Prurido na pele

Visão Geral

O que é Prurido na pele?

O prurido é um formigamento ou irritação intensos da pele que desperta a vontade de coçar.

Causas

O prurido na pele pode ser causado por inúmeros e diferentes tipos de problemas. Em geral, prurido na pele é mais localizado. Veja algumas das principais causas:

  • Envelhecimento da pele
  • Dermatite atópica
  • Dermatite de contato
  • Irritação devido ao contato com lã e produtos químicos específicos
  • Pele ressecada
  • Urticária
  • Mordidas e picadas de insetos
  • Parasitas e piolhos (de corpo, de cabeça ou de pelos pubianos)
  • Pitiríase rósea
  • Psoríase
  • Exantemas (embora este problema não cause prurido necessariamente)
  • Dermatite seborreica
  • Queimadura solar
  • Infecções cutâneas superficiais, como, por exemplo, foliculite e impetigo

O prurido generalizado pode ser causado por:

  • Reações alérgicas
  • Infecções infantis (como catapora ou sarampo)
  • Hepatites
  • Anemia por deficiência de ferro
  • Insuficiência renal crônica
  • Insuficiência hepática
  • Icterícia
  • Gravidez
  • Reações a medicamentos e substâncias, como antibióticos, por exemplo.

Convivendo (prognóstico)

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar prurido na pele são:

  • Clínico geral
  • Dermatologia
  • Infectologia
  • Nefrologia
  • Urologia
  • Ginecologia
  • Alergista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Onde você sente o prurido?
  • O prurido é localizado ou você o sente em outras partes do corpo também?
  • Qual a intensidade da coceira?
  • Você tem alergia a alguma coisa? O quê?
  • Você entrou em contato recentemente com algum agente alérgico?
  • Você já foi diagnosticado com alguma outra condição médica?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento?
  • Você nota efeitos colaterais no uso deste medicamento? Acredita que o prurido possa estar entre esses efeitos colaterais?
  • Você já tomou alguma medida para aliviar os sintomas? E funcionou?
  • Além do prurido, você notou a presença de outros sintomas? Quais?

Cuidados

Em casos de prurido grave ou persistente, é muito importante procurar um médico para que ele possa fazer o diagnóstico e lhe dar as devidas instruções de tratamento. No entanto, enquanto a consulta médica não chega, você pode querer tratar os sintomas por conta própria. Para isso, considere as seguintes medidas:

  • Evite coçar ou esfregar as áreas que estiverem coçando. Se precisar, mantenha as unhas curtas para evitar danos ao coçar a pele
  • Use roupas de cama leves e evite roupas ásperas, especialmente lã
  • Tome banhos com água morna, utilizando pouco sabonete. Experimente também cremes hidrantes e aplique-os na região com prurido
  • Aplique compressas frias na área com prurido
  • Evite exposição prolongada ao calor excessivo ou à umidade
  • Faça uso de anti-histamínicos orais que possam ser vendidos sem necessidade de receita médica. Consulte um farmacêutico para saber qual a melhor opção para seu caso.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure a ajuda de um médico se o prurido na pele vier acompanhado de sintomas inexplicáveis e se for muito intenso (quase insuportável). Considere marcar uma consulta com um especialista caso os sintomas também não desapareçam sozinhos ou com cuidados caseiros. Mas atenção: a maioria do casos de prurido não precisa de avaliação médica.

Picada de mosquito: aprenda como evitar e aliviar a coceira na pele

A consulta ao médico é importante para que ele possa determinar a causa do prurido e poder, assim, iniciar logo o tratamento. Às vezes, este sintoma pode indicar algum problema de saúde mais grave, então é essencial ficar atento.

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Mayo Clinic
  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não