Suicídio

Visão Geral

O que é Suicídio?

Suicídio é o ato de tirar a própria vida intencionalmente. O comportamento suicida trata-se de qualquer ação que possa levar uma pessoa a morrer por meio de um acidente de um carro intencional ou uma overdose de drogas.

Causas

O suicídio e os comportamentos suicidas normalmente ocorrem em pessoas com:

As pessoas que cometem suicídio normalmente estão tentando fugir de uma situação da vida que lhes parece impossível de enfrentar. Muitas pessoas que tentam suicídio estão buscando alívio por:

  • Sentiremse envergonhadas, culpadas ou por serem um peso para os demais
  • Sentirem-se vítimas
  • Sentimentos de rejeição, perda ou solidão

Os comportamentos suicidas podem ser causados por uma situação ou acontecimento que a pessoa encara como devastadora, por exemplo:

  • Envelhecimento (os idosos têm a maior taxa de suicídios)
  • A morte de uma pessoa querida
  • Dependência de drogas ou álcool
  • Trauma emocional
  • Doença física grave
  • Desemprego ou problemas financeiros

Os fatores de risco para o suicídio em adolescentes incluem:

  • Acesso a armas
  • Algum membro da família que cometeu suicídio
  • Histórico de ferimentos autoinfligidos
  • Histórico de ter sofrido negligência ou abuso
  • Viver em comunidades onde houve surtos recentes de suicídio de jovens
  • Término de relação amorosa

A maioria das tentativas de suicídio não resulta em morte. Muitas dessas tentativas são feitas de forma que o resgate seja possível. As tentativas normalmente são pedidos de ajuda.

Algumas pessoas tentam o suicídio de forma não violenta, como envenenamento ou overdose. Os homens, principalmente idosos, têm mais probabilidade de escolher métodos violentos, como atirar em si mesmos. Como resultado, as tentativas de suicídio de homens têm mais chances de resultar em morte.

Os parentes de pessoas que tentam ou cometem suicídio, muitas vezes, se culpam ou ficam furiosos. Eles podem ver a tentativa de suicídio como egoísta. No entanto, as pessoas que tentam cometer suicídio em geral acreditam erroneamente que, ao deixar o mundo, estão fazendo um favor a seus amigos e parentes.

Sintomas

Sintomas de Suicídio

Muitas vezes, mas não sempre, uma pessoa pode apresentar determinados sintomas ou comportamentos antes de uma tentativa de suicídio, incluindo:

  • Dificuldade para se concentrar ou pensar claramente
  • Doar seus pertences
  • Falar sobre ir embora ou sobre a necessidade de "organizar minhas coisas"
  • Mudança repentina de comportamento, principalmente estando calmo após um período de ansiedade
  • Perda de interesse em atividades que costumava se divertir
  • Comportamentos autodestrutivos, como beber muito álcool, usar drogas ilegais ou cortar o próprio corpo
  • Afastar-se dos amigos ou não querer sair
  • Repentinamente, começar a ter problemas na escola ou no trabalho
  • Falar sobre morte ou suicídio, ou mesmo dizer que quer se ferir
  • Dizer que se sente desolado ou culpado
  • Mudança nos hábitos de sono ou de alimentação

Buscando ajuda médica

Ligue para o médico imediatamente se você ou alguém que você conhece está tendo pensamentos suicidas.

Depressão: saiba como funciona o tratamento da doença

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Suicídio

Uma pessoa pode precisar de tratamento de emergência após uma tentativa de suicídio. Pode precisar de primeiros socorros, reanimação cardiopulmonar ou ressuscitação boca a boca.

As pessoas que tentam cometer suicídio podem precisar permanecer hospitalizadas para obter tratamento e reduzir o risco de futuras tentativas. A terapia é uma das partes mais importantes do tratamento.

O problema que pode ter provocado a tentativa de suicídio precisa ser tratado. Ele inclui:

  • Transtorno bipolar
  • Transtorno de personalidade limítrofe
  • Dependência de drogas ou álcool
  • Depressão profunda

As pessoas que correm o risco de um comportamento suicida podem não se tratar por muitos motivos, incluindo:

  • Elas acreditam que nada pode ajudar
  • Elas não querem dizer a ninguém que têm problemas
  • Elas acreditam que pedir ajuda é um sinal de fraqueza
  • Elas não sabem onde procurar ajuda

Se você ou alguém que você conhece está pensando em suicídio, existem números para os quais você pode ligar de qualquer lugar dos EUA, 24 horas por dia, 7 dias por semana: 1-800-SUICIDE ou 1-800-999-9999.

Para outros tipos de emergência, ligue para o número de emergência local (como 192) imediatamente se alguém que você conhece tentou suicídio. Não deixe a pessoa sozinha, mesmo depois de pedir ajuda.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

Sempre leve a sério as tentativas e ameaças de suicídio. Cerca de um terço das pessoas que tentam suicídio tentará novamente dentro de 1 ano. Aproximadamente, 10% das pessoas que ameaçam ou tentam cometer suicídio terminam se matando.

A pessoa precisa de cuidados psicológicos imediatos. Não dispense a pessoa pensando que ela só quer chamar a atenção.

Complicações possíveis

As complicações dependem do tipo de tentativa de suicídio.

Prevenção

Prevenção

Evitar álcool e drogas (exceto medicamentos prescritos) pode reduzir o risco de suicídio.

Em casas com crianças ou adolescentes:

  • Mantenha todos os remédios em lugares altos e trancados.
  • Não tenha bebidas alcoólicas em casa ou mantenha-as trancadas.
  • Não guarde armas em casa. Se tiver armas em casa, tranque-as e mantenha as balas em um lugar separado.

Muitas pessoas que tentam cometer suicídio falam sobre isso antes da tentativa. Às vezes, falar com alguém que se importa e que não as julga é suficiente para reduzir o risco de suicídio. Por isso, os centros de prevenção de suicídio têm serviços de ajuda por telefone.

Nunca ignore uma ameaça ou tentativa de suicídio.

Fontes e referências

  • Zuckerbrot RA, Cheung AH, Jensen PS, Stein RE, Laraque D. GLAD-PC Steering Group. Guidelines for Adolescent Depression in Primary Care (GLAD-PC):I. Identification, assessment, and initial management. Pediatrics. 2007;120:e1299-e1312.
  • Gelenberg AJ, Freeman MP, Markowitz JC, et al. Practice guideline for the treatment of patients with major depressive disorder. Am J Psychiatry. 2000; 157(4 Suppl):1-45.
  • Bridge JA, Iyengar S, Salary CB, et al. Clinical response and risk for reported suicidal ideation and suicide attempts in pediatric antidepressant treatment: a meta-analysis of randomized controlled trials. JAMA. 2007;297:1683-1696.
  • Cheung AH, Zuckerbrot RA, Jensen PS, Ghalib K, Laraque D, Stein RE. GLAD-PC Steering Group. Guidelines for Adolescent Depression in Primary Care (GLAD-PC):II. Treatment and ongoing management. Pediatrics. 2007;120:e1313-e1326.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais Sobre