PUBLICIDADE

Incontinência urinária: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Incontinência urinária?

A incontinência urinária - perda involuntária de urina - é um problema comum e muitas vezes constrangedor. A gravidade varia: em alguns casos, a pessoa não consegue segurar a urina ao fazer esforços como tossir ou espirrar, em outros casos, a vontade de urinar é tão súbita e forte que não dá tempo de chegar a um banheiro.

PUBLICIDADE

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A incontinência urinária atinge 10 milhões de brasileiros de todas as idades, sendo duas vezes mais comum no sexo feminino, afirma a Sociedade Brasileira de Urologia. É um problema que afeta todas as faixas etárias, mas acomete mais a população idosa.

Causa um impacto muito grande na qualidade de vida das pessoas. Constrangimento social, mau cheiro etc. O grande problema é o impacto que ela causa. Tornam-se pessoa deprimidas, que perdem suas relações sociais e familiares.

Tipos

Incontinência urinária de esforço

A incontinência de esforço acontece quando a pessoa não tem força muscular pélvica suficiente para reter a urina. Isso significa que ela terá perda de urina ao espirrar, tossir, rir, levantar algo, subir escadas, fazer atividades físicas, mudar de posição ou fazer algo que põe a bexiga sob pressão ou estresse. Ela ocorre frequentemente em mulheres e em homens que tiveram algum tipo de lesão do esfíncter urinário.

Incontinência urinária de urgência

A incontinência de urgência é um desejo de urinar que é tão forte que você não consegue chegar ao banheiro a tempo. Isso pode acontecer mesmo quando você tem apenas uma pequena quantidade de urina na sua bexiga. A síndrome da bexiga hiperativa é a principal causa da incontinência de urgência.

Incontinência urinária por transbordamento

Esse tipo de incontinência ocorre quando a bexiga está sempre cheia, ocorrendo vazamentos. Também pode acontecer de a bexiga não se esvaziar por completo, o que leva ao gotejamento.

Incontinência urinária funcional

A incontinência funcional ocorre quando uma pessoa reconhece a necessidade de urinar, mas está impossibilitada de ir ao banheiro devido a alguma doença ou complicação que a impede de chegar ao banheiro por conta própria.

Incontinência urinária mista

Em alguns casos, os sintomas de incontinência urinária podem se misturar, criando a incontinência mista.

Causas

Certas bebidas, alimentos e medicamentos podem atuar como diuréticos - estimular a bexiga e aumentar o seu volume de urina. Eles incluem:

A incontinência urinária pode também ser causada por uma condição médica facilmente tratável, tal como:

A incontinência urinária também pode ser uma condição persistente causado por problemas físicos subjacentes ou alterações, incluindo:

Fatores de risco

Entre os fatores de risco para incontinência urinária estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Últimas perguntas sobre Incontinência urinária

Sintomas

Sintomas de Incontinência urinária

Incontinência urinária de esforço

Incontinência urinária de urgência

Incontinência urinária por transbordamento

Incontinência urinária funcional

A deficiência física ou intelectual o impede a pessoa de ir até o banheiro urinar a tempo. Por exemplo, se você tem artrite severa, você pode não ser capaz de desabotoar sua calça com rapidez suficiente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Você pode não se sentir à vontade em discutir incontinência urinária em uma consulta médica. Mas se o problema é frequente ou está afetando sua qualidade de vida, é importante buscar ajuda, pois a incontinência urinária pode:

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma incontinência urinária são:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para incontinência urinária, algumas perguntas básicas incluem:

Não hesite em fazer outras perguntas durante a sua nomeação conforme elas ocorrerem para você.

Diagnóstico de Incontinência urinária

Para diagnosticar o problema, o médico ou médica irá perguntar primeiro sobre os sintomas e histórico médico. Seu padrão de esvaziamento e perda de urina pode sugerir o tipo de incontinência.

Alguns exames podem ser pedidos, tais como:

Se forem necessárias informações complementares, o médico ou médica poderá recomendar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Incontinência urinária

O tratamento da incontinência urinária depende do tipo de incontinência, da sua gravidade e da causa subjacente. Pode ser necessária uma combinação de tratamentos. A equipe média pode sugerir os tratamentos menos invasivos em primeiro lugar e passar para outras opções só se as primeiras técnicas falharem.

Técnicas comportamentais

Cinesioterapia do assoalho pélvico

O médico pode recomendar exercícios para fortalecer os músculos que ajudam a controlar a micção, que são feitos sob a orientação de um fisioterapeuta. Também conhecido como exercícios de Kegel, estas técnicas são especialmente eficazes para a incontinência de esforço, mas pode também ajudar a incontinência de urgência.

Estimulação elétrica

Eletrodos são temporariamente inseridos no reto ou vagina para estimular e fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Estimulação elétrica suave pode ser eficaz para a incontinência de esforço e incontinência de urgência, mas podem ser necessários vários tratamentos ao longo de vários meses.

Medicamentos

Medicamentos usados para tratar a incontinência incluem:

Dispositivos médicos

Dispositivos destinados a tratar a incontinência incluem:

Terapias de intervenção

Terapias de intervenção que podem ajudar com a incontinência incluem:

Cirurgia

Se outros tratamentos não estão funcionando, vários procedimentos cirúrgicos podem tratar os problemas que causam a incontinência urinária:

Absorventes e cateteres

Se os tratamentos médicos não podem eliminar completamente a sua incontinência, você pode experimentar os produtos que ajudam a aliviar o desconforto e inconveniência de urina vazando:

Medicamentos para Incontinência urinária

A incontinência urinária pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de incontinência urinária são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Problemas com perda de urina pode exigir que você tome cuidado extra para evitar a irritação da pele:

Se você tiver incontinência de urgência ou incontinência noturna, faça a ida ao banheiro mais conveniente:

Se você tiver incontinência funcional, você pode:

A incontinência urinária pode causar vergonha e desconforto. Você pode tentar lidar com o problema por conta própria através do uso de absorventes higiênicos, levando roupas extras ou até mesmo evitando sair.

Mas existem tratamentos eficazes disponíveis para a incontinência urinária. É importante perguntar ao médico sobre o tratamento. É importante não deixar a vergonha entrar no caminho para recuperar uma vida ativa e confiante.

Complicações possíveis

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Revisado por: Diogo Mendes, urologista do Hospital Santa Luzia, em Brasília

Sociedade Brasileira de Urologia