Tétano

Visão Geral

O que é Tétano?

O tétano é uma infecção do sistema nervoso com a bactéria possivelmente letal Clostridium tetani (C. tetani).

tétano - Foto: Getty Images
Bactérias causadoras do tétano

Causas

Esporos da bactéria C. tetani vivem no solo e podem ser encontrados em todo o mundo. Na forma de esporo, a C. tetani pode permanecer inativa no solo, mas continuar sendo infecciosa por mais de 40 anos.

A infecção começa quando os esporos entram no corpo através de uma ferida ou de um ferimento. Esses esporos liberam bactérias que se espalham e formam um veneno chamado tetanospasmina. Esse veneno bloqueia os sinais neurológicos da coluna vertebral para os músculos, causando espasmos musculares intensos. Os espasmos podem ser tão fortes que rompem os músculos ou causam fraturas na coluna.

O tempo entre a infecção e os primeiros sinais dos sintomas é geralmente de 7 a 21 dias. A maioria dos casos de tétano nos Estados Unidos ocorre em indivíduos que não foram devidamente vacinados contra a doença.

Exames

Seu médico realizará uma exame físico e fará perguntas sobre seu histórico médico. Não existe um teste de laboratório específico disponível para determinar o diagnóstico do tétano.

Outros testes podem ser usados para excluir meningite, raiva, envenenamento por estriquinina e outras doenças com sintomas similares.

Sintomas

Sintomas de Tétano

O tétano muitas vezes começa com espasmos leves nos músculos da mandíbula (tetania). Os espasmos também afetam os músculos do tórax, do pescoço, da coluna e do abdome. Os espasmos nos músculos da coluna muitas vezes causam arqueamento, chamado de opistótonos.

Os espasmos podem afetar os músculos que ajudam na respiração, o que pode causar problemas respiratórios.

A ação muscular prolongada causa contrações repentinas, fortes e dolorosas de grupos musculares. Isso é chamado de tetania. Esses episódios podem causar fraturas e rompimentos musculares.

Outros sintomas incluem:

  • Babar
  • Suor excessivo
  • Febre
  • Espasmos nas mãos ou nos pés
  • Irritabilidade
  • Dificuldade ao engolir
  • Micção ou evacuação descontrolada

Buscando ajuda médica

Ligue para seu médico se tiver uma ferida aberta, principalmente se:

  • Você se ferir em áreas abertas.
  • A ferida tiver contato com o solo.
  • Você não tiver tomado um reforço (vacina) contra o tétano nos últimos cinco anos ou não souber se tomou a vacina.

Marque uma consulta com seu médico se nunca tiver sido vacinado contra o tétano quando adulto ou criança, se seus filhos não tiverem sido imunizados ou se não souber se tomou a vacina.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Tétano

O tratamento pode incluir:

  • Antibióticos, incluindo penicilina, clindamicina, eritromicina ou metronidazol (o metronidazol tem sido o mais bemsucedido)
  • Repouso em um ambiente tranquilo (pouca luz, pouco barulho e temperatura estável)
  • Medicamentos para reverter o envenenamento (imunoglobulina antitetânica)
  • Relaxantes musculares, como diazepam
  • Sedativos
  • Cirurgia para limpar o ferimento e remover a origem do envenenamento (detritos)

Suporte respiratório com oxigênio, um tubo respiratório e uma máquina de respiração podem ser necessários.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

Sem tratamento, uma em cada quatro pessoas infectadas morrem. A taxa de mortalidade de recém-nascidos com tétano não tratado é ainda maior. Com o tratamento adequado, menos de 10% dos pacientes infectados morrem.

As feridas na cabeça ou no rosto parecem ser mais perigosas do que as feridas em outras partes do corpo. Se o indivíduo sobreviver à fase aguda da doença, a recuperação é geralmente concluída. Episódios não corrigidos de hipoxia (falta de oxigênio) causados por espasmos musculares na garganta podem causar danos cerebrais irreversíveis.

Complicações possíveis

Prevenção

Prevenção

O tétano pode ser prevenido com a imunização ativa. A imunização oferece proteção por 10 anos. Estudos com soldados sugerem que uma boa imunização persiste por até 12 anos.

Vacina tríplice bacteriana: previna-se de tétano, difteria e coqueluche

Nos Estados Unidos, as imunizações começam na infância com vacina tríplice bacteriana, que protege contra difteria, coqueluche e tétano. Ela é uma versão mais segura de uma antiga vacina conhecida como DTP, que não é mais usada nos EUA.

A vacina Td ou Tdap é usada para manter a imunidade em indivíduos com mais de 11 anos. A vacina Tdap, ou vacina contra difteria e tétano, deve ser aplicada uma vez, antes dos 65 anos, como um substituto da Td em indivíduos que não tomaram a Tdap. Reforços da Td são recomendados a cada 10 anos após os 19 anos. a vacina tríplice bacteriana também protege contra o tétano.

Adolescentes mais velhos ou adultos que já tiveram ferimentos, principalmente ferimentos com corte, devem receber uma imunização de reforço contra o tétano se já tiverem se passado 10 anos desde o último reforço.

Limpar bem todas as feridas e ferimentos e remover tecidos mortos ou muito danificados (com detritos), quando apropriado, pode reduzir o risco de desenvolver tétano. Se tiver se ferido em uma área externa ou de uma forma em que o contato com o solo tenha sido provável, entre em contato com seu médico sobre o possível risco de tétano.

Muitas pessoas acreditam que os ferimentos causados por agulhas enferrujadas são os mais graves. Isso só é verdade se a agulha estiver suja e enferrujada, como costuma ser o caso. É a sujeira na agulha, não a ferrugem, que carrega o risco de tétano.

Fontes e referências

  • Reddy P, Bleck TP. Clostridium tetani(Tetanus). In: Mandell GL, Bennett JE, Dolan R, eds. Mandell, Douglas, and Bennett's Principles and Practice of Infectious Diseases. 7th ed. Orlando, FL: Saunders Elsevier; 2009:chap 244.
  • Centers for Disease Control and Prevention. 2011 immunization schedules for children 0 to 18 years of age. October 28, 2010.
  • Centers for Disease Control and Prevention. Recommended adult immunization schedule United States, 2011 Proposed Revisions, Advisory Committee on Immunization Practices. October 28, 2010.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não