publicidade

O que é Linfadenopatia?

Sinônimos: Glândulas inchadas; Glândulas - inchadas; Linfonodos - inchados; Linfadenopatia

Os gânglios linfáticos, ou linfonodos, são encontrados em todo o corpo. Eles são parte importante de seu sistema imunológico. Os linfonodos ajudam seu corpo a reconhecer e combater germes, infecções e outras substâncias estranhas.

O termo "glândulas inchadas" se refere à dilatação de um ou mais linfonodos.

Na criança, um nodo será considerado dilatado se tiver mais de 1 cm (0,4 polegada) de diâmetro.

Veja também: Linfadenite e linfangite

Considerações

As áreas comuns nas quais os linfonodos podem ser sentidos (com os dedos) incluem:

  • Virilha
  • Axila
  • Pescoço (existe uma cadeia de linfonodos de cada lado do aspecto frontal do pescoço, em ambos os lados do pescoço e em sentido descendente de cada lado da parte posterior do pescoço)
  • Abaixo da mandíbula e do queixo
  • Atrás das orelhas
  • Na parte posterior da cabeça

Os linfonodos podem ficar inchados por uma infecção, quadros inflamatórios, um abscesso ou câncer. As outras causas de linfonodos dilatados são raras. Definitivamente, a causa mais comum de linfonodos inchados é a infecção.

Quando o inchaço aparece rapidamente e é dolorido, a causa geralmente é uma lesão ou infecção. A dilatação indolor e gradual resulta, em alguns casos, de um câncer ou tumor.

Causas

As infecções que usualmente causam linfonodos inchados incluem:

Os transtornos imunes e autoimunes que causam linfonodos inchados incluem artrite reumatoide e HIV.

Os cânceres que frequentemente causam linfonodos inchados incluem leucemia, doença de Hodgkin ou linfoma não Hodgkin. Entretanto, muitos outros tipos de câncer também podem causar esse problema.

Quais linfonodos ficam inchados depende do tipo de problema e das partes do corpo envolvidas. Identificar a localização pode ajudar a determinar a possível causa.

Linfonodos inchados também podem ser causados por alguns medicamentos (como a fenitoína, utilizada para convulsões) ou por certas vacinas (como a imunização contra a febre tifoide).

Cuidados

A sensibilidade nos linfonodos geralmente desaparece em alguns dias sem tratamento, mas os gânglios podem não voltar ao tamanho normal durante várias semanas após a cura da infecção. Em geral, se os linfonodos estiverem doloridos, isso se deve ao inchaço rápido no início do combate à infecção.

PUBLICIDADE

Buscando ajuda médica

Consulte seu médico se:

  • Os linfonodos não diminuírem após várias semanas ou continuarem a se dilatar.
  • Se estiverem vermelhos e sensíveis.
  • Caso se apresentem duros, irregulares ou fixos e localizados.
  • Se você tiver febre, suores noturnos ou perda de peso inexplicada.
  • Nas crianças, qualquer linfonodo com mais de 1 cm (um pouco menos de 1/2 polegada) de diâmetro.

Na consulta médica

Seu médico realizará um exame clínico verificando todos os linfonodos palpáveis quanto ao tamanho, textura, temperatura, sensibilidade e outros aspectos.

Ele poderá fazer as seguintes perguntas para o histórico clínico:

  • Quais nodos são afetados?
  • O inchaço é igual nos dois lados?
  • Quando o inchaço começou?
  • Quanto tempo durou (quantos meses ou semanas)?
  • O inchaço se manifestou rapidamente ou foi gradual?
  • O inchaço está aumentando de tamanho?
  • O número de linfonodos inchados está aumentando?
  • Algum dos linfonodos inchados se mostra dolorido ou sensível mediante pressão suave?
  • A pele sobre ou ao redor dos linfonodos apresenta-se vermelha?
  • Você teve quaisquer outros sintomas?

Os seguintes testes diagnósticos poderão ser aplicados:

  • Exame físico
  • Exames de sangue incluindo testes de função hepática, testes de função renal e hemograma completo (CBC) com biópsia
  • diferencial de linfonodos
  • Radiografia do tórax
  • Investigação por imagens do fígado e baço

Fontes e referências:

  • Pasternack MS, Swartz MN. Lymphadenitis and lymphangitis. Em: Mandell GL, Bennett JE, Dolin R, eds. Principles and Practice of Infectious Diseases. 7a. ed. Philadelphia, Pa: Elsevier Churchill Livingstone; 2009:cap 92.

  • Nizet V, Jackson MA. Localized Lymphadenitis, lymphadenopathy, and lymphangitis. Em: Long SS, ed. Principles and Practice of Pediatric Infectious Diseases. 3a. ed. Philadelphia, Pa: Elsevier Churchill Livingstone; 2008:cap 22.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais sobre Linfadenopatia

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X