Seborreia

Visão Geral

O que é Seborreia?

A dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa descamação e vermelhidão principalmente em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, além de afetar couro cabeludo e colo. É uma doença crônica, com períodos de melhora e piora dos sintomas.

A dermatite seborreica em recém-nascidos, conhecida como crosta-láctea, é uma condição inofensiva e temporária. Aparecem crostas grossas e amarelas ou marrons sobre o couro cabeludo da criança. Escamas semelhantes também podem ser encontradas nas pálpebras, nas orelhas, ao redor do nariz e na virilha.

Atualmente, a dermatite seborreica acomete cerca 18% da população mundial. Tanto em adultos como em crianças a doença não é contagiosa e não é causada por falta de higiene. Não é uma alergia, e não é perigosa.

Getty Images
A dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa descamação e vermelhidão

Causas

As causas exatas da dermatite seborreia ainda não são conhecidas. Parece ser uma combinação de vários fatores, tais como:

  • Tendência individual (tipo de pele)
  • Estresse
  • Um fungo (Pityrosporum ovale) que vive normalmente na pele
  • Certas condições médicas e medicamentos
  • Tempo frio e seco.

No entanto, sabe-se que a dermatite seborreica não é causada por uma alergia ou falta de higiene.

Fatores de risco

Os recém-nascidos e adultos com idades entre 30 e 60 anos são mais propensos a desenvolver uma dermatite seborreica. É mais comum em homens do que em mulheres e em pessoas com pele oleosa. Além disso, essas condições médicas também podem aumentar o risco:

Sintomas

Sintomas de Seborreia

As características clínicas da dermatite seborreica incluem:

  • Flocos de pele (caspa) em seu couro cabeludo, cabelo, sobrancelhas, barba ou bigode
  • Crostas de pele que descamam
  • Pele avermelhada
  • Vermelhidão ou descamação das pálpebras (blefarite)
  • Coceira ou ardor, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele
  • Oleosidade na pele e no couro cabeludo.

A dermatite seborreica pode ocorrer em diversas áreas do corpo. Normalmente se forma onde a pele é oleosa ou gordurosa, como couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, vincos do nariz, lábios, atrás das orelhas e tórax.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta médica se:

  • Apresentar sinais de dermatite seborreica
  • Sua condição está causando constrangimento e ansiedade
  • Você suspeita que sua pele está infectada
  • Você já tentou medidas de autocuidado sem sucesso.

Na consulta médica

Você provavelmente visitará clínico geral ou dermatologista. Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Leve suas dúvidas por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá responder as perguntas relevantes antes da consulta acabar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são os seus sintomas e quando você começou a notálos?
  • Essa é a primeira vez que você teve esses sintomas, ou você teve antes?
  • Quão grave são os seus sintomas? Eles estão sempre do mesmo jeito ou vezes pioram/melhoram?
  • Alguma coisa parece piorar os sintomas?
  • Que medicamentos, vitaminas ou suplementos você está tomando?
  • Você esteve sob estresse recentemente ou experimentou grandes mudanças na vida?

Diagnóstico de Seborreia

O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista, que irá se basear na localização das lesões e no relato do paciente. O dermatologista poderá necessitar de alguns exames clínicos, como:

  • Exame micológico
  • Biópsia
  • Teste de contato.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Seborreia

Às vezes, a dermatite seborreica vai desaparecer por si só. Pode ser um problema que vai e volta durante a vida ou durar anos. Em todos os casos, é possível amenizar os sintomas. Muitas vezes, os melhores resultados vêm de uma combinação de tratamentos, tanto de medicamentos e estilo de vida. Se a dermatite seborreica não melhorar, ou se a área se tornar dolorosa, com vermelhidão, inchaço e pus, marque uma consulta médica.

No couro cabeludo

Os adultos com dermatite seborreica no couro cabeludo podem usar um xampu anticaspa que contenha algum desses ingredientes:

  • Alcatrão de hulha
  • Cetoconazol
  • Ácido salicílico
  • sulfeto de selênio
  • Piritionato de zinco.

