Infecção urinária

Visão Geral

A Infecção do Trato Urinário (ITU), conhecida popularmente como infecção urinária, é um quadro infeccioso que pode ocorrer em qualquer parte do sistema urinário, como rins, bexiga, uretra e ureteres. Esse tipo de infecção é mais comum na parte inferior do trato urinário, do qual fazem parte a bexiga e a uretra.

PUBLICIDADE

Os tipos, causas e sintomas das infecções urinárias variam de acordo com o local onde há infecção. Existem quatro tipos de infecção urinária:

  • Cistite (infecção na bexiga)
  • Uretrite (infecção na uretra)
  • Pielonefrite (infecção nos rins)
  • Infecção nos ureteres.

A infecção urinária ocorre quando uma bactéria entra no sistema urinário por meio da uretra e começa a se multiplicar na bexiga. O trato urinário costuma expelir esses organismos estranhos do corpo, mas algumas vezes essas defesas falham e a bactéria em questão passa a crescer dentro do trato urinário, dando início a uma infecção.

As causas variam de acordo com o local onde há infecção. Os tipos mais comuns de infecção urinária são a cistite e a uretrite, que acometem a bexiga e a uretra, respectivamente.

Alguns fatores são considerados de risco para contrair infecção urinária, confira:

  • Infecções urinárias são mais comuns em pessoas cuja uretra é menor, como no caso do sistema reprodutor feminino, ou seja, o caminho que a bactéria precisa percorrer para chegar até a bexiga é menor
  • Ter vida sexualmente ativa facilita a infecção urinária, especialmente as vaginais
  • O uso de alguns tipos de contraceptivos, como espermicidas, também pode ser considerado um fator de risco
  • Após a menopausa, as infecções urinárias podem acontecer com mais frequência do que antes, uma vez que a baixa quantidade de estrogênio causa mudanças no trato urinário de modo a deixá-lo mais vulnerável à ação de bactérias
  • Apresentar algum tipo de bloqueio no trato urinário, como pedra nos rins e aumento da próstata, também são fatores de risco
  • Ter o sistema imunológico suprimido impede que as defesas do corpo atuem propriamente, facilitando a entrada de bactérias que causam infecções
  • O uso de cateter para urinar também aumenta os riscos de infecção.

Nem sempre uma pessoa com infecção urinária apresenta sintomas, mas quando surgem, os mais comuns são:

  • Ardência forte ao urinar
  • Forte necessidade de urinar, mesmo tendo acabado de voltar do banheiro
  • Urina escura
  • Urina acompanhada de sangue
  • Urina com cheiro muito forte
  • Dor pélvica
  • Dor no reto
  • Aumento da frequência de micções.

Os sintomas variam de acordo com o tipo de infecção.

Procure um especialista ao perceber os sintomas típicos de infecções urinárias. Descreva os sinais da doença e tire todas as dúvidas. Veja exemplos do que você pode perguntar ao médico:

  • Há alguma outra doença que poderia estar causando esses sintomas?
  • Preciso fazer algum exame para o diagnóstico?
  • Qual tipo de infecção urinária se encaixa melhor nos meus sintomas?
  • Os medicamentos variam de acordo com o tipo de infecção urinária?.

Ele, por sua vez, também deverá lhe fazer algumas perguntas, como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Seus sintomas aliviam depois de urinar?
  • Com que frequência você urina?
  • Está fazendo uso de algum tipo de medicamento?.

Os exames que podem feitos para diagnosticar infecções urinárias são:

  • Exame de urina: é o método mais frequente usado para realizar o diagnóstico. A urina é analisada a procura de leucócitos e traços de sangue, sinais de infecção. Fica pronto em torno de duas horas
  • Cultura de urina: Uma análise de urina feita em laboratório geralmente é seguida de uma cultura de urina, em que o médico usará a amostra do paciente para cultivar a bactéria causadora em laboratório. Esse exame ajuda a identificar a bactéria e quais medicamentos são mais eficazes na ação contra ela. Este é o melhor exame para identificar a infecção e a bactéria causadora dela, no entanto, os resultados demoras de três a sete dias para ficarem prontos
  • Exames de imagem: o médico também poderá optar por realizar uma tomografia ou um ultrassom para identificar possíveis anormalidades em seu trato urinário. Também para esse fim, o especialista pode solicitar o exame com utilização de contraste para destacar as partes do sistema urinário que apresentam problemas
  • Há, também, a possibilidade de fazer uma cistoscopia para analisar as partes internas da bexiga e da uretra, a fim de identificar a causa da infecção.

O tratamento de infecções urinárias varia muito de acordo com o tipo de cada infecção e sua gravidade também. Geralmente, o tratamento é feito à base de antibióticos. Mas o médico também poderá receitar um analgésico para aliviar a dor e a ardência ao urinar.

O tratamento também varia de acordo com a frequência que o paciente apresenta quadros infecciosos.

Alguns cuidados em casa podem ajudar na recuperação. Veja:

  • Beba muita água. Por mais que seja doloroso urinar, é importante que o paciente beba muita água para diluir ao máximo a urina. Quanto mais você for ao banheiro, mais chances de expelir a bactéria de seu corpo definitivamente
  • Evite bebidas que possam causar irritações à bexiga, como café, bebidas alcoólicas e outras que contenham cítricos ou cafeína
  • Aplique uma bolsa de água morna na região do abdômen para minimizar o desconforto.

Se não for tratada, uma infecção urinária pode causar complicações mais graves, como:

  • Infecções recorrentes, especialmente em mulheres que já apresentaram três ou mais infecções
  • Danos permanentes aos rins
  • O risco de infecção do sangue com risco de vida (sepse) é maior para crianças, idosos e aqueles cujos organismos não conseguem lutar contra as infecções (por exemplo, devido ao HIV ou à quimioterapia para o câncer)
  • Aumento no risco de grávidas darem luz a bebês abaixo do peso normal ou prematuros.

Uma infecção urinária é incômoda, mas o tratamento é, geralmente, bem-sucedido. Em geral, os sintomas de uma infecção desaparecem poucos dias após o começo do tratamento. Mais uma vez, a duração do tratamento varia de acordo com o tipo de infecção, bem como as expectativas de recuperação.

Algumas medidas podem prevenir infecções urinárias, sejam elas de que tipo forem. Confira:

  • Beba muito líquido, especialmente água
  • Limpe-se após urinar para evitar que bactérias se acumulem no local e entrem no trato urinário
  • Urine após relações sexuais para esvaziar a bexiga. Beba muita água para ajudar a diluir a urina também
  • Use absorventes externos em vez de internos, pois alguns médicos acreditam que isso aumente a probabilidade de infecções. Troque de absorvente cada vez que for ao banheiro
  • Não use ducha nem sprays ou pó para a higiene feminina. Como regra geral, não utilize nenhum produto que contenha perfumes na área genital
  • Evite usar calças muito apertadas
  • Use calcinha e meia calça de algodão e troque-as, pelo menos, uma vez por dia.

  • Revisado por: Dr. Paulo Mazili, urologista - CRM: 107740
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Urologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não
PUBLICIDADE

Mais sobre

carregando...
  • já ajudou pessoas
PUBLICIDADE