR, et al. Murray & Nadel''s Textbook of Respiratory Medicine. 5ª ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2010: cap. 78.
  • Winter AO, Purcell TB. Somatoform disorders. Em: Marx JA, ed. Rosen''s Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 7ª ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2009: cap. 111.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não