No corpo

Já para a dermatite seborreica no rosto e no corpo, podem ser utilizados cremes e pomadas antifúngicas. Além disso, outros tratamentos podem ser usados, como:

  • Loções de corticosteroides
  • Produtos de enxofre.

Dermatite seborreia em crianças

Para as crianças com dermatite seborreica, o pediatra pode receitar um xampu que ajuda a lidar com o problema. Um xampu anticaspa normal pode irritar o couro cabeludo de seu bebê. Para suavizar as escamações mais grossas, escove suavemente o couro cabeludo do bebê para ajudar a descascar sem ferir a pele.

Se as escamas não se soltarem facilmente, passe um pouco de óleo mineral no couro cabeludo e enrole um pano quente e úmido na cabeça da criança por até uma hora antes de dar o banho. Depois disso, lave o cabelo como indicado anteriormente. É importante lembrar que os bebês perdem muito calor através do couro cabeludo. Se você usar um pano quente e úmido com o óleo mineral, verifique-o com frequência para não deixar o pano esfriar. O pano frio e úmido pode baixar drasticamente a temperatura do bebê.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

A melhor abordagem para você depende do seu tipo de pele, a gravidade do seu estado e se os seus sintomas afetam o couro cabeludo ou outras áreas de seu corpo. Mas, mesmo que a sua condição desapareça, é provável que vá voltar em algum momento. Fique atento para os sintomas e retome o tratamento da condição quando se repetir.

Durante as crises de dermatite seborreica, você pode adotar alguns hábitos que, juntamente com o isso de xampu e outros medicamentos, ajudam a eliminar as escamas da pele:

  • Lave a pele regularmente com água e sabão. Evite usar perfumes, cremes e sabonetes muito perfumados
  • Evite produtos que contenham álcool, pois eles podem fazer com que a doença se espalhe
  • Use roupas leves e de algodão, isso ajuda a manter o ar circulando em torno de sua pele e reduz a irritação
  • Se você tem barba ou bigode, considere barbear-se. A dermatite seborreica pode ser piorar com bigodes e barbas
  • Evite coçar. Coçar pode aumentar a irritação e seu risco de infecção
  • Limpe suavemente as pálpebras. Se suas pálpebras mostrarem sinais de vermelhidão ou descamação, lave-as com xampu neutro e limpe as escamas com um cotonete. Fazer compressas mornas ou quentes também pode ajudar
  • Delicadamente, lave couro cabeludo do bebê. Se a criança tem dermatite seborreica de berço, lavar o couro cabeludo uma vez por dia. Delicadamente, solte as escamas com um pincel pequeno de cerdas macias antes de enxaguar o xampu.

É necessário seguir o tratamento correto, o qual irá depender da localização das lesões e da intensidade dos sintomas. Alguns cuidados podem ajudar na melhora dos sintomas, como:

  • Evitar o uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo
  • Evitar usar chapéus ou bonés
  • Evitar a ingestão de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas
  • Não tomar banhos muito quentes
  • Enxugar-se bem antes de vestir-se
  • Usar roupas que não retenham o suor
  • Controlar o estresse e a ansiedade
  • Retirar completamente o xampu e o condicionador dos cabelos quando lavar a cabeça
  • Cessar o tabagismo.

Complicações possíveis

Caso a higiene não seja feita corretamente e você coçar a área afetada, pode ser que aconteça uma infecção.

Prevenção

Prevenção

Não existe uma forma de prevenir o desenvolvimento ou o reaparecimento da dermatite seborreica. Entretanto, cuidados especiais com a higiene e uso de shampoo adequado ao tipo de pele tornam o tratamento mais fácil.

Fontes e referências

  • Revisado por: Victor Reis, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais Sobre

carregando...

Mais sobre

  • já ajudou pessoas